Engajamento social e sua influência no Marketing Político

Marketing Político Digital

Em qualquer eleição (presidenciais inclusive) há certas coisas que se podem esperar quando se trata de alguns eleitores, apesar de existirem aqueles que são ativos na política, a maioria prefere ficar neutra ou indiferente e é aí que entra a necessidade de um marketing político envolvente.

Alguns eleitores acham que é perda de tempo se envolver com a política, outros acham que seu voto não faz diferença. Existem ainda os que sabem em quem vão votar, mas não se incomodam em falar sobre o assunto, nem se preocupam se podem ou não ajudar seu candidato.

Porque a cada eleição o povo se afasta mais da política? Qual o motivo de os comícios estarem cada vez mais vazios e a participação popular estar se tornando cada vez mais rara?

Um dos motivos é o fato de os políticos estarem cada vez mais desacreditados, os políticos do país estão afastando o povo da política.

Há poucos dias um amigo me disse: “Eu não gosto de política”. Ao que eu respondi prontamente: “Eu amo política, não gosto é de políticos”.

A verdade é que a política é uma ciência sedutora para quem a conhece em sua pureza, mas é verdade também que os políticos transformaram esta ciência em uma coisa feia.

Então, quem pode culpar o cidadão por não se interessar?

Mas o candidato precisa desse interesse, precisa desse apoio sutil, dessa propaganda que muitas vezes é mais efetiva que qualquer publicidade na TV.

Então, como criar um engajamento quando a política está tão desacreditada?

A palavra chave está aí: Acreditar.

Uma boa campanha de marketing tem como primeiro objetivo tornar o candidato “acreditável”.

A imagem do candidato pode até estar desgastada, mas um bom profissional de marketing entende tudo de restauração.

O Marketing comercial ajudando o Marketing Político

Nesse momento pode-se buscar idéias no marketing comercial.

Quando se busca um produto, o consumidor tem sempre as mais variadas opções de marcas, cores, preços, etc.

O que leva um consumidor a decidir pela marca X no lugar da marca Y, pode também levar o eleitor a escolher o candidato A no lugar do candidato B.

A escolha é pessoal, é claro, mas há  que fazer para influenciar esta escolha?

Claro que sim!

No caso do produto, isso pode ocorrer por causa de uma opinião de um amigo, de um familiar, por uma experiência boa relatada em um blog, por uma publicidade mais sedutora, existem diversos fatores que podem ser considerados influenciadores.

Na política é a mesma coisa, um vizinho, um familiar, um amigo, podem influenciar um, dois ou até os votos de uma família inteira.

Mas como chegamos até eles?

Os influenciadores são um grupo especial, cobiçado por qualquer político, e não estou falando apenas dos poderosos.

Alguns influenciadores são pessoas aparentemente comuns, com um grande número de amigos e conhecidos que valorizam sua opinião.

Pode ser o dono de uma farmácia ou uma arrumadeira politicamente ativa em sua comunidade, pode ser o patrão de um aluno influente em sua escola ou um popular motorista de ônibus.

Influenciadores podem estar onde menos se espera.

Muitos desses influenciadores são pessoas que se importam, que se interessam e que, por consequência, buscam informações atuais e as divulgam.

Então, podemos apostar que muitos deles podem ser encontrados na internet, em busca de mais e mais informações, curiosos para saber como anda a política em sua cidade, ávidos por descobrirem histórias sobre os adversários políticos de seus candidatos, ou simplesmente para confirmar que nenhum deles é bom o bastante.

O poder da marca

Pense no candidato como uma marca, ele precisa de uma mensagem forte e atraente, que provoque no eleitor a sensação de estar diante de algo (alguém) que vale a pena.

Essa mensagem também precisa ser coerente com a realidade do eleitor, precisa soar como algo possível, papável.

Não adianta prometer a lua… Quase todo mundo sabe que ela não está disponível.

No entanto, da mesma forma como uma marca tem dificuldade para atrair todos os consumidores, é difícil para o candidato satisfazer as expectativas de todos os eleitores.

Isso agregado ao fato de o político não poder prometer mundos e fundos, sem parecer um charlatão para os mais espertos, dificulta a campanha de forma considerável.

A sugestão é ouvir, anotar e utilizar tudo. Como?

Voltamos às Mídias Sociais.

Pesquisa de opinião, leitura de comentários, blogs e imagens.

Um bom monitoramento das Mídias Sociais pode ajudar o candidato a ter uma idéia do que o eleitor espera dele, já falei sobre isso antes.

Mas é o uso dessas informações e principalmente a possibilidade de transformar esses usuários das Mídias Sociais em aliados e, consequentemente, influenciadores, que faz uma boa campanha de Marketing Digital valer à pena.

Não é como bater de porta em porta, é melhor, é como bater de porta em porta sabendo exatamente o que dizer para agradar a dona da casa e fazer com que ela compre uma idéia.

Isso é quase um sonho para qualquer candidato.

Aplicar essa estratégia não é difícil, mas exige uma certa dedicação.

Boa sorte!

Anúncios

Otimização: Termos usados e seus significados

DICIONÁRIO DE OTIMIZAÇÃO

Temos o péssimo hábito de sempre achar que as pessoas sabem do que estamos falando não importa o quão técnico sejam os termos que usamos.

Nos últimos tempos tenho ouvido várias perguntas sobre o que é otimização de site e uma dessas perguntas, a mais frequente, me fez decidir escrever este post.

O que significa Otimização? O que são Palavras-chave? O que são Backlinks?

Minha mão costuma dizer que a melhor forma de responder perguntas é usando um dicionário, então, aqui está um Dicionário de Otimização com os termos mais usados. Espero que gostem.

Algoritmo

Quando se trata de otimização o termo algoritmo se refere a uma fórmula matemática, usada pelos mecanismos de busca, que classifica as páginas da web e analisa sua importância. Estes algoritmos são atualizados constantemente de forma a poderem acompanhar as mudanças e manter resultados relevantes para os usuários. Estas atualizações também servem para evitar que os profissionais de SEO descubram a forma como eles funcionam e tentem explorar isso.

ALT Tag

A Tag de Texto Alternativo é aquela que aparece no lugar da imagem quando o site está carregando ou que aparece quando a imagem não pode ser carregada por algum motivo ou ainda, quando você posiciona o mouse sobre a imagem.

Este texto é importante para a otimização pois é como os mecanismos de busca leem as imagens.

Texto Âncora

O texto âncora é o texto do link ou seja a parte “clicável” do texto que está ligada a outra página da web.

Backlink / Inbound Link

Os backlinks são os links de um site que apontam para outro. São usados na otimização para aumentar a importância do site junto aos mecanismos de busca.

Os dois valores mais importantes dos backlinks são o Texto Âncora utilizado e a relevância do site para o qual o link aponta e do qual o link se origina.

Alguns profissionais de SEO compram backlinks, mas essa tática não é garantida, além do fato de que é, se não ilegal, desonesto.

Conteúdo

Texto, imagens, vídeos u quaisquer outros tipos de mídia visíveis para o visitante.

A informação encontrada no site.

Conversão

A conversão é o número de visitantes que completam a meta fixada pelo proprietário do site. Seja comprar um produto, assinar um boletim, preencher um formulário, ou qualquer outro objetivo.

Esta é uma boa forma de medir o sucesso da otimização do seu site.

Domínio

Domínio é o nome que você registra para o seu site.

Header Text / Texto do cabeçalho

Partes do código HTML que indicam a importância de algumas partes do texto e que podem variar entre h1 e h6.

“h1” indica que um texto é muito importante.

Palavras chave / Keyword

A otimização é baseada principalmente na força das palavras chave. É quando um usuário digita uma palavra chave na caixa de pesquisa do mecanismo de busca que a importância das palavras chave surge.

Quando mais otimizadas as palavras chave do seu site, maiores as possibilidades de um bom posicionamento dele nos mecanismos de busca.

Densidade das palavras chave

A densidade se refere à quantidade de vezes que a palavra chave aparece no texto do site em comparação ao número total de palavras.

Landing Page

A Landing Page ou página de conversão é uma página que o usuário acessa depois de clicar em um link de outra página, banners de propaganda, anúncios, etc.

Link Building

Pratica comum na otimização utilizada para aumentar o valor de seu site e a classificação dele nos mecanismos de busca.

Meta Description

A meta description é um resumo do site codificado em HTML e visível apenas para os mecanismos de busca. Ela é usada para descrever de forma breve o conteúdo do site.

Otimização / SEO

É o uso de técnicas específicas para melhorar o posicionamento do site nos mecanismos de busca e aumentar o tráfego de visitantes.

Page Rank

Um dos termos mais comuns na otimização, refere-se à classificação numérica de um site projetada pelo Google e varia entre 0 e 10.

Esta classificação mostra a importância que o Google dá a uma determinada página.

PPC (Pay Per Click)

Pagamento por clique é um sistema de publicidade no qual o proprietário de um site só paga quando alguém clica no anúncio.

Atualmente uma das formas mais populares de direcionar o tráfego para o seu site.

Robots.txt

Arquivo de texto que informa aos mecanismos de busca o que deve e o que não deve ser incluído nas páginas de pesquisa.

Search Engine Marketing – SEM

O SEM é um SEO em larga escala que inclui métodos de publicidade pagos.

URL

Endereço da web. URL significa Uniform Resource Locator e cada site tem uma URL própria: www.suacampanha.com

Estes foram alguns termos utilizados pelos profissionais de SEO, não são todos, mas acredito que sejam os que mais despertam curiosidade.

Se tiver algum termo que não conste aqui, mas que você queira saber o que significa, é só perguntar.

Propaganda Eleitoral – Dicas para melhorar sua campanha no Facebook

FACEBOOK NA POLÍTICA

O mundo da política é inconstante, propagandas eleitorais podem rapidamente alavancar ou estragar uma campanha política com a mesma rapidez.

Principalmente, nada mais convincente para o eleitor do que uma imagem limpa do candidato, a certeza de poderem confiar nele,

Como eleitores esperamos que seja mais do que uma imagem, mais que um truque esperto de Marketing para ganhar nossa confiança.

Mas é certo que o político que transmite uma imagem de confiança já sai com clara vantagem na corrida para a vitória.

Essa imagem de confiança pode ser construída de forma bilateral através de Redes Sociais, como o Facebook.

Esta é uma ferramenta essencial no Marketing Político digital e aqui estão algumas dicas de como utilizar.

Propaganda Eleitoral Social

Se a propaganda eleitoral tradicional fala sobre o candidato, a comunicação em Redes Sociais deve envolver diretamente a imagem pessoal do candidato, não apenas a imagem pública.

Isso significa que o candidato deve estar diretamente ligado ao que se publica no seu perfil, caso não seja possível administrá-lo diretamente.

Assessores e profissionais de marketing político são muito bons para administrar a imagem pública do candidato, mas sua imagem pessoal deverá ser tratada de forma realmente pessoal.

O Facebook é poderoso para o Marketing Político porque mescla a imagem pública e pessoal, tornando o político mais humano. Misturando o que você quer que as pessoas vejam e leiam sobre  você e o que eles realmente verão ou lerão.

Não fuja do que pode parecer intromissão pois há uma série de benefícios na propaganda eleitoral através das mídias sociais.

O fato de você estar presente, sem todas as estratégia de marketing, como os discursos preparados com antecedência ou o cabelo perfeitamente arrumado faz você parecer mais real, autêntico o torna mais elegível.

Defina limites para sua propaganda eleitoral nas Mídias Sociais

A definição da linha entre o que é publico e o que é provado deve partir de você e isso o tornará mais humano.

Mas você precisa estar consciente de que ao mesmo tempo em que estará alimentando o público com informações, também estará fornecendo dados sobre sua vida pessoal aos seus adversários.

Quaisquer informações inseridas por você poderão ser usadas pelos seus adversários, então seja cuidadoso e não sobrecarregue seu perfil com dados que poderão ser usados contra você.

A propaganda eleitoral nas Mídias Sociais contam com um novo tipo de participação dos eleitores. Isso significa que você deve, sempre que possível, utilizar este tipo de Mídias em sua campanha eleitoral.

Atualmente ele é parte integrante de qualquer boa campanha.

Isso não significa, no entanto, que você deva usá-la como uma imagem fabricada, como no caso da mídia tradicional.

Um uso mecânico das Redes Sociais irão causar mais danos que benefícios.

Para ser autêntico, você deve ser humano.

Utilize seu Facebook em intervalos regulares para mostrar às pessoas que há uma pessoa por trás do perfil do político (caso seja o próprio candidato, melhor ainda).

Isso vai te diferenciar dos políticos que utilizam as Resde Sociais para bombardear o Facebook com informações nem sempre relevantes e muitas vezes inúteis e que de repente (no auge da campanha tradicional) desaparecem.

Propaganda eleitoral no Facebook exige atenção

Não estou falando de atenção nas coisas em geral, mas atenção ao escutar (ler as postagens) o eleitor.

Para participar de uma conversa, você deve, antes de mais nada, deixar a outra pessoa (ou pessoas) falar.

Ouça o que eles tem a dizer e responda de forma clara e direta.

A Mídia Social é uma ferramenta de comunicação de duas vias, como uma conversa no mundo real.

O fato de ser em tempo real não te dá a possibilidade de elaborar antecipadamente as respostas.

Você precisa ouvir o que as pessoas tem a dizer. Leia os compartilhamentos, posts e comentários, ouça sua preocupações e responda ou faça sua próprias perguntas.

Isso é participação.

Ouse, seja diferente nas Mídias Sociais

Ao iniciar o uso do Facebook, criar seu perfil e elaborar a estratégia de sua campanha eleitoral online, seja criativo.

Analise campanhas anteriores de adversários e aliados, busque novas formas de divulgar sua imagem.

Em 2008, nos Estados Unidos, os candidatos fizeram um excelente uso do You Tube para divulgação de imagem.

Pode ser um custo mais alto, mas há um grande benefício: A possibilidade de chamar a atenção dos eleitores é muito maior e dependendo do vídeo, você com certeza será lembrado por um bom tempo pelos eleitores.

Incentive a participação

Crie promoções interessantes, estimulando os eleitores a participar de comícios, reuniões e outros eventos.

Este tipo de atividade pode gerar um público entusiasmado e, quem sabe, um marketing viral para sua campanha?

Se quiser saber mais sobre como incrementar sua campanha eleitoral no Facebook, acesse nosso site e entre em contato:

http://www.suacampanha.com

Quando o vídeo é mais do que uma simples opção de Marketing

Youtube no alvo

Algumas imagens falam mais do que mil palavras… Quem nunca ouviu esta frase? E quem discordaria disso?

Se você tivesse que optar entre rádios, jornais ou TV, para divulgar sua campanha de marketing, qual seria a sua escolha?

No livro “Não me faça pensar” de Steve Krug, ele fala sobre a falta de hábito dos consumidores em ler tudo o que está diante deles. Fala sobre o fato de estarmos acostumados a passar os olhos nas manchetes de jornais e selecionar apenas o que nos interessa, descartando todo o resto.

Mas isso não acontece com as propagandas da TV, certo?

Bem, algumas realmente são irritantes, mas em sua maioria (a publicidade brasileira é reconhecidamente uma das melhores do mundo) as propagandas na TV são divertidas e marcantes.

Não é que você não possa criar campanhas de marketing maravilhosas para a imprensa escrita, mas a verdade é que mesmo as campanhas em revistas e jornais exigem algo que prenda a atenção.

De preferência uma imagem.

Então a propaganda ideal é aquela que o consumidor pode acompanhar sem ter que fazer nenhum esforço.

Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim lançaram um site de compartilhamento de vídeo, eles acreditavam que este tipo de site poderia fazer sucesso entre os usuários da internet.

Hoje, cinco anos depois, o Youtube é o terceiro site mais visitado do mundo.

Por quê?

Se você tem um negócio online, precisa conhecer sua área. Onde você está divulgando seu produto? Que ferramentas você está usando? Que tipo de consumidor você quer alcançar?

Este tipo de pergunta já deve ter passado por sua mente diversas vezes, (ou pela mente de sua equipe de marketing).

Como gestora de Mídias Sociais, não posso deixar de ficar encantada com as possibilidades oferecidas pelo Youtube, é não só por ele ser o terceiro site mais visitado do mundo.

A verdade é que as pessoas, consumidores, gostam de imagens e se essa imagem for mais que uma simples foto, melhor ainda.

As pessoas gostam de vídeos, é por isso que a propaganda na TV é a mais cara de todas.

O consumidor pode até detestar a publicidade, mas uma vez que tenha visualizado o vídeo, ele vai se lembrar, nem que seja para citar como um dos piores que já viu.

No Youtube, quando você procura por um vídeo, um clipe ou tutorial, algo para distrair ou algo recomendado por amigos. Você assiste ao vídeo e então vê, do lado direito da tela, mas uma série de vídeos relacionados. Isso pode te levar a gastar muito mais tempo do que o previsto.

Para um comerciante online isso é o mais desejado.

E quando este vídeo se torna um viral? Como no caso da Luiza? É uma chance única de conseguir alcançar uma quantidade enorme de usuários.

E o que tudo isso tem a ver com a otimização?

Tudo.

Estar na base de dados do Youtube é uma forma certeira de conseguir destaque nas páginas de pesquisa.

Fazer um vídeo otimizado é mais uma forma de ser encontrado pelos mecanismos de busca. Interessante, não é?

Além da vantagem de conseguir atingir consumidores que não tem paciência para ler longos artigos (como este), você ainda pode melhorar sua posição nas SERPs.

A união entre o marketing em Redes Sociais e o marketing em vídeo pode ser considerada uma das melhores formas de você melhorar seu posicionamento nos mecanismos de busca, além, é claro, da publicidade em si.

Muitos profissionais de SEO ainda não se deram conta das possibilidades oferecidas pelo Youtube. Aproveite este mercado ainda novo e crie alguns vídeos de seus produtos!

Boa sorte!

O que fazer para Otimizar o uso do seu Twitter

twitter

Ter uma conta no Twitter é fácil, rápido e gratuito, mas, como aproveitar tudo o que esta Mídia social tem para oferecer?

Conheça alguns detalhes sobre o Twitter:

Terminologia básica:
TWEET– Mensagens com até 140 caracteres que são postadas e públicas.

Todas as mensagens, com exceção das DM, são de domínio público no Twitter.

DM – Mensagem Direta. As DMs são mensagens privadas apenas entre as pessoas que estão se correspondendo, no entanto você precisa: 1) Seguir e ser seguido pela pessoa para poder enviar uma DM; 2) Especificar que se trata de uma DM antes de enviá-la.

RT – Retwitar. Esta ferramenta é uma das que mais interessa àqueles que possuem negócios na internet. O Retweet é uma forma de divulgar a mensagem original aos seus seguidores. A fonte de origem da mensagem sempre deve ser citada: Por exemplo, se eu escrevi: “Desejo a todos um excelente final de semana”. Um Retwitar apareceria como: RT @suacampanhaonline “Desejo a todos um excelente final de semana”
O objetivo é incentivar os outros usuários a retweetarem sua mensagem e assim, expandir seu alcance.

# – Hashtag. As hashtags são colocadas na frente de uma palavra ou conjunto de letras para permitir a divulgação daquele assunto específico. Por exemplo, se você está twitando sobre Marketing com outras pessoas, você pode usar #Marketing. Isso se torna um link na sua mensagem e, quando clicado irá exibir todos os tweets usando essa hashtag.

# FF – Follow Friday / Siga sexta-feira. Esta é uma maneira de mostrar apoio a outros usuários. É claro, apenas às sextas-feiras.

10 dicas para otimizar o uso do Twitter:

1. Se possível use seu verdadeiro nome real
Isso faz com que fique mais fácil encontrar você no Twitter.

2. Não deixe de colocar uma imagem no seu perfil
O ideal é que seja uma imagem sua (ou logo da sua empresa). As pessoas tendem a se sentir mais a vontade se reconhecem a imagem que veem.

3. Coloque um link para seu site o seu perfil
Se você tiver um blog ou site, você pode e deve colocar um link para ele em seu perfil, de forma que todos possam acessá-lo através deste link.

4. Fale sobre você
Torne sua biografia interessante. Escolha um texto fácil e divertido, ou use o slogan de sua empresa, de forma que as pessoas, ao lerem, reconheçam quem é você.

5. Tweet regularmente
Não é fácil? Talvez, mas é sem dúvida a chave da autopromoção. E não tem importância se você tem apenas 2 seguidores e um deles é a sua mãe, você ainda precisa de publicações diárias para fazer a diferença.

Caso você não tenha nada de interessante para dizer, utilize o RT e compartilhe algo diferente, engraçado ou útil.

A outra opção é conectar seu blog à sua conta no Twitter, assim cada post que você inserir no site será automaticamente publicado no Twitter.

6. Informações Relevantes

Por favor, não pense que ser regular em suas publicações é sinônimo de informar cada passo seu. “Almoçando salada russa” ou “Saindo pra uma caminhada”, isso não é interessante, nem relevante.

Mas… Se esta caminhada fosse em companhia da Xuxa… Pode twitar a vontade, você merece!

7. Criando links sem vínculos
É muito útil inserir links, mas tome cuidado para que as pessoas não comecem a achar que você quer apenas vender seu produto. Para isso a interação é muito importante.

8. Seja você mesmo
Ainda que o perfil pertença a sua empresa, é importante que as pessoas saibam que por trás desse perfil existe alguém de carne e osso. Você não precisa ser engraçado ou inteligente. Não precisa citar Shakespeare ou Chico Anísio.

O objetivo do Twitter é “conexão” entre as pessoas, então, seja você mesmo e aproveite, você pode até achar divertido.

9. Nem sempre vale apenas seguir todos que te seguem

Para algumas pessoas a quantidade é tudo, mas na verdade deveríamos ficar de olho na qualidade. Você não tem que seguir todos os que te seguem, até porque com programas de “Seguir” disponibilizados na internet, muitos do que te seguem sequer estão interessados em você. Então, meu conselho: Siga apenas pessoas que tenham relevância para você ou para o seu público.

10. Comunicação
No Twitter tudo é comunicação, então, se alguém falar com você ou RT sua mensagem, não se esqueça de responder ou agradecer. As pessoas gostam de saber que estão fazendo diferença. Aposto que você também gosta!

Qual a vantagem em se usar uma mascote nas Mídias Sociais?

Quem não é capaz de identificar essa imagem?

Mascote da Sadia

Desde os tempos do Marketing tradicional, as mascotes são encaradas com certo carinho pelos consumidores.

E não foram poucos os mascotes que passaram por nossas vidas, até onde eu posso lembrar,  acredito que não seja tão velha a ponto de me lembrar de todos (ou pelo menos assim espero), foi o bonequinho azul dos cotonetes da Johnson&Johnson.

Mascote da Johnson e Johnson

Depois dele vieram muitos outros que ainda permanecem em nossas memórias e que ainda são capazes de nos fazer sorrir.

Hoje em dia as mascotes continuam fazendo sucesso, como o Gênio do Chamyto e o bonequinho da Vivo.

Mas, qual a vantagem de se usar uma mascote nas Redes Sociais?

A verdade a vantagem de uma mascote em qualquer área do Marketing é que eles sempre são melhor aceitos pelos consumidores do que qualquer modelo profissional.

Mascote Michelin

Mais fácil de assimilar e com a vantagem de serem sempre simpáticos ao público, o mascote pode permanecer como representante de uma marca por muitos anos, passando de geração a geração, sendo reconhecidos ainda que sem o nome da marca para acompanha-los.

Uma boa mascote é ponto forte de uma campanha publicitária e quantas vezes não vimos o público se mobilizar na escolha de uma mascote, como no caso do Zé Gotinha, da campanha de vacinação, ou a escolha do nome da mascote das Olímpiadas Rio 2016?

Zé Gotinha - Campanha de Vacinação

Criar uma mascote não é difícil, mas transformá-la em um símbolo de sua marca pode levar tempo… Isso já foi verdade, da mesma forma que o marketing já foi unilateral.

Hoje, com a participação ativa dos consumidores nas Redes Sociais, divulgar e fixar sua mascote pode ser muito mais rápido do que você imagina.

Se você já tem uma mascote comece a pensar em um lugar de destaque para ela em suas Redes Sociais, se ela ainda não tem nome, pense em criar uma survey entre seus seguidores e amigos para escolher o nome dela.

Aconselho a selecionar alguns nomes dos quais você goste ou você pode acabar sendo levado a escolher um do qual poderá se arrepender. Selecione quatro ou cinco nomes e crie uma enquete.

Lembre-se de que uma mascote tem que ser visualmente atraente, de preferência que leve o consumidor ter algum tipo de reação emocional, qualquer uma serve, o que não pode acontecer é o consumidor olhar para sua mascote com indiferença.

Quando a mascote tiver uma presença marcante suficiente, comece a pensar em criar a Fan Page dela, seu próprio usuário no Twitter, etc.

Uma prova de que as mascotes estão voltando com toda força foi a campanha da Rede Globo para escolher o nome da mascote do esporte. Clique no link e conheça os novos mascotes: Globolinha 

Lembre-se tudo é valido em uma boa campanha de Marketing, desde que o objetivo da campanha não se perca.

Boa sorte!

Algumas sugestões do Google para otimização de imagens

 

Para tornar mais fácil a indexação de suas imagens você só precisa seguir as dicas do próprio Google:

  1. Use apenas formatos suportados pelo Google Imagens no seu site

Esses tipos de imagem incluem: GIF, PNG, JPEG, BMP, WebP, SVG, então certifique-se de que todas as imagens de seu site possuam esses formatos.

  1. Use palavras descritivas no nome do arquivo.

É trabalhoso? Claro que sim, mas se você descreve a imagem, a indexação fica mais fácil. Então esqueça nomes de arquivos como IMG864885112232584.jpg. As descrições são úteis quando um usuário está procurando por uma imagem.

  1. Use Alt Tags para descrever as imagens.
  2. As Alt Tags são importantes, primeiro porque explica ao Google o assunto da imagem e ele usa essas informações para fornecer aos usuários as melhores imagens sobre determinado assunto. Além disso, caso, por algum motivo a imagem não seja carregada no navegador, as Alt Tags fornecem uma descrição dela para o usuário. Aqui têm alguns exemplos de Alt Tags, boas e ruins:

Ruim: alt = “   “

Melhor: alt = “carro”

Melhor: alt = “Ferrari vermelha”

Evite Alt Tags longas ou confusas demais. OU a inserção de palavras chave relacionadas com seu site, mas não com a imagem;

  1. Uma descrição ou referência à imagem na página onde ela está inserida, em algum lugar perto da imagem ou a utilização de palavras chave semelhantes à Alt Tag e/ou ao nome do arquivo, o Google também recomenda a inserção de títulos descritivos e legendas.
  2.  Sitemap.

O Sitemap das imagens ajuda a equipe do Google a entender as imagens do seu site, assim como determinar o que são elas.

  1. Tamanho do arquivo.

Isso não é importante, pelo manos não com relação à indexação na pesquisa. Para o Google não faz diferença o tamanho da imagem se ela estiver devidamente otimizada.

  1. Proteja sua imagens.

Uma vez na web as imagens estão acessíveis a qualquer usuários e neste caso uma imagem pode se repetir incontáveis vezes na página de busca. Muitas vezes sem descrição de fonte original ou Alt Tags. Mas é importante que você tenha em mente que se quer que a sua imagem apareça nas buscas, quanto mais otimizada ela estiver, mais difícil será tirarem sua posição com uma cópia de sua própria imagem. Se você coloca uma imagem sem otimização e alguém copia, otimiza e disponibiliza em outro site, é muito provável que a imagem deste outro site tome o lugar da sua. Você também pode disponibilizar as imagens sob licença, isso exige que os usuários entrem no seu site o que ajuda no tráfego também.