Carisma, como usá-lo nas Mídias Sociais?

mídias-sociais

Desde que comecei a trabalhar especificamente com Mídias Sociais no início do ano passado, venho observando uma coisa interessante, muitas pessoas que são extremamente carismáticas no dia a dia perdem este carisma nas Mídias Sociais, por quê?

Algumas pessoas, na vida real, possuem esse tipo de energia que cativa, que chama a atenção, são aquelas sem as quais a festa não seria a mesma, aquelas a quem ninguém se esquece de convidar para um evento.

Nas Mídias Sociais também existem pessoas assim e, surpresa, nem sempre são as mesmas que fazem tanto sucesso na vida real. Mas, por quê?

Como fazer para desenvolver ou levar para as Mídias Sociais esse magnetismo pessoal?

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo desenvolver este magnetismo.

  1. A velha história de dar para receber também vale para o mundo virtual, então interaja com as pessoas, converse, compartilhe, convide-os para eventos, etc.;
  2. Imponha limites, você não precisa gostar e compartilhar coisas que não são do seu interesse, existe uma grande diferença entre interagir e agir como o velho “Maria vai com as outras”;
  3. Siga seu ritmo. Só porque algumas pessoas publicam conteúdo todos os dias, passam horas nas Redes Sociais, não significa que você precise fazer isso também, se você tem tempo, ótimo, senão, procure se organizar e fazer apenas aquilo que pode;
  4. Seja você mesmo. Se você quer conquistar novos amigos, clientes ou fãs é preciso antes de qualquer coisa que você seja você, Abraham Lincoln disse: “Você pode enganar as pessoas por certo tempo, pode até mesmo enganar algumas pessoas o tempo todo, mas nunca será capaz de enganar todos o tempo todo”. Então, não tente se passar por algo que não é, se a máscara cair, você perdera a confiança das pessoas;
  5. Ouvir é uma das coisas mais importantes.  Preste a atenção ao que as pessoas têm a dizer, ao que elas querem, ao que esperam, isso pode te beneficiar mais cedo ou mais tarde;
  6. Compartilhar seu material, sejam vídeos, fotos ou textos, vai ajudar as pessoas a te conhecerem melhor.  Atraia seu público através de um bom conteúdo;
  7. Seja ativo socialmente, participe de grupos e movimentos sociais;
  8. Fale com o coração, é a melhor forma de ser sincero e de cativar sua audiência, se não tiver nada de bom para dizer, simplesmente cale-se e ouça;
  9. Tente unir as pessoas em um objetivo comum, inicie um movimento que desperte o interesse delas;
  10. Utilize anúncios das Mídias Sociais se quiser acelerar o desenvolvimento de sua campanha, pessoal ou profissional, o custo não é tão alto e você pode se surpreender com os resultados.

Estas são apenas algumas dicas, você tem mais alguma? Algum ideia sobre como se destacar nas Mídias Sociais? Mande para mim, vou adorar conhecer outras técnicas.

Boa sorte!

Anúncios

Como aumentar seus ganhos com o Google Adsense

 Google-Adsense

Quanto você ganha com o Google Adsense?

Não, não precisa me enviar uma mensagem respondendo, apenas faça seus cálculos, ok?

Li algumas histórias de pessoas que dizem ganhar mais de mil dólares por mês, só com os anúncios do Adsense.

Também conheci pessoas que não fazem a menor idéia do que é e para que serve o Google Adsense.

Por isso decidi publicar este post.

Então, vamos começar com a primeira pergunta… Não, não sobre os seus rendimentos, mas sim sobre o que é o Adsense e como usá-lo para incrementar seus rendimentos.

O Google lançou esse programa há dois anos, a idéia era auxiliar os sites a gerarem renda como o tráfego online. O Adsense é um sistema de publicidade online que você insere no seu site e que divulga anúncios de clientes do Google Adwords (Ah, não, por favor, vamos falar do Adwords em outro post, está bem ?).

Então, como funciona o Adsense ?

Você (seu webdesigner/master) obtém um código gerado pelo Google e através desse código você está autorizando o Google a inserir anúncios segmentados no seu site.

Depois disso é torcer para que os visitantes cliquem nos anúncios pois cada vez que isso acontece você (seu webdesigner/master) recebe uma comissão.

O Google não cobra nada para gerar esse código e ainda paga por cada vez que seus visitantes clicarem nos anúncios.

Tudo o que você precisa é de um bom tráfego de usuários.

Sim porque você não pode, nem deve, estimular os cliques de forma alguma, se o Google desconfiar que você está trapaceando, os anúncios são imediatamente retirados.

É uma forma de aumentar seu rendimento ? Sim, mas não é tão fácil quanto parece.

Como eu disse, nada de colocar um banner no alto do site dizendo « Por favor, cliquem nos anúncios do Google »

Mas… Como gerar renda com o Adsense sem aumentar o número de visitantes do seu site ?

Uma das opções é que os anúncios do Adsense estejam associados ao site, de forma que o cliente se interesse instintivamente por eles.

Por exemplo?

Uma das formas de estimular os cliques é fazer com que os anúncios combinem com o site, que pareçam ser parte de seu conteúdo.

A idéia é evitar que o anúncio seja algo tão flagrante que o visitante se sinta intimidade (a maioria das pessoas ignoram os anúncios de jornais também).

Então, como fazer isso ?

Torne o anúncio uma parte do seu site, utilize cores, layout e fontes similares, de forma a que o anúncio seja encarado com naturalidade pelo visitante. Por exemlo, se a fonte do teu site é preta e os links roxos, coloque o anúncio com as mesmas cores.

Selecione um formato de anúncio que não destoe do resto do site, experimente o retângulo grande (336×280).

A idéia e que os anúncios sejam encarados como um conteúdo útil, não como simples propagandas.

Evite distrações, se o seu objetivo é ganhar dinheiro com o Adsense, limite o número de links e gráficos, que embora possam ser úteis em alguns casos, podem criar distração e levar o visitante a focar sua atenção em algo que não interessa a você.

Espero que as dicas tenham sido úteis.

Boa sorte !

Aproveitando o Google Adwords da melhor forma

google-adwords

Para quem não conhece o Google Adwords ainda, aqui vai uma explicação simples:

Colocar imagem do Google Search com destaque para os anúncios do Adwords.

O Google oferece todos os tipos de assessoria para quem está começando uma campanha no Adwords, 0800, suporte por e-mail e etc.

Atendentes super simpáticos, atenciosos e realmente preocupados em tornar sua experiência no Adwords a melhor possível.

Não importa se você vai investir 40 ou 4.000 reais, a ajuda é a mesmo.

No entanto existem algumas coisas que o pessoal do suporte do Adwords não pode ajudar.

Não faz diferença se sua campanha é boa, se o produto é excelente, se a marca é conhecida.

Se você não estiver preparado para receber os clientes, não vai funcionar.

Visitantes perdidos

E primeiro lugar, não adianta você criar uma campanha incrível, com um display que realmente chame a atenção e gere visitantes ao seu site, se esses visitantes vão chegar lá e ficarem sem saber o que fazer a seguir.

Não direcione seus anúncios para a página principal do seu site, a menos que tudo o que você queira seja que as pessoas cheguem até ele e depois saiam.

Geralmente uma campanha de anúncios publicitários é feita para promover um produto, se esse produto é o site, muito bem, você conseguiu o que queria e sua campanha é um sucesso.

Mas se o seu objetivo é a venda ou promoção de um produto/serviço, direcionar o visitante aleatoriamente não vai te ajudar.

Para isso você precisa de uma Landing Page, que levará o visitante a agir da forma como você quer.

Pouca gente sabe também que uma boa Landing Page pode tornar o anúncio mais barato.

É verdade!

Se sua Landing Page estiver alinhada com o texto de seu anúncio irá influenciar o Quality Score, sistema de avaliação do Adwords e, consequentemente, o preço de seu anúncio cairá ou sua visibilidade aumentará.

Palavras chave

Aqui vou comentar sobre o proprietário de uma loja de computadores para o qual fiz uma avaliação da campanha no Adwords.

A loja é de computadores, mas entre as palavras chave da campanha de anúncios dele estavam incluídas palavras como:

Jogos, games, jogos online, download de jogos e etc.

A loja não tinha jogos para vender e o site não fornecia download e jogos.

Ele conseguia mais de 1000 acessos por dia, mas as vendas não estavam muito boas e ele não entendia o porquê.

Fácil de entender: A maioria dos visitantes do site não estava procurando computadores, mas jogos, entravam, viam que não tinha o que queriam e saiam. 1000 visitas, 10 vendas?

Por isso as palavras chave relacionadas ao seu anúncio são tão importantes, não adianta relacionar um número infindável de palavras chave se elas não estiverem relacionadas ao produto anunciado.

Análise de desempenho

Se você pretende criar uma campanha, tenha certeza de que alguém irá monitorar o desempenho dela.

Não adianta criar a campanha e deixa-la esquecida, o objetivo é fazer com que atinja o maior número de pessoas possível e no Adwords você tem a vantagem de poder modificar a campanha ou detalhes dela a qualquer momento.

Momento

Com tudo isso, ainda há o risco de sua campanha não decolar. Porquê?

Nem sempre o momento é ideal e vários fatores podem influenciar sua campanha de forma boa ou ruim.

Mantenha em mente que uma boa campanha de marketing pode garantir apenas que o visitante chegue até você. As vendas são por sua conta.

Boa sorte!

Posts relacionados:

SEO ou SEM?

Propaganda gratuita no Google

Algumas sugestões do Google para otimização de imagens

Algumas dicas sobre Marketing Online

Dicas para promover o seu site

DICAS PARA PROMOVER O SEU SITE

Aqui vão algumas dicas para você promover seu site. Algumas são bem fáceis, outras nem tanto, mas acredito que serão úteis.

  1. Escreva e poste artigos com frequência. Essa é clássica, mas funciona. Pelo menos para os mecanismos de busca, todo conteúdo novo merece atenção;
  2. Escreva um material de qualidade e único, evite simplesmente publicar artigos de outros blogs, isso provavelmente vai gerar mais visitas para o outro que para você;
  3. Caso seu site e seu blog sejam páginas separadas, não se esqueça de ter um resumo do blog no site e sempre ter um link do blog para o site;
  4. Certifique-se de que o seu site está listado no DMOZ;
  5. Certifique-se de que seu site possua publicidade em sites de anúncios gratuitos;
  6. Tente produzir conteúdo de interesse comum, se você comprar algum produto que tenha relação com o conteúdo do seu site, dê sua opinião sobre o produto, informações como essa são sempre bem vindas para o consumidor;
  7. Tenha na assinatura do seu e-mail um link para o seu site, blog e Fan Page.
  8. Atualize o conteúdo do blog pelo menos uma vez por semana;
  9. Lembre-se de inserir Keywords nas imagens inseridas no blog;
  10. Lembre-se das Alt Tags nas fotos do Flickr;
  11. Sugira aos leitores do seu blog que façam a assinatura para receberem RSS Feeds do seu blog;
  12. Encoraje seus leitores a fazer comentários;
  13. Tente não ser elitista, não escreva em termos que apenas os profissionais de sua área consigam entender;
  14. Não se esqueça de usar o corretor ortográfico antes de publicar um post (isso já aconteceu comigo);
  15. Aumente o número de visitas no seu site iniciando uma campanha PPC (Pay per click, como no Google Adwords, por exemplo);
  16. Não deixe de incluir uma palavra chave em sua Title Tag;
  17. Mantenha suas palavras chave no conteúdo do seu site;
  18. Ofereça algo gratuito. Essa é uma palavra mágica. Seja um e-book, um mini curso online… “Gratuito” é uma chave que abre muitas portas;
  19. Participe de fóruns;
  20. Navegue, é conhecendo pessoas que você irá divulgar seus produtos/serviços;
  21. Seja simpático e engraçado;
  22. Responda os comentários deixados em seu blog, SEMPRE! Mesmo que seja apenas um obrigado.
  23. Utilize sites de perguntas como o Yahoo! Respostas, ajude as pessoas e deixe um link para o seu site;
  24. Crie papéis de parede ou descansos de tela com a sua marca e disponibilize em seu site;
  25. Use Favicon em seu site;
  26. Assegure-se de que o seu site não é pesado ou lento demais;
  27. Tente evitar Java Script em seu site, tanto quanto possível;
  28. Não use Frames em seu site;
  29. Torne o seu HTML o mais acessível possível, tanto para os leitores quanto para os mecanismos de busca;

Se não puder inserir sua palavra chave principal em seu domínio, coloque-a pelo menos em suas URLs

Boa sorte!

Posts relacionados:

Qual o melhor horário para twittar?

A importância dos links

Propaganda gratuita no Google

Cores e consumidores – Parte III

Cores e consumidores

As cores aplicadas à atividade publicitária

• VERMELHO: aumente a atenção, é estimulante e motivador. Ligado a anúncios que indicam calor e energia, artigos técnicos e ginástica;

• LARANJA: usados em casos semelhantes ao vermelho, porém de forma mais moderada; grande apelação para o apetite;

• AMARELO: visível à distância; pode dispersar em alguns casos ou indicar luminosidade dependendo de como for utilizado;

• VERDE: estimulante; porém com pouca força sugestiva, oferece sensação de repouso; costuma caracterizar azeites, verduras, frutas e similares; diferentes nuances trazem calma;

• AZUL: grande poder de atração; neutraliza inquietações; aplicado em anúncios que caracterizam frio; 

• ROXO: acalma o sistema nervoso; usado em anúncios de artigos religiosos, viaturas, acessórios funerários, etc.

• PÚRPURA e OURO: representam valor e dignidade; usado em artigos de luxo;

• MARROM: esconde a qualidade e o valor, por isso é pouco recomendado em publicidade; pode transmitir sensação de chocolate.

• VIOLETA: entristece o ser humano, também não é muito indicado o seu uso em excesso; transmite feminilidade e delicadeza.

• CINZA: atitudes neutras e diplomáticas; é muito usado em publicidade;

• PRETO: pouco recomendável (em anúncios de 4 cores) pois deixa o ser humano geralmente frustrado (caso haja excesso);

• AZUL E BRANCO: estimulante; predispõe simpatia; sensação de paz;

• AZUL E VERMELHO: estimulante da espiritualidade; 

• AZUL ESCURO E PRETO: sensação de antipatia; transmite preocupação; desvaloriza a mensagem; 

• VERMELHO E VERDE: estimulante porém de pouca eficácia publicitária;

• VERMELHO E AMARELO: estimulante e eficaz;

• AMARELO E VERDE: pode produzir atitude passiva; pouco eficiente na publicidade, salvo quando remeter a bandeira do Brasil.

Veja maiores detalhes no gráfico abaixo:

Gráfico cores e consumidores