Carisma, como usá-lo nas Mídias Sociais?

mídias-sociais

Desde que comecei a trabalhar especificamente com Mídias Sociais no início do ano passado, venho observando uma coisa interessante, muitas pessoas que são extremamente carismáticas no dia a dia perdem este carisma nas Mídias Sociais, por quê?

Algumas pessoas, na vida real, possuem esse tipo de energia que cativa, que chama a atenção, são aquelas sem as quais a festa não seria a mesma, aquelas a quem ninguém se esquece de convidar para um evento.

Nas Mídias Sociais também existem pessoas assim e, surpresa, nem sempre são as mesmas que fazem tanto sucesso na vida real. Mas, por quê?

Como fazer para desenvolver ou levar para as Mídias Sociais esse magnetismo pessoal?

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo desenvolver este magnetismo.

  1. A velha história de dar para receber também vale para o mundo virtual, então interaja com as pessoas, converse, compartilhe, convide-os para eventos, etc.;
  2. Imponha limites, você não precisa gostar e compartilhar coisas que não são do seu interesse, existe uma grande diferença entre interagir e agir como o velho “Maria vai com as outras”;
  3. Siga seu ritmo. Só porque algumas pessoas publicam conteúdo todos os dias, passam horas nas Redes Sociais, não significa que você precise fazer isso também, se você tem tempo, ótimo, senão, procure se organizar e fazer apenas aquilo que pode;
  4. Seja você mesmo. Se você quer conquistar novos amigos, clientes ou fãs é preciso antes de qualquer coisa que você seja você, Abraham Lincoln disse: “Você pode enganar as pessoas por certo tempo, pode até mesmo enganar algumas pessoas o tempo todo, mas nunca será capaz de enganar todos o tempo todo”. Então, não tente se passar por algo que não é, se a máscara cair, você perdera a confiança das pessoas;
  5. Ouvir é uma das coisas mais importantes.  Preste a atenção ao que as pessoas têm a dizer, ao que elas querem, ao que esperam, isso pode te beneficiar mais cedo ou mais tarde;
  6. Compartilhar seu material, sejam vídeos, fotos ou textos, vai ajudar as pessoas a te conhecerem melhor.  Atraia seu público através de um bom conteúdo;
  7. Seja ativo socialmente, participe de grupos e movimentos sociais;
  8. Fale com o coração, é a melhor forma de ser sincero e de cativar sua audiência, se não tiver nada de bom para dizer, simplesmente cale-se e ouça;
  9. Tente unir as pessoas em um objetivo comum, inicie um movimento que desperte o interesse delas;
  10. Utilize anúncios das Mídias Sociais se quiser acelerar o desenvolvimento de sua campanha, pessoal ou profissional, o custo não é tão alto e você pode se surpreender com os resultados.

Estas são apenas algumas dicas, você tem mais alguma? Algum ideia sobre como se destacar nas Mídias Sociais? Mande para mim, vou adorar conhecer outras técnicas.

Boa sorte!

Anúncios

A importância da velocidade do seu site – Parte II

ponto-de-exclamação

Você fez o teste de velocidade e não gostou do resultado?

Acredite não é o único, mas aqui vão algumas sugestões para você considerar:

1.       Faca uma análise das páginas

Se uma determinada página do seu site está carregando muito lentamente, que tal pensar em dividir o conteúdo em duas ou três páginas?

O excesso de conteúdo em uma só página não só a torna lenta como às vezes assusta o visitante que está acostumado a encontrar as coisas com facilidade na internet.

Dividindo um conteúdo em mais de uma página você também poderá ser mais objetivo com o conteúdo. Usabilidade é o forte aqui.

2.       Imagens e Vídeos

Uma imagem fala mais do que mil palavras? Pode ser, mas também pesa muito mais, então se você tem imagens em excesso ou que não sejam realmente necessárias ao conteúdo do site, meu conselho é: Retire-as.

Janelinhas Pop-up às vezes além de sobrecarregarem a página, são irritantes também, use-as apenas se for para despertar a atenção do visitante de forma positiva.

Caso não possa retirar a imagem, se ela for importante para o conteúdo, verifique a possibilidade de reduzi-las, isso já será de grande ajuda.

3.       HTML

Muitas vezes um erro ou uma codificação em HTML com excesso de informação pode sobrecarregar a página.

Utilize uma codificação simples e objetiva isso irá acelerar o carregamento do site.

É isso, espero ter ajudado. Se você tem mais alguma dica, deixe nos comentário, vou ficar feliz em aprender mais.

Boa sorte!

Posts relacionados:

A importância da velocidade do seu site

Método AIDA nas Landing Pages.

Landing Pages - Páginas de Conversão

O que é o método AIDA de escrita?

Antiga mas ainda muito atual, a sigla foi criada o final dos anos 80 por um executivo de publicidade, para descrever as etapas pelas quais as pessoas passam ao ver um texto, anúncio publicitário ou Landing Page
(Páginas de Conversão) . Atenção, Interesse, Desejo, Ação.

Estas são as reações que todos os profissionais de marketing esperam de seu público.

AIDA, apesar de antiga, ainda tem uma grande relevância, principalmente nas Landing Pages.

Quando o usuário encontra o seu anúncio, seja no Google Adwords, seja na página de busca ou no Facebook, é preciso que sua Landing Page esteja preparada para provocar nele as reações desejadas, é preciso que você seja capaz de convencer o usuário da necessidade dele pelo seu produto.

I quer dizer que o seu conteúdo deve estar escrito, preparado da maneira certa para prender a atenção do usuário e convencê-lo a dar o passo seguinte: Comprar.

Então vamos nos aprofundar no significado de AIDA:

A = Atenção

É importante atrair a atenção do usuário para o seu conteúdo ou produto, este é o primeiro e mais importante passo.

Como nos casos de manchetes jornalísticas, o objetivo deve ser despertar a atenção, a curiosidade do usuário, o suficiente para que ele se interesse por ler o texto a seguir.

Na maioria das vezes isso é feito pelo título da Landing Page. Um título atraente, desperta a primeira atenção do usuário.

O texto seguinte deve manter esta atenção.

Para ser realmente eficaz você deve conhecer o seu público-alvo, saber o que ele deseja e o que poderá seduzi-lo.

Então, o ideal é: Ao invés de utilizar um texto que fale do produto de forma generalizada, criar um texto direcionado.

Sua Landing Page deve “falar” diretamente ao seu consumidor.

I – Interesse

Agora que você tem a atenção do usuário, precisa despertar seu interesse.

Esta é a parte onde o usuário vai se perguntar: “O que tem aí para mim?”

Os benefícios precisam estar focados neste público específico.

Você tem sua atenção, você compôs um título atraente e conseguiu fazer o usuário parar para ler seu texto, agora precisa despertar nele o interesse pelo que está por vir.

É aqui que entram imagens ou descrição do produto.

D = Desejo

Você despertou o interesse do usuário, é hora de acender seu desejo.

Preços especiais, promoções, recursos adicionais, depoimentos, tudo isso ajuda a instigar o desejo.

Você pode ajudar psicologicamente o usuário a acreditar que o que está oferecendo é algo necessário para ele, ou que irá lhe trazer vantagens.

Ajude-os a pensar em como seria bom trabalhar com você ou adquirir seu produto.

Desperte neles a expectativa de fazer parte de algo agradável, ou de possuírem algo realmente útil/bonito.

Ofertas de preços especiais, bônus, brindes e etc, podem ajudar na hora da decisão da compra.

Você estará transformando o “O que você tem aí para mim?” para “Sim, acho que é exatamente isso que preciso”.

E finalmente, tudo se resume a…

A = Ação

É aqui que a conversão acontece!

Seu usuário está pronto para fechar negócio, torne isso mais fácil para ele.

Deixe que ele saiba o que fazer, se neste momento ele ficar confuso, você pode perdê-lo.

Adicionar uma chamada à ação é essencial neste ponto.

É aqui que muitas Landing Pages falham.

O objetivo deixa de ser claro para o usuário e ele acaba desistindo da ação.

Botões demais, opções demais, acabam confundindo o usuário e muitas vezes o fazem desistir.

Seja objetivo com sua Landing Page, o usuário deve ter apenas duas opções:

  1. No alto da janela, um pequeno X para que ele possa fechar e continuar a navegar no site;
  2. Um único botão com a ação desejada.

É neste momento que você define a ação.

Não sobrecarregue o usuário, depois de seduzi-lo, nada pior do que deixa-lo confuso.

Então, ao elaborar sua Landing Page, utilize métodos que façam o AIDA funcionar de maneira eficiente e você verá como é fácil converter leads.

Boa Sorte!

O tamanho perfeito das imagens nas Redes Sociais

imagens-midias-sociais

Se você é como eu e gosta de ficar trocando imagens nos perfis das Redes Sociais, por motivos pessoais ou profissionais, você provavelmente já se deparou com o mesmo problema que eu. O tamanho exato das imagens. Nossos perfis nas Redes Sociais representam o que somos, por isso precisamos cuidar para que essas imagens não apareçam pixeladas, cortadas ou deformadas. Quantas vezes você não precisou redimensionar alguma imagem para ela caber na imagem de capa do Facebook? E o que dizer dos Avatares que são todos em tamanho diferente? A Ginger Original publicou um infográfico para facilitar nossa vida e eu me dei o trabalho de traduzir para poder publicar para vocês. Então, vamos lá…

imagens-facebook

Imagens Google Plus

Imagens Twitter

Imagens YouTube

Imagens LinkedIn

Imagens Pinterest

Posts relacionados:

Escolhendo as melhores Mídias Sociais

Como criar um endereço pessoal no Facebook

Corrida para as mídias sociais

A anatomia de uma boa Landing Page (Página de conversão) para campanhas de marketing

Landing Page - Página de conversão

O que fazer e o que evitar na construção de uma Landing Page mais efetiva.

Texto e título claros

O cabeçalho principal da página deve ser, antes de qualquer coisa, fácil de ler, específico e de fácil compreensão, de forma a levar o visitante a ler o texto e agir conforme o esperado.

O texto deve ser curto e objetivo, escrito de forma clara e com uma explicação concisa sobre como o usuário deverá agir para atingir seu objetivo.

Lembre-se de que provavelmente, o visitante chegou até sua Landing Page através de um anúncio, um link ou uma postagem nas redes sociais, isso significa que ele já percorreu metade do caminho até a ação que você espera que ele realize.

Utilize imagens e vídeos relevantes

As imagens são poderosas – a maior parte das pessoas observam as imagens antes mesmo de ler o texto.

Por isso utilize as imagens para reforçar a mensagem do texto.

Tente utilizar imagens diferentes.

Uma pesquisa revelou que a imagem de uma pessoa é muito mais eficaz do que imagem de objetos.

Utilize as Redes Sociais 

As pessoas que gostarem e quiserem compartilhar a página, não devem encontrar dificuldade para fazer isso, por tanto, torne sua Landing Page fácil de compartilhar nas redes sociais.

Utilize as redes sociais mais utilizadas pelos seus clientes.

Mantenha apenas os links relevantes para sua campanha

Evite distrair o visitante, qualquer coisa em excesso pode fazer com que o visitante acabe tomando um rumo diferente daquele que você quer.

Uma Landing Page deve conter o mínimo de informações e links possíveis.

Objetivo 

Não se esqueça, o objetivo de uma Landing Page é converter o visitante em clientes, qualquer coisa além disso é supérflua.

Se sua Landing Page está recebendo muitos visitantes, mas as conversões são poucas, reveja sua estratégia, reformule a página e tente novamente de forma diferente.

Boa sorte!

Posts relacionados:

Método AIDA nas Landing Pages

Sua Página de Conversão contém erros?

Dicas básicas de Marketing Online

marketing-online

Já falei sobre isso, mas sempre acredito que repetir algumas coisas é valido, então aqui vamos:

A internet um imenso mercado no qual você encontra todos os tipos de pessoas. Comerciantes, profissionais liberais, compradores, vendedores, curiosos, etc.

Investir na internet é abri um enorme leque de possibilidades para sua empresa, pois o mercado está ali, acessível.

É melhor, mais em conta e muito mais prático criar um e-commerce, do que alugar ou comprar uma loja em um shopping da moda.

E quando se trata de marketing, as opções são vastas e muito mais em conta.

As possibilidades de crescimento de uma empresa na internet são infinitas.

Hoje eu quero compartilhar três dicas do que você deve fazer como empresário se quiser investir no marketing online.

Se sua empresa possui um site, você, provavelmente, já começou a investir em marketing online, caso contrário o seu site está sendo inútil para sua empresa.

Os clientes em potencial estão por aí, navegando na internet, procurando algo que você tem a oferecer.

Sua reputação, sua história, imagens, informações em geral, você tem muito a mostrar sobre sua empresa, mas a pergunta é: Você está fazendo isso da forma certa? Existe isso de “a forma certa”?

Talvez, não, mas uma coisa você pode ter certeza, sua empresa precisa de um blog.

Se você acha que isso é fácil, confie em mim, não é.

Ter um blog significa ter disciplina para mantê-lo atualizado, buscar informações relevantes sobre sua empresa, escrever sobre seus produtos/serviços.

É cansativo atualizar informações, dar dicas, oferecer instruções sobre produtos diariamente, semanalmente ou, que os deuses da internet o perdoem, mensalmente.

Certo, vamos ignorar esta última opção, pois atualizar um blog uma vez por mês é tão útil quanto não ter um.

A menos que você já tenha centenas de posts para que os leitores se distraiam por dias e dias.

No marketing, um blog impulsiona sua conexão com clientes potenciais. Ele te proporciona a capacidade de ouvir a opinião deles sobre sua empresa, produtos ou serviços e de se comunicar com eles.

O blog também ajuda, e muito, a melhorar a otimização de seu site, te dando a opção de classificar algumas palavras chave que você pode usar nos posts.

A outra vantagem do blog é a atualização constante, coisa que você não pode fazer em seu site, mas que, com a vinculação de ambos, acaba dando ao seu site uma ajuda bem conveniente.

O Google adora tudo o que é novo, então:

Novos artigos = novas informações = Google feliz = seu site mais bem posicionado nas páginas de busca.

É simples assim.

Então, o que está esperando para começar seu blog?

Ah, sim, existe uma questão que talvez dificulte a criação de um blog para sua empresa: você “precisa” de um bom escritor.

Viu a ênfase no “precisa”? É porque sem um bom escritor, voltamos ao blog atualizado mensalmente, ou seja, inútil.

Se você tiver em sua empresa alguém que escreva bem e tenha criatividade, aproveite! Pague um extra e coloque a pessoa como responsável pelo blog.

Saber escrever é não é fácil, saber dizer muito em poucas palavras é um talento.

O vídeo a seguir mostra com perfeição o que estou dizendo:


Dê liberdade à pessoa que vai ficar responsável pelo blog de sua empresa, sem, no entanto deixar de conferir o conteúdo.

A segunda coisa importante no marketing online é o seu próprio site.

Os clientes antigos vão gostar de sentir que estão mesmo em sua empresa e os novos devem poder conhecer a empresa através do site.

Seu site deve ser uma extensão de sua empresa e não algo completamente diferente ou à parte.

Se sua empresa já é conhecida no mercado tradicional, faça com que o site seja apenas mais um setor e não uma nova empresa.

As pessoas confiam naquilo que já conhecem.

E por fim:

Alguns empresários cometem o erro de pensar que apenas porque o site está gerando clientes e vendas, ele está pronto e perfeito.

Não caia nessa.

Um bom site é aquele que está sempre inovando, sempre surpreendendo os clientes, sempre aproveitando oportunidades para conquistar novos.

Alguns empresários acreditam que só porque o site está funcionando ele se sustentará sozinho e não precisa de mais nada.

Ledo engano.

O site é apenas um meio para se atingir um objetivo, mas sozinho ele não fará nada, é como um alicerce para uma construção.

E tudo isso pode ser resumido em poucas palavras:

Blog, Mídias Sociais e otimização.

Esse é o caminho para um bom marketing online.

O custo é salgado? Talvez, mas o resultado vale cada centavo investido.

Apenas certifique-se de que a pessoa responsável pelo seu marketing online é realmente eficiente, caso contrário você pode acabar decepcionado, culpando o sistema que não passa de uma vítima inocente.

Existem “profissionais” de SEO, “gestores” de Mídias Sociais, “Redatores” de conteúdo online, que oferecem um serviço bem baratinho.

Mas, se depois de contratá-los, você não vir os resultados que esperava não reclame, sim?

Marketing Online exige estudos, pesquisas e dedicação, nada que possa ser feito em 15 minutos e com um pé nas costas vai lhe trazer o retorno que você espera. Pode ser um barato que vai lhe custar muito mais caro do que você imagina.

Lembre-se:

A internet te oferece um mercado infinito de possibilidades, mas para aproveitar cada uma delas, você precisa realmente saber o que está fazendo.