Otimizando o seu post

Otimizando seu post

Os posts são diferentes, em conteúdos e tamanhos, mas não importa a quantidade de palavras utilizadas é preciso que você garanta que o leitor ficará interessado o suficiente para ler até o final.

Sim, porque na internet, ninguém tem mais tempo para nada, fica difícil se concentrar quando há tanta coisa para ler, ver e fazer.

Mas se você consegue prender a atenção do leitor, seu post poderá ser divulgado, curtido, compartilhado… Enfim, o sonho de todo blogueiro.

Mas porque otimizar?

Quem pensa que a otimização é direcionada apenas aos mecanismos de busca, está enganado.

Todo conteúdo é direcionado, antes de qualquer coisa, às pessoas, os mecanismos de busca irão fazer a parte deles se seu post agradar os leitores.

Porque a preocupação com o conteúdo? 

Existem duas razões para você se preocupar com isso.

Primeiro, manter o interesse do leitor naquilo que você escreve.

Segundo, dar destaque ao que você escreve.

Também é possível que você queira que o leitor haja baseado no que você escreveu, seja qual for a ação, é preciso que você seja convincente e claro o bastante.

Não sabe como fazer isso?

Não é tão complicado:

1.   Utilize imagens

Além de elas serem atraentes e despertarem curiosidade, as imagens também ajudam a dividir textos muito grandes, tornando-os menos… “assustadores” para o leitor, ou aumentam o texto se este for pequeno demais.

Está provado que as pessoas preferem imagens às letras, isso explica porque as pessoas tem muito mais facilidade de partilhar uma imagem do que um texto.

2.   Facilite a leitura

Já reparou que a maioria dos temas para blog tem fundo em escala de cinza?

Não é apenas porque o cinza é a mais fácil de combinar, das cores neutras, mas porque o fundo cinze facilita a leitura e não cansa tanto os olhos.

Então entre o branco e o preto, prefira um tom intermediário.

Talvez seus leitores nem percebam porque preferem ler o seu blog a qualquer outro, mas pode apostar que quem ganha com isso é você.

3.   Formate, formate, formate

Das duas, uma ou você vai dizer: “Mas é claro que eu formato”! Ouvai balançar a cabeça achando que isso é perda de tempo.

Não é.

A formatação tem vantagens específicas: facilitam a leitura, tanto do seu leitor quanto dos mecanismos de busca, então:

  • Formate os títulos com h1, h2, h3, etc. (os mecanismos de busca adoram header tags;
  • Utilize marcadores, se puder personalizar alguns, melhor ainda;
  • Utilize “aspas” e/ou itálico para destacar um texto ou citar uma frase de outra pessoa.

4.   Tente manter seus textos constantes

Essa é difícil.

Procure estipular um tamanho de texto padrão, assim seus leitores se acostumam e sabem automaticamente se vão ou não demorar para ler o seu post.

Mantenha um estilo, você pode ser engraçado, sério, profissional, envolvente, tudo depende do estilo do seu blog, mas é ideal que você mantenha um estilo.

As pessoas gostam de constância e se sentem confortáveis quando sabem que tipo de texto irão encontrar.

É claro que isso não quer dizer que você vá ser sempre sério ou sempre engraçado, mas deixe que seus leitores saibam o que esperar do seu blog.

Enfim…

Torne seus posts envolventes, evite fundos pretos ou brancos (seu blog não é um jornal).

Cores, não rosa choque é claro, mas as cores são agradáveis à vista e dependendo da que você use, podem induzir seus leitores a agir de acordo com seu desejo.

Se o leitor chegou até o seu blog é porque ele tem interesse no seu conteúdo, então aproveite e ofereça a ele o que você tem de melhor; a primeira visita pode ser coincidência, mas fazer com que ele volte é responsabilidade sua.

Boa sorte!

Sua Página de Conversão contém erros?

Você decidiu criar uma Landing Page (Página de Conversão), pois todos os sites sobre otimização afirmam que é uma das melhores formas para converter visitantes em leads (possíveis clientes) e leads em clientes.

Mas… Ela não está funcionando como disseram que funcionaria!

Será que isso é só mais uma conversa fiada?

Na verdade as Landing Pages são, comprovadamente úteis em um site, seja para que os visitantes deixem seus e-mails cadastrados (isso será útil no futuro para o e-mail marketing), seja para eles conhecerem algo que você disponibiliza no seu site ou para comprar.

A verdade é que elas foram criadas para estimular o usuário a agir da forma como você deseja, mas não basta criar uma e colocá-la no seu site, é preciso que você tenha certeza de que ela irá realmente funcionar.

Como?

Em primeiro lugar experimente pensar como o usuário. Se sua Landing Page não atrai você, com certeza não atrairá outras pessoas.

1 – Verifique se há em sua Landing Page uma palavra ou frase de efeito, aquela frase que vai atrair a atenção do visitante.

Por “atenção” entenda: Interesse, curiosidade, cobiça ou confiança.

Esta é a frase/palavra que vai levar o visitante a pensar duas vezes antes de fechar a página.

2 – Não descarte a possibilidade de estar confundindo seu visitante.

Uma Landing Page deve conter apenas uma escolha de ação, qualquer coisa, além disso, vai confundir o usuário. Então, se o seu objetivo é vender, tenha apenas um botão “compre agora”.

Não tente pedir que o usuário compre e se cadastre na mesma ação, ele pode acabar desistindo de ambas as ações apenas por se sentir acuado ou indeciso.

3 – Tenha certeza de que o seu visitante não está confundindo sua Landing Page com o resto do site.

Você não quer isso, com certeza, então, se sua Landing Page apresenta um visual semelhante ao do seu site. Modifique-o.

Se as cores do seu site variam entre azul, roxo e cor de rosa (eu sei, ninguém utilizaria esta combinação para um site, mas nunca se sabe…), então utilize cores diferentes, como laranja, verde e amarelo.

Assegure-se de que seu visitante saberá que aquela é a página onde ele deve “agir”.

4 – Ainda com relação ao layout, não se esqueça de que tudo em excesso é prejudicial, então, na hora de escolher texto + cores + fotos + formulário + botão de ação, procure evitar qualquer tipo de poluição visual.

Além de também confundir o usuário, pode acabar estressando ele e levando-o a fugir correndo.

5 – Retire quaisquer links para outras páginas ou sites. O objetivo é que o usuário responda a ação desejada, não que ele se distraia.

6 – Certifique-se de que a imagem, caso aja alguma, não seja mais envolvente que a chamada de ação. Se a imagem tiver legenda, que seja relacionada de forma clara e objetiva à ação desejada.

7 – Botões de Redes Sociais. Eles são realmente necessários à ação que você deseja, ou estão apenas servindo como pontos de fuga?