Propaganda Eleitoral – Como não perder tempo e dinheiro

Tempo é dinheiro

O desperdício de dinheiro em propagandas não efetivas é um erro a ser evitado durante as campanhas. Primeiro porque ninguém, em um período como este, pode se dar o luxo de jogar dinheiro fora. Segundo, propagandas ruins podem comprometer de forma arriscada uma campanha.

O ideal é que as propagandas eleitorais sejam testadas antes de serem expostas ao público, mas é muito raro as equipes de marketing fazerem isso.

Meu conselho? Reúna um grupo de colaboradores, amigos e familiares e peça-os que assistam à propaganda. Ouça o que eles tem a dizer, registre as críticas construtivas e repense sua propaganda.

É por isso que recomendo que a campanha comece antes do período imposto pela Lei, para que você possa ter tempo de testar todo o material publicitário e não corra o risco de, por causa de um pequeno erro de digitação, seja obrigado a retardar sua campanha para compor um novo material.

Muitas das propagandas veiculadas durante as campanhas políticas são um lixo, um desperdício de dinheiro e do tempo do eleitor.

O pior é o estrago que essas propagandas causam na imagem do político, alienando uma grande parte dos eleitores.

Apenas uma pequena parte desse tipo de propaganda consegue realmente chamar a atenção do eleitor e causar um impacto favorável. (essas, com certeza, foram muito bem planejadas antes de serem expostas ao público).

Mas, então, o que funciona?

É impossível conseguir prender a atenção dos eleitores por mais de 30 segundos.

É verdade, a única coisa boa que o brasileiro fala sobre as propagandas políticas é: “Graças a Deus acabou!”.

Em sua maioria, no horário político, as televisões são desligadas.

No caso de eleições municipais, cujas propagandas na TV são raras, a coisa fica ainda pior.

Imagina a cena, um bebê doente acaba de adormecer, a mãe, exausta da noite em claro, se deita para descansar e, exatamente neste momento, um carro de som se aproxima, o volume alto o suficiente para acordar alguns morto.

O bebê acorda, começa a chorar, a mãe se levanta assustada…

Acredite, ela vai amaldiçoar você. Principalmente na hora de votar.

Com esse problema de foco e irritação generalizada causada pelas propagandas em rede nacional, se você conseguir que o seu futuro eleitor preste atenção nas duas primeiras frases que disser, sinta-se feliz e aproveite.

Aproveite para usar essas duas frases como um gancho, prenda a atenção dele com duas frases e você terá chance de ter sua atenção durante toda a propaganda.

Iniciar a propaganda com “meus amigos”, “brasileiros e brasileiras”, e qualquer um desses cumprimentos clichês é perder a primeira parte de espectadores.

Eles não são seus amigos, muito menos têm alguma dúvida sobre suas nacionalidades.

Utilize este momento para inserir uma frase que os sintonize com o seu programa de campanha, que os faça olhar para você com interesse.

“A água do planeta não está acabando”.

Opa! Como assim?

Frases de efeito, que causem surpresa, choque ou incredulidade são uma excelente opção.

“O município receberá um milhão em verbas no próximo ano”.

Sério? Como? De onde virá essa verba?

Não invente histórias, mas um profissional de marketing pode transformar uma simples notícia em algo digno de interessar o eleitor.

Não utilize recursos visuais a menos que seja para enfatizar a questão.

Eleitores gostam mesmo é de ver o candidato diante da câmera, olho-no-olho, falando sobre suas idéias, sua visão, seu objetivo na política.

Perguntas retóricas…

Pense da seguinte forma: Nada pode ser pior do que não ter nada a dizer e insistir em falar.

Não faça perguntas, os eleitores não estão interessados em suas próprias opiniões, ou pelo menos, não estão interessados em assistir a uma propaganda eleitoral para expressarem suas opiniões.

Perguntas retóricas podem levar o eleitor a pensar:

1 – Você não tem opinião própria;

2 – Você não tem conhecimento sobre o assunto;

3 – Você não sabe fazer o seu serviço.

Lembre-se, a propaganda política é uma ciência e, embora muitos candidatos acreditem que basta expor sua imagem para conquistar votos, a verdade é que tudo, absolutamente tudo em uma campanha política exige planejamento e uma boa estratégia.

1 comentário

  1. Pingback: 6 Dicas sobre Propaganda Eleitoral « suacampanha

Seu comentário foi recebido, responderei assim que possível. Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s