O poder de um título

manchete-de-jornal

Acredite apenas duas a cada dez pessoas fazem isso.

A maioria das pessoas analisa o título e ele deve ser capaz de atrair a atenção delas o suficiente para que continuem lendo.

Se as suas chances são apenas de 20%, então é melhor que você faça o possível para aumenta-las, certo?

Certo. Mas como?

Bem, em jornalismo a gente aprende que para se escrever uma boa história precisamos responder as seguintes perguntas:

  • Quem?
  • Quando?
  • Como?
  • Onde?
  • Por quê?

Para escrever um bom título você precisa de algo mais, algo que seja poderoso o bastante para fazer com que o leitor continue, então aqui vão algumas dicas:

Não revele muito

Se você revela demais a pessoa pode perder o interesse no restante do texto, por exemplo:

“Aumente o tráfego do seu site com o Google Adwords”

Pronto, se a pessoa tem um mínimo conhecimento do Google Adwords e não tem interesse no sistema, ela vai seguir em frente em busca de outro artigo, outro site, blog ou anúncio.

“Aumente o tráfego do seu site”

Nossa! Como?!

Se o leitor quiser saber ele vai ter que ler o resto da matéria.

Despertar a curiosidade dos leitores é a principal razão de um título bem elaborado.

Seja específico

De certa forma isso vai de encontro com o item acima, certo? Certo, mas existem ocasiões em que você precisa ser específico.

Por exemplo:

“Sentiremos sua falta”

Isso pode parecer interessante a alguns, mas na verdade a maioria não se dará o trabalho de descobrir o que ou quem fará falta.

“Sentiremos sua falta, Steve Jobs”.

Ah, sim, uma matéria sobre Steve Jobs… É claro que ainda haverão (haverão?) aqueles que vão ignorar a matéria por não saber quem foi Steve Jobs (ou por não gostarem da Apple).

Aqui você não revelou muita coisa, mas foi bem específico sobre o assunto do texto.

Use adjetivos fortes

Títulos são o lugar perfeito para o uso de adjetivos como “poderoso”, “secreto”, “confidencial”, etc.

Por exemplo:

“Os títulos conquistam a atenção dos leitores”

“Os títulos são poderosos para conquistar a atenção dos leitores”

“Poderosos” soa de forma intensa e atrai a atenção, incentivando o leitor a continuar a ler.

Pergunte

Uma das melhores táticas para prender o interesse do leitor é fazer uma pergunta.

Primeiro, porque se a pessoa não sabe a resposta, vai querer saber.

Segundo, porque se a pessoa sabe a resposta irá querer conferir para ter certeza de que você sabe.

“Como gerar mais tráfego para o seu site?”

Você quer saber? Se a resposta for sim você com certeza continuará lendo.

Utilize números

Se você indica o número de vantagens que o leitor vai encontrar, ele com certeza vai se interessar por ler todo o artigo.

“10 dicas de como melhorar a otimização do seu site”

“5 maneiras de se tornar famoso nas Mídias Sociais”

Seja conciso

Mantenha o título o mais curto possível. Em alguns casos um Título grande pode ser melhor, mas nunca exagere, até porque na hora de publicar no Twitter isso pode se tornar um problema. Por exemplo:

“O que você pode fazer para otimizar o seu site.”

“Como otimizar o seu site.”

Leia

Anúncios

Método AIDA nas Landing Pages.

Landing Pages - Páginas de Conversão

O que é o método AIDA de escrita?

Antiga mas ainda muito atual, a sigla foi criada o final dos anos 80 por um executivo de publicidade, para descrever as etapas pelas quais as pessoas passam ao ver um texto, anúncio publicitário ou Landing Page
(Páginas de Conversão) . Atenção, Interesse, Desejo, Ação.

Estas são as reações que todos os profissionais de marketing esperam de seu público.

AIDA, apesar de antiga, ainda tem uma grande relevância, principalmente nas Landing Pages.

Quando o usuário encontra o seu anúncio, seja no Google Adwords, seja na página de busca ou no Facebook, é preciso que sua Landing Page esteja preparada para provocar nele as reações desejadas, é preciso que você seja capaz de convencer o usuário da necessidade dele pelo seu produto.

I quer dizer que o seu conteúdo deve estar escrito, preparado da maneira certa para prender a atenção do usuário e convencê-lo a dar o passo seguinte: Comprar.

Então vamos nos aprofundar no significado de AIDA:

A = Atenção

É importante atrair a atenção do usuário para o seu conteúdo ou produto, este é o primeiro e mais importante passo.

Como nos casos de manchetes jornalísticas, o objetivo deve ser despertar a atenção, a curiosidade do usuário, o suficiente para que ele se interesse por ler o texto a seguir.

Na maioria das vezes isso é feito pelo título da Landing Page. Um título atraente, desperta a primeira atenção do usuário.

O texto seguinte deve manter esta atenção.

Para ser realmente eficaz você deve conhecer o seu público-alvo, saber o que ele deseja e o que poderá seduzi-lo.

Então, o ideal é: Ao invés de utilizar um texto que fale do produto de forma generalizada, criar um texto direcionado.

Sua Landing Page deve “falar” diretamente ao seu consumidor.

I – Interesse

Agora que você tem a atenção do usuário, precisa despertar seu interesse.

Esta é a parte onde o usuário vai se perguntar: “O que tem aí para mim?”

Os benefícios precisam estar focados neste público específico.

Você tem sua atenção, você compôs um título atraente e conseguiu fazer o usuário parar para ler seu texto, agora precisa despertar nele o interesse pelo que está por vir.

É aqui que entram imagens ou descrição do produto.

D = Desejo

Você despertou o interesse do usuário, é hora de acender seu desejo.

Preços especiais, promoções, recursos adicionais, depoimentos, tudo isso ajuda a instigar o desejo.

Você pode ajudar psicologicamente o usuário a acreditar que o que está oferecendo é algo necessário para ele, ou que irá lhe trazer vantagens.

Ajude-os a pensar em como seria bom trabalhar com você ou adquirir seu produto.

Desperte neles a expectativa de fazer parte de algo agradável, ou de possuírem algo realmente útil/bonito.

Ofertas de preços especiais, bônus, brindes e etc, podem ajudar na hora da decisão da compra.

Você estará transformando o “O que você tem aí para mim?” para “Sim, acho que é exatamente isso que preciso”.

E finalmente, tudo se resume a…

A = Ação

É aqui que a conversão acontece!

Seu usuário está pronto para fechar negócio, torne isso mais fácil para ele.

Deixe que ele saiba o que fazer, se neste momento ele ficar confuso, você pode perdê-lo.

Adicionar uma chamada à ação é essencial neste ponto.

É aqui que muitas Landing Pages falham.

O objetivo deixa de ser claro para o usuário e ele acaba desistindo da ação.

Botões demais, opções demais, acabam confundindo o usuário e muitas vezes o fazem desistir.

Seja objetivo com sua Landing Page, o usuário deve ter apenas duas opções:

  1. No alto da janela, um pequeno X para que ele possa fechar e continuar a navegar no site;
  2. Um único botão com a ação desejada.

É neste momento que você define a ação.

Não sobrecarregue o usuário, depois de seduzi-lo, nada pior do que deixa-lo confuso.

Então, ao elaborar sua Landing Page, utilize métodos que façam o AIDA funcionar de maneira eficiente e você verá como é fácil converter leads.

Boa Sorte!

Anunciando sua candidatura

Marketing Político digital no Espírito Santo

Um bom número de pessoas ligadas às campanhas políticas acreditam que a campanha começa no momento do anúncio da candidatura.

Mas, como os profissionais de Marketing Político sabem, existe muita coisa a ser feita antes disso.

Além dos aspectos de marketing é necessário que o candidato tenha uma estrutura básica, tesoureiro, consultor, um site que deverá estar pronto para ser colocado online no momento em que a candidatura se tornar oficial, voluntários e etc.

Um bom número de pessoas ligadas às campanhas políticas acredita que a campanha começa no momento do anúncio da candidatura.

Mas, como os profissionais de Marketing Político sabem, existe muita coisa a ser feita antes disso.

Além dos aspectos de marketing é necessário que o candidato tenha uma estrutura básica, tesoureiro, consultor, um site que deverá estar pronto para ser colocado online no momento em que a candidatura se tornar oficial, voluntários e etc.

Preparação à parte é ideal que o anúncio da candidatura seja feito de forma profissional e, de preferência, em diversos tipos de mídia simultaneamente.

Qual o papel de um profissional de Marketing nisso?

É ele quem vai estar com todas as mídias preparadas para a divulgação. Seja Mídias online ou tradicionais o importante é que todo o material já esteja pronto para ser enviado e com isso o candidato já sai ganhando na corrida para as eleições.

É o profissional de marketing quem sabe exatamente quais as mídias trarão mais repercussão para o candidato e como essa notícia deverá ser divulgada.

Mais do que simplesmente comunicar a candidatura oficial, é importante despertar nos eleitores a curiosidade sobre o candidato, o interesse por sua presença no palco político.

Nunca esquecendo que em municípios pequenos o marketing tradicional ainda tem seu papel fundamental no jogo político, é preciso que os candidatos tenham consciência de que no mundo atual, ignorar as Mídias Sociais pode ser um erro.

No momento do anúncio é preciso que haja uma coordenação entre os que apoiam o candidato, para que a notícia não passe despercebida. No caso das Mídias Sociais, um bom planejamento de divulgação entre os apoiadores pode ser de suma importância.

A primeira declaração, o primeiro discurso, deverá ser resumida de forma coerente e concisa para que, dentro de Mídias Sociais, como o Twitter, não percam o importância de seu contexto original.

Quaisquer materiais adicionais tais como fotos, biografia e posicionamento do candidato, devem estar prontos antes do anúncio, para que os colaboradores não se percam procurando informações importantes.

Seus colaboradores, partindo do profissional de Marketing, deverão estar preparados para as perguntas que certamente surgirão.

Se a imprensa é difícil de satisfazer, nas Mídias Sociais o público pode ser muito mais curioso e exigente.

Então prepare sua equipe, tente cobrir todas as possibilidades de perguntas e deixe algumas respostas já prontas.

Nunca utilize respostas clichês nas Mídias Sociais, o povo está cansado disso e não aceita mais panos quentes.

Mantenha-se atualizado sobre todos os assuntos que interessam aos seus eleitores.

Para isso utilize de pesquisas on e off-line, de forma a saber o que puder sobre as preocupações, esperanças e desejos de seus eleitores.

O planejamento antes do anúncio da candidatura pode evitar diversos momentos constrangedores que poderão se seguir.

Que saber mais a respeito de um bom planejamento de campanha online? acesse www.suacampanha.com e consulte-nos

Boa sorte!

O Orkut, vai acabar?

Ontem alguém me disse que o Google já está enviando mensagens, sugerindo que os usuários do Orkut transfiram dados para o Google+ e que isso, com certeza era porque o Orkut seria desativado.

Como eu tinha entrado no Orkut algumas horas antes e não tinha recebido nenhuma sugestão, fui verificar a informação e tentar obter uma resposta para esta pergunta.

Bem, o Google afirma, categoricamente, que não, eles não vão fechar o Orkut.

Mas, surpresa! Para aqueles que receberam a mensagem com sugestão de exportação de dados para o G+, fica aqui uma informação:

De acordo com Felix Ximenes, diretor de comunicação do Google Brasil, o Google+ NÃO é uma Rede Social.

“Não queremos competir com o Facebook. O Google+ é um grande gerador de tráfego para o Google e nossas ferramentas”.

Ximenes ainda afirma:

“O Google+ é uma ligação entre você e o resto da internet. Enquanto o Facebook quer trazer o conteúdo de outros sites para seu sistema, nós queremos integrar tudo o que o usuário quer achar na internet”.

E isso inclui até mesmo o arquirrival Facebook? Possivelmente.

Pode até ser que ele esteja dizendo a verdade, ou que esta seja uma excelente forma do Google disfarçar a estagnação do crescimento do filho caçula.

Mas com relação à migração de dados do Orkut para o Facebook, a explicação é simples, embora eu ache que a forma como eles elaboram suas estratégias seja um tanto confusa.

Mas vamos lá:

Logo que foi lançado, o G+ teve um aumento no número de usuários que surpreendeu os desavisados, cerca de 90 milhões de usuários em menos de seis meses…

Esse crescimento não foi devido a aceitação da nova “não” Rede Social, ou curiosidade dos internautas. O que acontece é que todo o usuário do Gmail recebeu “automaticamente” uma conta no G+.

Então, caso você tenha uma conta do Gmail e não saiba, fica a dica: Você tem uma conta no G+ também.

Depois desta “explosão” de crescimento, quando começou a depender de usuários “voluntários” para continuar a crescer, o G+ teve um momento inquietante de estagnação.

A comScore afirmou que os usuários passavam mais tempo no Myspace (sim, ainda existem usuários no Myspace) do que no Google+ e que no quesito “tempo” os usuários gastavam 8 minutos no MySpace, contra míseros 3 minutos no G+. Por mês! Isso sem contar que, ainda em contagem mensal, os usuário do Facebook gastam cerca de 405 minutos. Essa doeu, né Google!

Bradley Horowitz,  vice-presidente de gerenciamento de produtos do Google, afirmou que existe uma enorme diferença entre os dados da ComScore e os dados interno do Google.

Então, voltemos as estratégias para aumentar o número de usuários.

Alvo da vez:

Os milhões de usuários do Orkut.

Oferecendo a possibilidade de migrar dados do Orkut para o G+, o Google deve esperar que este usuário faça mesmo isso, mas não eu ele abandone o Orkut.

Ora, gente, vamos lá! Se você pode ter um perfil no Facebook, um no Orkut, um no LinkedIn, um no Twitter e etc. o que te impede de ter um no G+ também, sem que isso prejudique o Orkut?

Pergunta respondida?

Certo, mas para quem ainda não percebeu, o Google+ tem, sim, algumas vantagens sobre o Facebook:

  1. A Integração com os serviços do Google;
  2. A facilidade de gerenciamento de amigos;
  3. O sistema de compartilhamento direcionado;
  4. A interação com o Picasa, Dropbox e Instagram para o compartilhamento de fotos;

Mas, com ou sem vantagens o Facebook vai continuar por muito tempo como líder das Redes Sociais.

Vamos torcer para que esta competição traga apenas benefícios para os usuários.

Algumas razões pelas quais você deve ter uma conta no Twitter:

Nos últimos anos o Twitter deslanchou como o maior competidor do Facebook. Uma rede social diferente das outras, com um sistema mais difícil de postagem (não são muitas pessoas que conseguem expressar o que pensam com apenas 140 caracteres), mas que parece estar agradando a um número cada vez maior de pessoas.

Ultimamente, no Brasil, o Twitter vem sendo usado cada vez mais como uma forma de divulgação de marcas, serviços e produtos, em propagandas rápidas e que não cansam o usuário.

Então, vamos listar as principais razões para você usar o Twitter:

  1. Conexão: Como a maioria das redes sociais o Twitter oferece a oportunidade de você se conectar com amigos, família e clientes. Promover negócios e serviços online e divulgar marcas. (no caso de novos usuários o Twitter ajuda a encontrar pessoas com perfis e interesses semelhantes)
  2. 2.       140 caracteres: O uso de poucos caracteres tornam as mensagens do Twitter breves e específicas, o que é ideal para conquistar clientes sem desgastar o assunto. Isso pode se tornar instigante para o cliente, despertar curiosidade sobre o produto.
  3. 3.       Informações em tempo real: A maioria das pessoas gosta de obter informações em tempo real, quando você divulga uma informação e de venda os usuários tem a possibilidade de serem os primeiros a aproveitarem a oportunidade.
  4. 4.       Re-tuitando: Através do Re-tweet você pode ter informações sobre concorrentes, parceiros e temas que interessam ao seu negócio, assim como manter seus parceiros e clientes informados sobre novidades e lançamentos no mercado.

Ferramentas do Twitter:

  • Tweet Search: Com essa ferramenta você pode fazer buscas específicas em sua lista de seguidores.
  • Twellow: O Twellow ajuda você a encontrar pessoas relacionadas ao seu negócio. Isso é ideal para você ter uma idéia de quem seguir.
  • Twitter Local: Ajuda você a encontrar pessoas e atualizações de pessoas baseados em localização geográfica.
  • Twitter Search: É similar ao Google Search (Buscador). Quando você procura por um assunto em particular os resultados são todos os tweets relacionados a este assunto.

Você ainda pode usar a ferramenta de Promoções, se quiser promover o seu blog, o Twitter pode ajudar você a fazer isso. A cada nova postagem você pode twitar  um breve resumo do assunto. Esta ferramenta é ideal para atrair leitores e possíveis clientes para o seu blog.