Marketing Digital, porque parece tão complicado?

marketing-digital

No começo a pergunta era: “O que é Marketing Digital”?

Esta pergunta levou algum tempo e diversos post por marte dos especilistas em Marketing Digital, para ser respondida.

Então veio uma nova pergunta: “Qual a melhor forma de divulgar um site na internet”?

Esta criou uma série de discussões a respeito do assunto, especialistas em Marketing afirmavam que uma campanha no Google Adwords era a melhor forma de divulgação, enquanto os especialistas em SEO, afirmavam que o melhor era otimizar o site para que ele fosse divulgado gratuitamente nos mecanismos de busca.

Atualmente a pergunta mais pertinente é: “O que devo fazer para que a minha campanha de Marketing Digital tenha bons resultados”?

Não há nada de complicado ou mágico em uma boa campanha de Marketing Digital, apenas boas técnicas, um bom acompanhamento e estratégias bem específicas.

Mas antes de se preocupar com “como sua campanha está sendo vista” preocupe-se com o objetivo dela.

Não adianta criar uma excelente campanha se você mesmo não sabe extamente o que quer dela.

Vendas, divulgação, tráfego…

Se o seu objetivo é tudo isso, a campanha provavelmente não vai funcionar direito.

Vendas, divulgação e tráfego podem estar intimamente relacionados, mas você não vai conseguir os três se não mirar em um deles de forma específica.

Então a primeira coisa a fazer é definir seu objetivo.

Vendas

O que você precisa fazer se o seu objetivo é vender um produto específico?

Em primeiro lugar, não adianta trazer o visitante até o seu site e o deixar perdido na página principal para que busque o produto por conta própria. Ele provavelmente vai acabar desistindo (em uma porcentagem de 6×5 para mais).

Então selecione o produto, ou produtos, nunca mais do que três e sempre diferentes uns dos outros, por quê?

Se o visitante chega ao seu site por causa de um anúncio de uma TV LCD 42 polegadas da marca X e encontra mais três modelos das marcas W, Y e Z, ele pode ficar na dúvida e acabar decidindo procurar em um site que não o confunda.

Então selecione, por exemplo, uma TV, um DVD e um Refrigerador. É muito pouco provável que o visitante se sinta confuso neste caso, mas é possível que acabe levando a TV e o DVD por estarem juntos e em oferta.

Crie uma Landing Page (Página de Conversão, ou de Aterissagem se você preferir) de forma que o visitante caia diretamente na página que lhe interessa e não tenha que ficar procurando o produto do anúncio.

Divulgação

Você precisa que as pessoas coneçam sua marca, produto ou serviço?

Ninguém faz nada de graça, pelo menos não com frequência ou não muitas pessoas, então se o seu objetivo é estimular as pessoas a divulgarem seu site ofereça algo.

Tudo depende da área em que você atua, não é preciso grande coisa para estimular seus clientes, um e-book, um brinde, um desconto…

A divulgação expontânea de um site pelos clientes depende exclusivamente de ele oferecer bons produtos, bons serviços e/ou um pequeno estímulo.

Se o seu objetivo é divulgar, não basta que seu anúncio seja exibido em cada página do Google, se você espera apenas isso, vai se decepcionar, pois divulgação boa é aquela que é feita não apenas por anúncios, mas pelos clientes e visitantes.

Prepare uma campanha que estimule as pessoas a compartilharem seu anúncio, dessa forma a divulgação será completa.

Tráfego
O tráfego em si é o mais fácil de conseguir e na maioria das vezes é um objetivo secundário, mas se você apenas deseja que as pessoas entrem e conheçam seu site, sua campanha é relativamente fácil de gerir.

Sua campanha deve ser direta e sem muitos floreios, você quer que o usuário siga uma direção, basta indicar o caminho e pronto.

É claro que para entrarem no seu site eles precisam de um objetivo melhor, ninguém segue uma estrada apenas por seguir, eles a seguem para alcançar um objetivo, para apreciarem a paisagem ou para se divertirem no caminho, mas nunca apenas pelo caminho em si se ele não tem nada a oferecer.

Não basta você dizer “venha conhecer nosso site” pois a primeira coisa que passa pela cabeça do usuário é: “Porque eu faria isso?”

Sim, por quê? Você não entra em uma loja apenas por entrar, entra porque algo lhe chamou a atenção na vitrine e você quer ver mais de perto, porque alguém lhe disse que aquela loja tinha algo que poderia lhe interessar ou porque os preços eram bons.

Muitas vezes quando o vendedor vem atender, você apenas diz: “Estou apenas olhando.”

Mas o que deve importar para o proprietário da loja é que você chegou até ali.

Então, para conseguir tráfego para o seu site tudo o que você precisa fazer é unir a estratégia de venda e divulgação.

O resto… Acontece naturalmente.

Boa sorte!

Anúncios

Marketing de Conteúdo

cifrão

O que é Marketing de Conteúdo?

Marketing de Conteúdo é elaboração e o compartilhamento de um determinado conteúdo com o objetivo de promover um produto, um serviço ou uma marca.

Se você quer entender melhor como funciona, acesse o link:

http://www.slideshare.net/IrisAzevedo2/marketing-de-contedo-14996726

Boa sorte!

Twitter mais amigável do que nunca

twitter

A partir de 18 de setembro o Twitter implantou um cabeçalho onde você pode exibir uma foto, mais ou menos como a foto de capa do Facebook.

O cabeçalho aparece sempre que alguém visualiza seu perfil e é compatível com dispositivos móveis como iPhone, iPad, Android e etc.

Você pode compartilhar a foto de cabeçalho que aparecerá logo acima dos seus Tweets.

Assim:

Twitter-@Scampanhaonline

O tamanho ideal da imagem é de 527×260 pixels, e você tem que levar em consideração o texto do seu perfil que entra no meio da imagem, por exemplo:

 Twitter-@Scampanhaonline

Uma imagem mal escolhida pode tornar o texto difícil de ler.

Para adicionar uma imagem de capa no Twitter, vá em “editar Perfil”, “Aparência” e selecione a imagem em “alterar Capa”, ali eles dizem que as dimensões recomendadas são 1200×600 e que o tamanho máximo é de 5 Mb. A minha tem, como já disse 527×260 pixels e ficou ótima.

A Capa do Twitter ajuda na divulgação de fotos e na publicidade de seu produto ou marca.

Aproveite mais essa novidade.

Boa sorte!

Links relacionados:

Empresas nas Mídias Sociais…

Apresentação de Mídias Sociais

Mídias Sociais… Você sabia? – Parte I

Mídias Sociais… Você sabia? – Parte II

Mídias Sociais… Você sabia? – Parte III

Aproveitando o Google Adwords da melhor forma

google-adwords

Para quem não conhece o Google Adwords ainda, aqui vai uma explicação simples:

Colocar imagem do Google Search com destaque para os anúncios do Adwords.

O Google oferece todos os tipos de assessoria para quem está começando uma campanha no Adwords, 0800, suporte por e-mail e etc.

Atendentes super simpáticos, atenciosos e realmente preocupados em tornar sua experiência no Adwords a melhor possível.

Não importa se você vai investir 40 ou 4.000 reais, a ajuda é a mesmo.

No entanto existem algumas coisas que o pessoal do suporte do Adwords não pode ajudar.

Não faz diferença se sua campanha é boa, se o produto é excelente, se a marca é conhecida.

Se você não estiver preparado para receber os clientes, não vai funcionar.

Visitantes perdidos

E primeiro lugar, não adianta você criar uma campanha incrível, com um display que realmente chame a atenção e gere visitantes ao seu site, se esses visitantes vão chegar lá e ficarem sem saber o que fazer a seguir.

Não direcione seus anúncios para a página principal do seu site, a menos que tudo o que você queira seja que as pessoas cheguem até ele e depois saiam.

Geralmente uma campanha de anúncios publicitários é feita para promover um produto, se esse produto é o site, muito bem, você conseguiu o que queria e sua campanha é um sucesso.

Mas se o seu objetivo é a venda ou promoção de um produto/serviço, direcionar o visitante aleatoriamente não vai te ajudar.

Para isso você precisa de uma Landing Page, que levará o visitante a agir da forma como você quer.

Pouca gente sabe também que uma boa Landing Page pode tornar o anúncio mais barato.

É verdade!

Se sua Landing Page estiver alinhada com o texto de seu anúncio irá influenciar o Quality Score, sistema de avaliação do Adwords e, consequentemente, o preço de seu anúncio cairá ou sua visibilidade aumentará.

Palavras chave

Aqui vou comentar sobre o proprietário de uma loja de computadores para o qual fiz uma avaliação da campanha no Adwords.

A loja é de computadores, mas entre as palavras chave da campanha de anúncios dele estavam incluídas palavras como:

Jogos, games, jogos online, download de jogos e etc.

A loja não tinha jogos para vender e o site não fornecia download e jogos.

Ele conseguia mais de 1000 acessos por dia, mas as vendas não estavam muito boas e ele não entendia o porquê.

Fácil de entender: A maioria dos visitantes do site não estava procurando computadores, mas jogos, entravam, viam que não tinha o que queriam e saiam. 1000 visitas, 10 vendas?

Por isso as palavras chave relacionadas ao seu anúncio são tão importantes, não adianta relacionar um número infindável de palavras chave se elas não estiverem relacionadas ao produto anunciado.

Análise de desempenho

Se você pretende criar uma campanha, tenha certeza de que alguém irá monitorar o desempenho dela.

Não adianta criar a campanha e deixa-la esquecida, o objetivo é fazer com que atinja o maior número de pessoas possível e no Adwords você tem a vantagem de poder modificar a campanha ou detalhes dela a qualquer momento.

Momento

Com tudo isso, ainda há o risco de sua campanha não decolar. Porquê?

Nem sempre o momento é ideal e vários fatores podem influenciar sua campanha de forma boa ou ruim.

Mantenha em mente que uma boa campanha de marketing pode garantir apenas que o visitante chegue até você. As vendas são por sua conta.

Boa sorte!

Posts relacionados:

SEO ou SEM?

Propaganda gratuita no Google

Algumas sugestões do Google para otimização de imagens

Algumas dicas sobre Marketing Online

Pequenas Empresas… Não cometam estes erros

Algumas agência e profissionais de Marketing Digital (como eu) são especializados em pequenas e médias empresas, isso porque é uma área ainda pouco explorada na internet.

A maioria das pequenas empresas não possui capital para contratar um profissional de Marketing Online, o que faz com que a maior parte de sua campanha de marketing, on e off-line, contenham alguns erros desnecessários.

Uma campanha de marketing mal feita pode causar um estrago em sua imagem.

Por isso aqui vão algumas dicas do que não fazer ou não deixar de fazer.

Logomarca

Infelizmente conheço algumas pequenas empresas que não possuem logomarcas, sem brincadeira. A logomarca é a identidade visual de sua empresa, é a forma como as pessoas reconhecem seu produto sem nenhuma palavra.

Você precisa de alguma palavra para reconhecer as marcas abaixo?

Logomarcas famosas

Pois é, qualquer empresa que deixe de usar uma boa logomarca está perdendo oportunidades de fixar sua imagem na mente do público.

Inconsistência na logomarca

Ficar mudando sua logomarca todo ano também não ajuda a fixar uma marca. Atualizações são sempre bem vindas, principalmente se sua logomarca ainda é a mesma e sua empresa tem mais de 20 anos, mas neste caso recomendo apenas uma renovação nas linhas e não uma mudança total.

Layout padronizado

A documentação de sua empresa deve ter sempre a logomarca.

Por padrão um papel timbrado é fundamental para a boa apresentação de sua empresa.

Personalidade

Uma empresa precisa ter personalidade e esta precisa ser compreendida pelos funcionários e clientes.

Um padrão de qualidade, uma política social, procedimento operacional padrão, etc. Tudo isso tornam sua empresa única.

Atendimento ao cliente

O atendimento ao cliente é a porta de entrada de sua empresa, seus funcionários talvez não saibam como atender seus clientes por isso um bom treinamento ajudará a padronizar esse tipo de atendimento.

Tive um cliente cuja telefonista não conseguia pronunciar o nome da empresa, isso é uma péssima forma de começar um relacionamento com o cliente.

Padronize o atendimento e tenha certeza de que todos os atendentes compreendem a política da empresa.

Plano de emergência em Relações Públicas

Você acredita que pequenas empresas não tenham problemas de Relações Públicas? Pode repensar seu conceito.

Não importa qual é o ramo da sua empresa, problemas com o público acontecem em qualquer área.

Só porque você nunca teve problemas não significa que nunca terá.

E caso isso aconteça, você sabe quem vai responder pela empresa? De que forma estas respostas serão divulgadas?

Pense sobre isso e caso queira contratar alguém para cuidar disso, me ligue.

Assinatura no e-mail

Não possuir uma assinatura padrão no e-mail, em todos os e-mails de sua empresa, é outro erro.

Cada e-mail que você envia é também uma forma de divulgar sua marca, sua empresa.

Número de telefone, endereço, link para o site, link para a Fan Page de sua empresa, etc.

Torne fácil para as pessoas encontrarem sua empresa.

Site ultrapassado

Qualquer empresário hoje em dia sabe da importância de se ter um site, no entanto muitos deles criaram seus sites, literalmente, no século passado e o deixaram lá, parados, esquecidos.

Sua presença online fala muito sobre sua empresa atualmente. As pessoas já estão se acostumando a buscar empresas e serviços pela internet.

Somos atualmente mais de 70 milhões de usuários no Brasil e se você ainda não atualizou seu site, faça isso o mais rápido possível.

Ausência nas Mídias Sociais

Você pode pensar que Mídias Sociais são coisas para adolescente, mas eu recomendo que faça uma breve pesquisa sobre isso.

Você vai descobrir que atualmente as Mídias Sociais são o Marketing do futuro.

Só porque você não gosta do Facebook não significa que sua empresa não possa aproveitar as oportunidades que ele oferece e isso vale para todas as Mídias Sociais.

Ignorando a opinião dos clientes

Você pergunta aos seus clientes o que eles esperam de sua empresa? Não? Neste caso você está perdendo uma grande oportunidade de aperfeiçoar sua empresa.

Se o que você quer é aumentar o número de clientes, é a eles que você deve perguntar o que fazer para melhorar.

Experimente utilizar seu site ou as Mídias Sociais para implantar uma pesquisa de opinião, os clientes vão gostar.

Marketing

Um plano de Marketing é muito mais do que um anúncio em um jornal de grande circulação, ou a criação de uma Fan Page estática no Facebook.

Se você quer realmente divulgar sua empresa, construir uma marca ou simplesmente oferecer um serviço, você vai precisar de uma boa estratégia de Marketing.

Se não tiver quem faça isso para você. Entre em contato comigo.

Boa sorte.

Cores e consumidores – Parte II

Cores e consumidores

A preferência pelas cores está ligada à faixa de idade, à cultura, ao clima, à moradia, à classe social ou mesmo à própria saúde. Sendo assim, para que a embalagem chame a atenção do comprador, estimule a renovação da compra e impulsione o consumidor a ficar fiel à sua marca, devem ser levados em consideração todos os fatores acima citados além do “despertar da atenção através da imagem colorida”, “a continuidade da atenção do consumidor sobre a embalagem” e “o efeito e a decisão do consumidor através da influência que a embalagem exerce”.

O produto está diretamente relacionado a vários elementos como “a imagem da marca”, “a imagem da indústria produtora”, “a qualidade do produto ou serviço”, “a utilidade do produto ou serviço”, “o preço” e “a presença do produto através de uma distribuição eficiente, bem como é influenciado pela “situação econômica”, “os esforços da concorrência”, “a publicidade”, a “promoção de vendas”, esforços de merchandising e “as técnicas de relações públicas. 

A embalagem é um fator de diferenciação por sua forma, cor e texto além de ser um veículo publicitário direto e atuante. Poderá, desse modo, sugerir o nível de qualidade de seu conteúdo, ou seja, deverá identificar rapidamente o produto, refletir a sua essência e a sua finalidade.

“Se o técnico conseguir que a embalagem desperte no comprador a vontade de manuseá-la, o elemento tátil, aliado à lembrança do produto,” ganhará um significativo mérito em relação às demais, pois tornará o produto facilmente distinguível entre os outros da mesma espécie.

As cores básicas são as que possuem mais força e nisso não está envolvido o julgamento estético, mas sim um estímulo fisiológico que pode mesmo alterar a respiração ou até modificar a pressão arterial. Já as cores suaves são o oposto.

Em suma: “as qualidades básicas que a cor pode oferecer à embalagem são: visibilidade, impacto e atração”.

O amarelo, o verde e o vermelho são consideradas visíveis em uma embalagem.

Existem fatores muito importantes que devem ser considerados embora estejam fora da embalagem propriamente dita, como o ângulo de visão, a clareza da apresentação e a capacidade de visualização rápida.

A luminosidade interfere em alto grau na visibilidade sendo a cor amarela a mais eficiente neste caso e em segundo a cor laranja. A cor branca, bem como os tons pastéis, devido sua luminosidade, dá a ilusão de maior tamanho pois há a ligação física entre tamanho e claridade, já com azul ocorre o oposto, pois a imagem é vista menor. 

Cores escuras dão a impressão de serem mais pesadas que claras. Um importante cuidado a ser tomado é no caso de cores que possibilitam um jogo óptico, formando pós-imagens negativas que prejudicam a visão e a compreensão.

Assim sendo, um display deve apresentar como qualidade primordial a harmonia de todos estes elementos para que possa integrar, eficientemente, os vários produtos expostos sem deixar de atrair o consumidor.

Em relação à cor na marca, mesmo estando sujeitas aos processos de mudanças, geralmente mantém-se fixas para que, uma vez memorizadas, constituam o pedestal da promoção de vendas, sejam como a presença do dono no produto. 

A cor dos anúncios na imprensa e nos cartazes são imprescindíveis pois atuam diretamente na sensibilidade do receptor aumentando a potência das sensações e impressões.

O anúncio de alta qualidade requer matizes suaves e de pontos contrastantes usando somente discriminações tonais. Deverá conter contrastes mais violentos se tiver como intenção um caráter mais dramático, ou seja, deve variar de acordo com o caso.

No caso dos cartazes comerciais, sua única função é a de produzir um impacto instantâneo, pois ele é feito para ser olhado rapidamente e, se não possuir clareza no significado da mensagem, pode se tornar negativo quanto aos efeitos da comunicação. Por isso deve ter desenho simples, seguir uma estrutura formal, as áreas serem compactas (sem acidentes de superfície) e possuir cores preferencialmente sem gradação.

Para letras a serem lidas à distância utiliza-se, de preferência, o amarelo e o azul.

Outros itens onde as cores refletem bons resultados são os catálogos, folhetos, mostruários, calendários, amostras, brindes, entre outros subsidiários da publicidade e do ponto de venda. “Dependendo do produto, catálogos e folhetos devem usar cores sóbrias, não muito fortes, para evitar a dispersão de memorização de produto apresentado.

A importância dos links

Para quem não está familiarizado com as expressões: backlinks, inbound links, incoming links, inlinks e inward links, são links em outros sites que apontam para o seu.

Esses links são, no post Como funcionam os mecanismos de busca?

eu falei sobre os Inbound Links.

Os mecanismos de busca interpretam estes links como “votos” para o seu site, então quanto mais você conseguir, melhor sua posição nas SERPs.

Mas o que fazer para conseguir estes links? Se você tem um site e se interessa por otimização, com certeza já recebeu algum e-mail marketing oferecendo a venda de links.

Você não sabia? Sim você pode comprar links que aumentem o rank do seu site junto aos mecanismos de busca. Isso é uma técnica usada por alguns “profissionais de SEO”. Na verdade é uma tática desonesta e que, se descoberta pode provocar a punição do seu site.

Como? Leia Google Chrome livre de novo

, e entenda que qualquer um pode ser pego com a boca na botija e punido por isso. Então, não compre links, não pague por algo que você pode perder de uma forma vergonhosa.

Ah, sim, a maioria das Redes Sociais não resolvem, pois eles possuem um sistema chamado nofollow, que torna qualquer link inserido invisível para os mecanismos de busca.

É claro que esses links não são para você vender seus produtos, eles servem para divulgar sua marca e melhorar sua posição nos mecanismos de busca.

Se o que você quer é vender, comece a pensar no Google Adwords.

Mas se o seu caso é construir um nome, divulgar uma marca, obter um bom posicionamento nas pesquisas orgânicas e marcar presença na internet, vamos lá, as opções são:

1 – Participe de blogs cujo tema tenha a ver com sua marca. Deixe comentário, convide um expert no assunto para fazer uma participação no seu blog. Isso pode atrair a atenção, não só dos mecanismos de busca, mas de possíveis clientes ou parceiros.

2 – Criar uma página na Wikipedia, é claro, você precisa de um tema, e a Wikipedia não aceita auto promoção.

3 – Cadastrar seu site no Alexa.

4 – Criar um perfil no Tumblr, cada postagem equivale a um link.

5 – Publicar vídeos no You Tube, cada publicação também direciona o link para o seu site.

Estas são algumas coisas que você pode fazer para aumentar o Rank do seu site. Boa sorte!

Posts relacionados:

Propaganda gratuita no Google

Qual o melhor horário para twittar?