Propaganda Eleitoral – Dicas para melhorar sua campanha no Facebook

FACEBOOK NA POLÍTICA

O mundo da política é inconstante, propagandas eleitorais podem rapidamente alavancar ou estragar uma campanha política com a mesma rapidez.

Principalmente, nada mais convincente para o eleitor do que uma imagem limpa do candidato, a certeza de poderem confiar nele,

Como eleitores esperamos que seja mais do que uma imagem, mais que um truque esperto de Marketing para ganhar nossa confiança.

Mas é certo que o político que transmite uma imagem de confiança já sai com clara vantagem na corrida para a vitória.

Essa imagem de confiança pode ser construída de forma bilateral através de Redes Sociais, como o Facebook.

Esta é uma ferramenta essencial no Marketing Político digital e aqui estão algumas dicas de como utilizar.

Propaganda Eleitoral Social

Se a propaganda eleitoral tradicional fala sobre o candidato, a comunicação em Redes Sociais deve envolver diretamente a imagem pessoal do candidato, não apenas a imagem pública.

Isso significa que o candidato deve estar diretamente ligado ao que se publica no seu perfil, caso não seja possível administrá-lo diretamente.

Assessores e profissionais de marketing político são muito bons para administrar a imagem pública do candidato, mas sua imagem pessoal deverá ser tratada de forma realmente pessoal.

O Facebook é poderoso para o Marketing Político porque mescla a imagem pública e pessoal, tornando o político mais humano. Misturando o que você quer que as pessoas vejam e leiam sobre  você e o que eles realmente verão ou lerão.

Não fuja do que pode parecer intromissão pois há uma série de benefícios na propaganda eleitoral através das mídias sociais.

O fato de você estar presente, sem todas as estratégia de marketing, como os discursos preparados com antecedência ou o cabelo perfeitamente arrumado faz você parecer mais real, autêntico o torna mais elegível.

Defina limites para sua propaganda eleitoral nas Mídias Sociais

A definição da linha entre o que é publico e o que é provado deve partir de você e isso o tornará mais humano.

Mas você precisa estar consciente de que ao mesmo tempo em que estará alimentando o público com informações, também estará fornecendo dados sobre sua vida pessoal aos seus adversários.

Quaisquer informações inseridas por você poderão ser usadas pelos seus adversários, então seja cuidadoso e não sobrecarregue seu perfil com dados que poderão ser usados contra você.

A propaganda eleitoral nas Mídias Sociais contam com um novo tipo de participação dos eleitores. Isso significa que você deve, sempre que possível, utilizar este tipo de Mídias em sua campanha eleitoral.

Atualmente ele é parte integrante de qualquer boa campanha.

Isso não significa, no entanto, que você deva usá-la como uma imagem fabricada, como no caso da mídia tradicional.

Um uso mecânico das Redes Sociais irão causar mais danos que benefícios.

Para ser autêntico, você deve ser humano.

Utilize seu Facebook em intervalos regulares para mostrar às pessoas que há uma pessoa por trás do perfil do político (caso seja o próprio candidato, melhor ainda).

Isso vai te diferenciar dos políticos que utilizam as Resde Sociais para bombardear o Facebook com informações nem sempre relevantes e muitas vezes inúteis e que de repente (no auge da campanha tradicional) desaparecem.

Propaganda eleitoral no Facebook exige atenção

Não estou falando de atenção nas coisas em geral, mas atenção ao escutar (ler as postagens) o eleitor.

Para participar de uma conversa, você deve, antes de mais nada, deixar a outra pessoa (ou pessoas) falar.

Ouça o que eles tem a dizer e responda de forma clara e direta.

A Mídia Social é uma ferramenta de comunicação de duas vias, como uma conversa no mundo real.

O fato de ser em tempo real não te dá a possibilidade de elaborar antecipadamente as respostas.

Você precisa ouvir o que as pessoas tem a dizer. Leia os compartilhamentos, posts e comentários, ouça sua preocupações e responda ou faça sua próprias perguntas.

Isso é participação.

Ouse, seja diferente nas Mídias Sociais

Ao iniciar o uso do Facebook, criar seu perfil e elaborar a estratégia de sua campanha eleitoral online, seja criativo.

Analise campanhas anteriores de adversários e aliados, busque novas formas de divulgar sua imagem.

Em 2008, nos Estados Unidos, os candidatos fizeram um excelente uso do You Tube para divulgação de imagem.

Pode ser um custo mais alto, mas há um grande benefício: A possibilidade de chamar a atenção dos eleitores é muito maior e dependendo do vídeo, você com certeza será lembrado por um bom tempo pelos eleitores.

Incentive a participação

Crie promoções interessantes, estimulando os eleitores a participar de comícios, reuniões e outros eventos.

Este tipo de atividade pode gerar um público entusiasmado e, quem sabe, um marketing viral para sua campanha?

Se quiser saber mais sobre como incrementar sua campanha eleitoral no Facebook, acesse nosso site e entre em contato:

http://www.suacampanha.com

21 comentários

  1. Pingback: Propaganda Eleitoral – Dicas para melhorar sua campanha no … « jornalmovel

    • Boa noite Norberto, por criar perfil suponho que se refira ao Facebook, certo? Neste caso você pode converter o seu perfil pessoal em uma Fan Page e utilizá-la como Perfil de campanha. Ou simplesmente criar uma Fan Page com seus dados como candidato. Agora se você quer saber como criar um perfil de candidato de forma geral… Aí já é outra história. Se tiver mais dúvidas, é só perguntar. Abs

    • 4 Art. 43, da Lei 9504/97: São permitidas, até a antevéspera das eleições, a divulgação paga, na imprensa escrita, e a
      reprodução na internet do jornal impresso, de até 10 (dez) anúncios de propaganda eleitoral, por veículo, em datas
      diversas, para cada candidato, no espaço máximo, por edição, de 1/8 (um oitavo) de página de jornal padrão e de 1/4
      (um quarto) de página de revista ou tablóide. (Redação dada pela Lei nº 12.034, de 2009)
      § 1º Deverá constar do anúncio, de forma visível, o valor pago pela inserção (incluído pela Lei nº 12.034, de
      2009).

  2. Trabalho em uma empresa onde todos os carros estão adesivados com o nome de um candidato, porém não é o que eu vou votar e nem para o que trabalho atualmente…e muito menos gostaria de fazer propaganda para o mesmo, porém por ser funcionário e por ter que algumas vezes usar o carro da emrepsa, faço propaganda digamos que obrigatória, sem consentimento, como posso agir? O que devo fazer, pois estou fazendo propaganda contra minha vontade.

    • Olá João Maria, infelizmente a política não é uma coisa fácil. Eu te aconselho a conversar com o seu candidato e pedir a ele que verifique se não há restrições legais quando ao tipo de apoio que a empresa onde você trabalha está oferecendo ao outro candidato. Carros adesivados tem que estar registrados no TRE. A outra opção é você tentar deixar claro o seu apoio ao seu candidato de outras formas. Não há muito o que se possa fazer além disso. Boa sorte.

    • Olá Renato, na verdade o patrão não está obrigando, os carros são dele, a empresa é dele, o funcionário não é obrigado a permanecer na empresa. Infelizmente as coisas funcionam de forma não muito justa, fazer o que não é? Eu mesma já perdi um emprego por “divergência ideológica”, embora não tenha sido essa a alegação do patrão. Impor a propaganda seria obrigar a pessoa a, por exemplo, adesivar o próprio carro utilizando argumentos tipo demissão. Este não é o caso do João Maria.

Seu comentário foi recebido, responderei assim que possível. Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s