Marketing Digital, porque parece tão complicado?

marketing-digital

No começo a pergunta era: “O que é Marketing Digital”?

Esta pergunta levou algum tempo e diversos post por marte dos especilistas em Marketing Digital, para ser respondida.

Então veio uma nova pergunta: “Qual a melhor forma de divulgar um site na internet”?

Esta criou uma série de discussões a respeito do assunto, especialistas em Marketing afirmavam que uma campanha no Google Adwords era a melhor forma de divulgação, enquanto os especialistas em SEO, afirmavam que o melhor era otimizar o site para que ele fosse divulgado gratuitamente nos mecanismos de busca.

Atualmente a pergunta mais pertinente é: “O que devo fazer para que a minha campanha de Marketing Digital tenha bons resultados”?

Não há nada de complicado ou mágico em uma boa campanha de Marketing Digital, apenas boas técnicas, um bom acompanhamento e estratégias bem específicas.

Mas antes de se preocupar com “como sua campanha está sendo vista” preocupe-se com o objetivo dela.

Não adianta criar uma excelente campanha se você mesmo não sabe extamente o que quer dela.

Vendas, divulgação, tráfego…

Se o seu objetivo é tudo isso, a campanha provavelmente não vai funcionar direito.

Vendas, divulgação e tráfego podem estar intimamente relacionados, mas você não vai conseguir os três se não mirar em um deles de forma específica.

Então a primeira coisa a fazer é definir seu objetivo.

Vendas

O que você precisa fazer se o seu objetivo é vender um produto específico?

Em primeiro lugar, não adianta trazer o visitante até o seu site e o deixar perdido na página principal para que busque o produto por conta própria. Ele provavelmente vai acabar desistindo (em uma porcentagem de 6×5 para mais).

Então selecione o produto, ou produtos, nunca mais do que três e sempre diferentes uns dos outros, por quê?

Se o visitante chega ao seu site por causa de um anúncio de uma TV LCD 42 polegadas da marca X e encontra mais três modelos das marcas W, Y e Z, ele pode ficar na dúvida e acabar decidindo procurar em um site que não o confunda.

Então selecione, por exemplo, uma TV, um DVD e um Refrigerador. É muito pouco provável que o visitante se sinta confuso neste caso, mas é possível que acabe levando a TV e o DVD por estarem juntos e em oferta.

Crie uma Landing Page (Página de Conversão, ou de Aterissagem se você preferir) de forma que o visitante caia diretamente na página que lhe interessa e não tenha que ficar procurando o produto do anúncio.

Divulgação

Você precisa que as pessoas coneçam sua marca, produto ou serviço?

Ninguém faz nada de graça, pelo menos não com frequência ou não muitas pessoas, então se o seu objetivo é estimular as pessoas a divulgarem seu site ofereça algo.

Tudo depende da área em que você atua, não é preciso grande coisa para estimular seus clientes, um e-book, um brinde, um desconto…

A divulgação expontânea de um site pelos clientes depende exclusivamente de ele oferecer bons produtos, bons serviços e/ou um pequeno estímulo.

Se o seu objetivo é divulgar, não basta que seu anúncio seja exibido em cada página do Google, se você espera apenas isso, vai se decepcionar, pois divulgação boa é aquela que é feita não apenas por anúncios, mas pelos clientes e visitantes.

Prepare uma campanha que estimule as pessoas a compartilharem seu anúncio, dessa forma a divulgação será completa.

Tráfego
O tráfego em si é o mais fácil de conseguir e na maioria das vezes é um objetivo secundário, mas se você apenas deseja que as pessoas entrem e conheçam seu site, sua campanha é relativamente fácil de gerir.

Sua campanha deve ser direta e sem muitos floreios, você quer que o usuário siga uma direção, basta indicar o caminho e pronto.

É claro que para entrarem no seu site eles precisam de um objetivo melhor, ninguém segue uma estrada apenas por seguir, eles a seguem para alcançar um objetivo, para apreciarem a paisagem ou para se divertirem no caminho, mas nunca apenas pelo caminho em si se ele não tem nada a oferecer.

Não basta você dizer “venha conhecer nosso site” pois a primeira coisa que passa pela cabeça do usuário é: “Porque eu faria isso?”

Sim, por quê? Você não entra em uma loja apenas por entrar, entra porque algo lhe chamou a atenção na vitrine e você quer ver mais de perto, porque alguém lhe disse que aquela loja tinha algo que poderia lhe interessar ou porque os preços eram bons.

Muitas vezes quando o vendedor vem atender, você apenas diz: “Estou apenas olhando.”

Mas o que deve importar para o proprietário da loja é que você chegou até ali.

Então, para conseguir tráfego para o seu site tudo o que você precisa fazer é unir a estratégia de venda e divulgação.

O resto… Acontece naturalmente.

Boa sorte!

Anúncios

Aproveitando o Google Adwords da melhor forma

google-adwords

Para quem não conhece o Google Adwords ainda, aqui vai uma explicação simples:

Colocar imagem do Google Search com destaque para os anúncios do Adwords.

O Google oferece todos os tipos de assessoria para quem está começando uma campanha no Adwords, 0800, suporte por e-mail e etc.

Atendentes super simpáticos, atenciosos e realmente preocupados em tornar sua experiência no Adwords a melhor possível.

Não importa se você vai investir 40 ou 4.000 reais, a ajuda é a mesmo.

No entanto existem algumas coisas que o pessoal do suporte do Adwords não pode ajudar.

Não faz diferença se sua campanha é boa, se o produto é excelente, se a marca é conhecida.

Se você não estiver preparado para receber os clientes, não vai funcionar.

Visitantes perdidos

E primeiro lugar, não adianta você criar uma campanha incrível, com um display que realmente chame a atenção e gere visitantes ao seu site, se esses visitantes vão chegar lá e ficarem sem saber o que fazer a seguir.

Não direcione seus anúncios para a página principal do seu site, a menos que tudo o que você queira seja que as pessoas cheguem até ele e depois saiam.

Geralmente uma campanha de anúncios publicitários é feita para promover um produto, se esse produto é o site, muito bem, você conseguiu o que queria e sua campanha é um sucesso.

Mas se o seu objetivo é a venda ou promoção de um produto/serviço, direcionar o visitante aleatoriamente não vai te ajudar.

Para isso você precisa de uma Landing Page, que levará o visitante a agir da forma como você quer.

Pouca gente sabe também que uma boa Landing Page pode tornar o anúncio mais barato.

É verdade!

Se sua Landing Page estiver alinhada com o texto de seu anúncio irá influenciar o Quality Score, sistema de avaliação do Adwords e, consequentemente, o preço de seu anúncio cairá ou sua visibilidade aumentará.

Palavras chave

Aqui vou comentar sobre o proprietário de uma loja de computadores para o qual fiz uma avaliação da campanha no Adwords.

A loja é de computadores, mas entre as palavras chave da campanha de anúncios dele estavam incluídas palavras como:

Jogos, games, jogos online, download de jogos e etc.

A loja não tinha jogos para vender e o site não fornecia download e jogos.

Ele conseguia mais de 1000 acessos por dia, mas as vendas não estavam muito boas e ele não entendia o porquê.

Fácil de entender: A maioria dos visitantes do site não estava procurando computadores, mas jogos, entravam, viam que não tinha o que queriam e saiam. 1000 visitas, 10 vendas?

Por isso as palavras chave relacionadas ao seu anúncio são tão importantes, não adianta relacionar um número infindável de palavras chave se elas não estiverem relacionadas ao produto anunciado.

Análise de desempenho

Se você pretende criar uma campanha, tenha certeza de que alguém irá monitorar o desempenho dela.

Não adianta criar a campanha e deixa-la esquecida, o objetivo é fazer com que atinja o maior número de pessoas possível e no Adwords você tem a vantagem de poder modificar a campanha ou detalhes dela a qualquer momento.

Momento

Com tudo isso, ainda há o risco de sua campanha não decolar. Porquê?

Nem sempre o momento é ideal e vários fatores podem influenciar sua campanha de forma boa ou ruim.

Mantenha em mente que uma boa campanha de marketing pode garantir apenas que o visitante chegue até você. As vendas são por sua conta.

Boa sorte!

Posts relacionados:

SEO ou SEM?

Propaganda gratuita no Google

Algumas sugestões do Google para otimização de imagens

Algumas dicas sobre Marketing Online

O site do seu candidato pode ser irritante

Site político - chatice

Um candidato não é um produto

Talvez você tenha nas mãos um politico vencedor, uma pessoa simpática e cheia de carisma, mas na ânsia de brilhar no mundo digital você acaba perdendo o foco.

Se o site de seu candidato for confuso, com excesso de detalhes, repetitivo demais, os eleitores, aliados ou não, podem se irritar e acabar transferindo essa irritação para o candidato.

Muitas vezes alguns truques utilizados para prender a atenção dos visitantes em um site podem também acabar com a paciência de quem está buscando por algo dinâmico e atual.

Excessos sempre provocam cansaço, não importa onde ou como, cedo ou tarde a pessoa acaba desistindo de prestar atenção e se afasta.

Uma Landig Page, por exemplo, pode levar uma pessoa a comprar um determinado produto, mas em um site político esse tipo de estratégia pode ter um efeito contrário.

Use luvas de pelica

É muito fácil esquecer que o princípio básico de um site político é manter o eleitor informado e inspirado, torna-lo um aliado da campanha e convencê-lo a divulgar o site.

O que muitas vezes você, o próprio candidato e o webdesigner se esquecem é que uma obra prima de design, com inovações gráficas chamativas pode ser também uma armadilha pouco atraente para os eleitores que buscam apenas informações sobre o candidato.

O que em um site de jogos online ou em um site de vendas pode parecer excitante, em um site político pode se tornar ridículo.

Aqui estão algumas coisas que não apenas podem ser irritantes em um site político como podem causar alguns estragos na própria campanha:

Não perca tempo

Na psicologia dos usuários da internet, tudo acontece rápido e eles geralmente não tem tempo a perder, então você tem 4 segundos para capturar a atenção do visitante.

Lembre-se de que alguns deles chegam ao seu site por curiosidade, sem nada específico em mente além de ver como é o site do candidato X.

Se você não conseguir atrair sua atenção, não há nada mais fácil do que clicar nos botões “voltar” ou “fechar” do navegador.

Uma opção é cumprimenta-los como o candidato faria em um estabelecimento real. Você pode apresentar o candidato, agradecer a visita e dizer de que forma pode ajuda-los, etc.

Um site precisa ser humanizado e no caso de um site político é preciso que ele demonstre uma liderança inspiradora e o desejo de ouvir o eleitor e ajuda-los.

Lembre-se: As pessoas não vão “comprar” uma produto neste site, vão “comprar” uma pessoa, suas idéias e ideais, sua visão, sua capacidade.

O site precisa fornecer aos eleitores uma visão de quem é o candidato.

Se você conseguir ganhar a atenção do eleitor nesses 4 segundo, você ganhou tempo para tentar conquistar algo mais: o voto dele.

Não se esqueça a multimídia

Em nenhum tipo de site a multimídia é mais importante do que na política.

Isso é especial no caso de vídeos.

A meta é manter “olho no olho”, falar diretamente com o eleitor.

Quando o eleitor clica no “play” você tem toda a sua atenção, então diga a ele o que você espera, o que pretende e como ele pode te ajudar.

No caso de pequenos municípios os vídeos oferecem ao candidato uma oportunidade que eles não tem na TV, falar sobre o plano de governo, explicar como e quando as coisas podem ser feitas, etc.

Use sua melhor arma, deixe o próprio candidato envolver o eleitor, ele é político, sabe como fazer isso.

Uma idéia é começar por uma pergunta, isso abre todo um leque de possibilidades de compartilhamento do vídeo e da idéia.

Peça ao eleitor que responda através de comentários no perfil do candidato no Facebook, ou pelo Twitter. Isso ajudará a divulgar o vídeo, o site, o candidato…

Mantenha os vídeos curtos e objetivos, ninguém quer ouvir histórias que apenas saber o que o candidato tem a oferecer.

2 minutos de vídeo é mais do que suficiente.

Você pode ter no site um vídeo de 2 minutos para cada tópico do programa de governo, deixe que o eleitor procure e assista o tema de seu interesse.

Pode ser que ele acabe assistindo todos.

Seja sociável!

Por favor, não esqueça de incluir os pequenos botões de Redes Sociais no site de seu candidato.

Eu sei! É tolice achar que você esqueceria uma coisa tão importante, mas mesmo assim…

Se você espera que as pessoas falem, compartilhem, curtam e 1+ o site do seu candidato, dê um destaque para as Redes Sociais.

Inclua botões do Facebook, Orkut, Twitter, G+, LinkedIn e qualquer outra Rede que queira, apenas não se esqueça de que: Uma vez que seu candidato tem um perfil em uma rede social, este perfil deverá estar sempre ativo e monitorado pela equipe de marketing.

Você não precisa de um ou mais eleitores aborrecidos por não terem uma pergunta ou comentário respondido em uma Rede Social.

Acredite em mim, você realmente não quer isso.

Não se esqueça de atualizar os site

Não adianta fazer um site e deixa-lo às moscas. Como já disse antes, se for assim é melhor não fazer.

Você pode utilizar um blog para manter o site em atividade, mas nunca deixe de consultar e atualizar as informações sobre o candidato.

Boa sorte!

Sua Página de Conversão contém erros?

Você decidiu criar uma Landing Page (Página de Conversão), pois todos os sites sobre otimização afirmam que é uma das melhores formas para converter visitantes em leads (possíveis clientes) e leads em clientes.

Mas… Ela não está funcionando como disseram que funcionaria!

Será que isso é só mais uma conversa fiada?

Na verdade as Landing Pages são, comprovadamente úteis em um site, seja para que os visitantes deixem seus e-mails cadastrados (isso será útil no futuro para o e-mail marketing), seja para eles conhecerem algo que você disponibiliza no seu site ou para comprar.

A verdade é que elas foram criadas para estimular o usuário a agir da forma como você deseja, mas não basta criar uma e colocá-la no seu site, é preciso que você tenha certeza de que ela irá realmente funcionar.

Como?

Em primeiro lugar experimente pensar como o usuário. Se sua Landing Page não atrai você, com certeza não atrairá outras pessoas.

1 – Verifique se há em sua Landing Page uma palavra ou frase de efeito, aquela frase que vai atrair a atenção do visitante.

Por “atenção” entenda: Interesse, curiosidade, cobiça ou confiança.

Esta é a frase/palavra que vai levar o visitante a pensar duas vezes antes de fechar a página.

2 – Não descarte a possibilidade de estar confundindo seu visitante.

Uma Landing Page deve conter apenas uma escolha de ação, qualquer coisa, além disso, vai confundir o usuário. Então, se o seu objetivo é vender, tenha apenas um botão “compre agora”.

Não tente pedir que o usuário compre e se cadastre na mesma ação, ele pode acabar desistindo de ambas as ações apenas por se sentir acuado ou indeciso.

3 – Tenha certeza de que o seu visitante não está confundindo sua Landing Page com o resto do site.

Você não quer isso, com certeza, então, se sua Landing Page apresenta um visual semelhante ao do seu site. Modifique-o.

Se as cores do seu site variam entre azul, roxo e cor de rosa (eu sei, ninguém utilizaria esta combinação para um site, mas nunca se sabe…), então utilize cores diferentes, como laranja, verde e amarelo.

Assegure-se de que seu visitante saberá que aquela é a página onde ele deve “agir”.

4 – Ainda com relação ao layout, não se esqueça de que tudo em excesso é prejudicial, então, na hora de escolher texto + cores + fotos + formulário + botão de ação, procure evitar qualquer tipo de poluição visual.

Além de também confundir o usuário, pode acabar estressando ele e levando-o a fugir correndo.

5 – Retire quaisquer links para outras páginas ou sites. O objetivo é que o usuário responda a ação desejada, não que ele se distraia.

6 – Certifique-se de que a imagem, caso aja alguma, não seja mais envolvente que a chamada de ação. Se a imagem tiver legenda, que seja relacionada de forma clara e objetiva à ação desejada.

7 – Botões de Redes Sociais. Eles são realmente necessários à ação que você deseja, ou estão apenas servindo como pontos de fuga?