Deu branco? Crie seu conteúdo de outra forma

Leia este post AQUI

Posts relacionados:

Conteúdo, porquê isso é tão importante?

 

Anúncios

Considere incrementar seu conteúdo

Conteúdo

Quando falamos sobre conteúdo de marketing online as pessoas imediatamente pensam em textos, blogs, artigos, comunicados de imprensa, comentários nas Mídias Sociais, e-books, white papers, etc.

E como os mecanismos de busca tendem a rastrear textos, estes são, sem dúvida alguma, os melhores tipos de conteúdo, certo? Se você está pensando em otimização, então, sim, é o melhor.

Mas há muito mais no que se refere a conteúdo do que otimização, não acha?

O principal objetivo de um bom conteúdo é alcançar os usuários e isso muitas vezes não é fácil, a menos que você acredite que escrever 300 palavras vá mantê-los interessados.

Enfim, a variação de conteúdo pode ser a melhor técnica para atrair o interesse dos usuários, além de aumentar a visibilidade e quem sabe até a audiência com um público novo e variado.

Aqui estão três tipos de variação de conteúdo para você tentar:

Vídeos

O sucesso obtido pelo YouTube nos últimos anos é a prova mais concreta de que os vídeos estão entre os conteúdos preferidos dos usuários da internet.

Apesar do que a maioria pensa, os usuários não utilizam o YouTube apenas para assistir a vídeos engraçados, muitos buscam vídeos informativos, tutoriais e até mesmo instruções de montagem.

Os vídeos têm a vantagem de que podem ser compartilhados nas Mídias Sociais e até mesmo serem inseridos em seu site.

E mesmo que os mecanismos de busca não possam detectar os vídeos, existem diversas formas de você otimizá-los para facilitar isso, como já publiquei em Dicas para otimizar seus vídeos.

Infográficos

Usuários da internet gostam de informações rápidas e quando esta informação vem em forma de imagem, eles gostam ainda mais.

É claro que nem toda informação pode ser transformada em infográficos, mas você pode tornar seu texto visualmente mais atraente utilizando imagens.

Podcasts

Os podcasts são arquivos de som, com ou sem imagem que podem conter todo tipo de informação.

Para criar podcasts que agradem o público, lembre-se de que um tom monocórdio se torna chato, procure manter um tom animado e descrever o que for de forma clara.

É isso, espero que tenham aproveitado.

E você, como inova o seu conteúdo?

Boa sorte!

Se o SEO morrer, o Google morrerá também?

SEO

Escrito por Jorge Aldrovandi em 19 abril 2012.

O SEO não está morto, se transforma de tempos em tempos.

Já faz algum tempo que lemos artigos com opiniões sobre a morte do SEO.

Por muitos motivos: Controles e mudanças nos algoritmos do Google, integração das buscas e redes sociais que afetam os resultados, relevância de novos conteúdos, etc.

Muitas mudanças SEO em pouco tempo

A verdade é que o SEO mudou, mas não morreu, na verdade ele está evoluindo e adaptando-se às mudanças feitas pelo Google e pelos mecanismos de busca em geral. Até onde sabemos, no dia em que isso ocorrer, morrerão também as empresas (ou pelo menos seus mecanismos de busca, que facilitam este tipo de técnica de Marketing.

Os grandes impõe as regas

Hoje em dia empresas como Google, Yahoo e Bing, as grandes jogadoras do mercado de buscas online, baseiam sua estratégia de negócios em oferecer resultados de sites relevantes para seus usuários e que a experiência de busca seja cada vez mais eficiente, rápida e satisfatória.

Isso se deve precisamente a grandes mudanças e integrações desenvolvidas na última década (controles AntiSpam, relevância, conteúdo duplicado, conteúdo novo, integração de mapas vídeos, outros), fazendo com  que a técnica SEO adapte-se à novas circunstâncias e requerimentos para cumprir com as políticas exigidas para estar bem posicionado em seus resultados.

Todos no mesmo barco

No momento em que a técnica SEO morra, estará implícito que os grandes interessados no mercado, como Google, terão mudado seu modelo de negócio para outro lado, deixando de dar importância aos mecanismos de busca (algo que poderá acontecer com a introdução da busca em tempo real que dará predominância às ao compartilhamento social) e centrando-se em outras áreas.

Talvez ainda seja muito precipitado pensar que estas grandes empresas deixarão de lado sua mina de ouro, apenas com base na oferta de resultados e ganhos através das publicidades PPC.

Os consumidores tem um papel importante

Ainda devemos levar em conta os consumidores.

A busca através dos mecanismos de busca cresce a cada dia e não há, pelo menos por enquanto, nenhuma possibilidade de haver uma diminuição desses usuários.

Principalmente em uma época em que você pode acessar esses mecanismos através de celulares e tablets.

Isso é a informação ainda mais acessível.

Os mecanismos de busca, são, sem dúvida alguma, um dos melhores sistemas na internet e com certeza permanecerão acessíveis por um longo tempo ainda.

E, pelo menos enquanto forem capazes de fornecer conteúdos e informações relevantes, continuarão a ser utilizados pelos usuários de internet.

Tendo isso em vista, o SEO continuará tendo sua utilidade, ainda que tenha que passar por adaptações para seguir as atualizações dos mecanismos de busca.

Quero contratar uma campanha de Links Patrocinados, e agora?

Encontrei este post no Blog da Andréa Santos, é antigo, de maio de 2008, mas ainda é atual o suficiente para se aprender algumas coisas. Acesse o Blog se tiver interesse am mais alguns artigos

O Link Patrocinado é um formato de veiculação da Internet onde o anunciante não paga pela sua exposição, somente quando o usuário clica em seu anúncio.

Esse é o conceito de uma das ferramentas de mídia on line que mais atrai atenção de empresas que estão apostando no mercado web.

Esse é o conceito de uma das ferramentas de mídia on line que mais atrai atenção de empresas que estão apostando no mercado web.

Contratar uma campanha de Links Patrocinados é relativamente simples, na verdade, qualquer um pode fazer isso, basta entrar em contato direto com o Buscador (os mais conhecidos: Google e Yahoo) e cadastrar sua campanha.

Mas existem alguns itens que são fundamentais e nem sempre são lembrados, mas que podem repercutir positiva ou negativamente para o Profissional responsável por essa gestão ou contratação.

É indiscutível que se trata de uma ferramenta eficiente, mas para que resultados sejam obtidos é preciso ter uma visão da estratégia.

Ou seja, se sua empresa vai contratar a campanha de Links Patrocinados diretamente com o Portal, sem intermediários, se sente pronta para isso, ótimo, agora se vai contratar uma Agência especializada em SEM (Search Engine Marketing), excelente, ainda assim, em ambas as situações é preciso ter o conhecimento mínimo de contratação e acompanhamento desse formato de campanha.

Algumas dicas importantes:

=>Defina claramente quais são os objetivos da campanha de Links Patrocinados (isso facilita a definição das palavras, a criação das Campanhas e dos Grupos de anúncios e, principalmente, o acompanhamento dos indicadores);

=>Defina claramente quais são os objetivos da campanha de Links Patrocinados (isso facilita a definição das palavras, a criação das Campanhas e dos Grupos de anúncios e, principalmente, o acompanhamento dos indicadores);

=>Use palavras mais específicas e menos genéricas (as palavras genéricas costumam ter um custo bem mais alto e muitas vezes não garantem uma taxa de cliques eficiente);

=>Use palavras mais específicas e menos genéricas (as palavras genéricas costumam ter um custo bem mais alto e muitas vezes não garantem uma taxa de cliques eficiente);

=>Adote palavras negativas (sempre que possível, use essa estratégia para filtrar ainda mais o seu público de interesse);

=>Direcione o link adequadamente (se possível direto para o detalhe do produto ou conteúdo que está anunciando, diminua a quantidade de cliques para seu usuário).

E ainda:

Sempre que possível, procure segmentar as campanhas geograficamente, essa estratégia pode inclusive viabilizar o investimento.

É fundamental acompanhar o CTR (Clique Through Rate ou Taxa de cliques), o CTR ajuda a mensurar a relevância de determinado anúncio divulgado na campanha. O CTR varia por campanha ou anúncio e é obtido pela quantidade de cliques multiplicada por 100 e dividida pela quantidade total de impressões.

Esses são apenas alguns dos itens que devem ser avaliados com bastante critério por parte do Gestor da Campanha de Links Patrocinados, obviamente não é só isso que vai garantir resultados eficientes com a campanha, mas com certeza conhecê-los é fundamental se você pretende ingressar nessa importante ferramenta de divulgação da Internet.