O número de páginas pode prejudicar ou ajudar a otimização do seu site?

otimização-de-sites

O objetivo da Otimização de sites é melhorar o posicionamento de um site na classificação dos mecanismos de busca.

Mas não apenas o site como um todo.

Uma boa otimização vai melhorar o posicionamento de cada página individualmente também.

Mas será que isso significa que quanto mais o número de paginas, melhor a posicionamento das páginas de pesquisa? Ou uma quantidade maior de página prejudica a otimização?

Depende.

Cada site, cada empresa, é diferente e isso significa que os sites são diferentes.

Com certeza o site de um restaurante local será muito menor que o site de uma cadeia nacional de hotéis.

Obviamente cada um terá um número de páginas diferente, de acordo com as necessidades da empresa.

Portanto não há um número de páginas específico para um site.

O importante é manter algumas coisas em mente:

Claro, os mecanismos de busca que são atualizados constantemente, mas a importância neste caso é o conteúdo que você oferece em cada página e não a quantidade de páginas em si.

Mantenha em mente o seu público alvo.

Cada página é criada de forma quase idêntica e possui informações semelhantes, uma vez que pertencem a uma mesma empresa, neste caso procure manter o conteúdo de cada uma o mais individual possível, sem sair do padrão do site.

Lembre-se que, de certa forma, cada página compete entre si por uma posição nas páginas de pesquisa, além, é claro, da concorrência normal de outras empresas.

Palavras chave específicas para cada página evita a competição interna.

Se o conteúdo as páginas do seu site é muito similar, pode ser interpretado como conteúdo duplicado, o que é desaprovado pelos mecanismos de busca.

Por outro lado uma quantidade muito pequena de páginas também pode atrapalhar a otimização.

As pessoas entram no seu site em busca de informações, esclarecimentos, sobre um determinado produto ou serviços, se o seu site não fornece dados suficientes para satisfazer o cliente ele provavelmente irá buscar isso em outro lugar.

Os mecanismos de busca nos fornecem principalmente resultados relevantes sobre nossas pesquisas, se o conteúdo de um site é insuficiente é pouco provável que ele apareça de forma destacada nas páginas de pesquisa.

Então para que você encontre um meio termo, é necessário que analise sua empresa e escolha um número de páginas que faça justiça a seus produtos/serviços.

Não force um excesso de páginas, isso pode ser mais prejudicial do que benéfico.

Considere principalmente a qualidade de suas páginas, isso é o mais importante.

Boa sorte!

Anúncios

O que você pode fazer de pior na Otimização do seu site?

Otimização-de-sites

Já comentei sobre o que é o Black Hat, uma técnica não muito legal de fazer otimização (não muito legal porque não é ilegal, mas pode levar o seu site a ser banido dos mecanismos de busca).

Certo isso realmente não é uma coisa boa a se fazer, mas se você segue todas as regras não exatamente escritas, que atitude você pode tomar que cause danos à otimização do seu site?

“Acomodação” essa palavra soa como um palavrão aos ouvidos dos bons profissionais de otimização de sites.

Já tive algumas consultas cujo dono do site me disse:

Meu site estava na primeira página, eu não sei porque caiu para a quinta! Fizemos a otimização em 2008 e eu nunca mais mexi nele, por que caiu tantas posições???

Minha vontade foi perguntar: Sério mesmo? Desde 2008 sem mexer no site e o senhor me pergunta porque ele não continua na primeira página?

Os mecanismos de busca gostam de sites atualizados, conteúdos relevantes E atuais…

Certo eu já falei sobre isso diversas vezes, então vamos voltar a “acomodação”.

Se você contrata os serviços de um profissional de SEO e o deixa fazer seu trabalho direitinho, sem ficar… (dizem que Deus só conseguiu criar o mundo em seis dias porque não havia ninguém para dar palpite…) dando palpite o tempo todo, parabéns, você provavelmente possui um site bem otimizado.

No entanto se isso já faz uns cinco anos, não estranhe se um dia você acordar e descobrir que seu site foi parar na página 20 do Google.

Apesar de a otimização ser muito mais durável que qualquer Marketing Online, ela não é eterna.

Além do mais nos últimos anos os mecanismos de busca vem tentando aperfeiçoar o sistema de classificação das páginas de resultados de busca, o que implica mudança para todo mundo.

Então se o seu site foi otimizado em 1900 e guaraná de rolha e agora você não o encontra em lugar nenhum das páginas de pesquisa, não estranhe, nem reclame.

Entre em contato com a pessoa que fez a otimização e negocie uma nova análise de acordo com as modificações feitas pelos mecanismos de busca.

O que era importante ontem já não é tão importante hoje e, sinceramente, é bem provável que seja ainda menos importante amanhã.

Então não se acomode, procure manter o seu site em uma boa posição e, principalmente, fique de olhos abertos.

Uma outra forma de fazer isso é contratar uma agência que faça um gerenciamento do seu site, isso vai te poupar muito tempo e alguma dor de cabeça.

Boa sorte!

O poder de um título

manchete-de-jornal

Acredite apenas duas a cada dez pessoas fazem isso.

A maioria das pessoas analisa o título e ele deve ser capaz de atrair a atenção delas o suficiente para que continuem lendo.

Se as suas chances são apenas de 20%, então é melhor que você faça o possível para aumenta-las, certo?

Certo. Mas como?

Bem, em jornalismo a gente aprende que para se escrever uma boa história precisamos responder as seguintes perguntas:

  • Quem?
  • Quando?
  • Como?
  • Onde?
  • Por quê?

Para escrever um bom título você precisa de algo mais, algo que seja poderoso o bastante para fazer com que o leitor continue, então aqui vão algumas dicas:

Não revele muito

Se você revela demais a pessoa pode perder o interesse no restante do texto, por exemplo:

“Aumente o tráfego do seu site com o Google Adwords”

Pronto, se a pessoa tem um mínimo conhecimento do Google Adwords e não tem interesse no sistema, ela vai seguir em frente em busca de outro artigo, outro site, blog ou anúncio.

“Aumente o tráfego do seu site”

Nossa! Como?!

Se o leitor quiser saber ele vai ter que ler o resto da matéria.

Despertar a curiosidade dos leitores é a principal razão de um título bem elaborado.

Seja específico

De certa forma isso vai de encontro com o item acima, certo? Certo, mas existem ocasiões em que você precisa ser específico.

Por exemplo:

“Sentiremos sua falta”

Isso pode parecer interessante a alguns, mas na verdade a maioria não se dará o trabalho de descobrir o que ou quem fará falta.

“Sentiremos sua falta, Steve Jobs”.

Ah, sim, uma matéria sobre Steve Jobs… É claro que ainda haverão (haverão?) aqueles que vão ignorar a matéria por não saber quem foi Steve Jobs (ou por não gostarem da Apple).

Aqui você não revelou muita coisa, mas foi bem específico sobre o assunto do texto.

Use adjetivos fortes

Títulos são o lugar perfeito para o uso de adjetivos como “poderoso”, “secreto”, “confidencial”, etc.

Por exemplo:

“Os títulos conquistam a atenção dos leitores”

“Os títulos são poderosos para conquistar a atenção dos leitores”

“Poderosos” soa de forma intensa e atrai a atenção, incentivando o leitor a continuar a ler.

Pergunte

Uma das melhores táticas para prender o interesse do leitor é fazer uma pergunta.

Primeiro, porque se a pessoa não sabe a resposta, vai querer saber.

Segundo, porque se a pessoa sabe a resposta irá querer conferir para ter certeza de que você sabe.

“Como gerar mais tráfego para o seu site?”

Você quer saber? Se a resposta for sim você com certeza continuará lendo.

Utilize números

Se você indica o número de vantagens que o leitor vai encontrar, ele com certeza vai se interessar por ler todo o artigo.

“10 dicas de como melhorar a otimização do seu site”

“5 maneiras de se tornar famoso nas Mídias Sociais”

Seja conciso

Mantenha o título o mais curto possível. Em alguns casos um Título grande pode ser melhor, mas nunca exagere, até porque na hora de publicar no Twitter isso pode se tornar um problema. Por exemplo:

“O que você pode fazer para otimizar o seu site.”

“Como otimizar o seu site.”

Leia

Renovando o seu site para melhor

renove-o-seu-site

O seu site precisa de atualizações, sempre, mas que tal tentar uma repaginada nele? Mudar o layout, imagens, tudo.

Se o número de visitas no seu site caiu nos últimos tempos ou se o seu site tem a mesma aparência desde 1999, chegou a hora de repensar algumas coisas.

Cedo ou tarde é preciso que você renove o seu site, até mesmo pelos clientes atuais, uma mudança pode dar uma revitalizada e gerar mais movimento no site.

No então é sempre um risco também, pois o que foi sucesso em 1999 pode ser um fracasso agora, e mesmo que você decida por uma modernizada no site, ainda existe o perigo de exagerar na medida e acabar perdendo mais do que conquistando.

Não pense que é um processo rápido, pois não é. Se você pretende fazer isso por si mesmo ou se vai contratar um web designer, não importa, você precisa ter algumas coisinhas em mente antes de começar.

Comece com uma análise do seu site, faça uma lista de tudo o que você acha que pode ou deve ser mudado.

Seja detalhista e talvez, antes de começar, você possa ler o livro:

“Não me faça pensar” de Steve Krug. Este livro vai te dar excelentes noções de usabilidade.

Quando for avaliar as modificações, não pense no site apenas como um ponto final de sua campanha de marketing, mas como parte dela.

Lembre-se principalmente: “Nós levamos o visitantes até você, se você vai conquista-lo e transformá-lo em cliente, depende de você (do seu site)”.

Isso é algo ara você ter em mente o tempo todo em que estiver revisando o seu site: Ele precisa ser, antes de qualquer coisa, uma de suas estratégias de Marketing.

Analisando o seu site atual

A primeira coisa a analisar é o desempenho que o site vem tendo nos últimos tempos, número de visitantes, tipos de visitantes, conversões, taxa de rejeição, palavras chave, vendas, otimização, etc.

O acesso a essas informações é fácil, basta utilizar o Google Analytics, se não souber como fazer, converse com seu web designer.

Uma vez que estes dados estejam em seu poder, você poderá avaliar o que precisa ser modificado com mais urgência.

Liste seus objetivos com relação ao site

A simples aparência antiquada pode ser uma razão para uma mudança no layout do site, mas já que você vai fazer isso, que tal aproveitar e fazer outras mudanças?

Quando falo sobre uma aparência antiquada, não estou me referindo apenas ao layout, acredite, ainda existem na internet muitos sites sem mídias sociais.

Considero isso uma necessidade primordial atualmente.

Então já que você vai mesmo mudar o site, que tal definir alguns objetivos úteis para esta mudança?

  • Melhorar o posicionamento dele nos mecanismos de busca;
  • Começar um novo tipo de relacionamento com os clientes através das Mídias Sociais;
  • Aumentar o número de visitantes;
  • Diminuir a taxa de rejeição, etc.

Alguns desses objetivos irão depender dos outros, por exemplo, ao melhorar o posicionamento de seu site nos mecanismos de busca é mais do que provável que você aumente o número de visitas.

Defina objetivos razoáveis e claros: “Aumentar o número de visitas do site em 30% nos próximos três meses”

Dessa forma você poderá analisar os resultados de forma mais clara e objetiva.

Analise a concorrência

Seus concorrentes estão por aí, em algum lugar da internet prontos e com campanhas de marketing já em plena ação. Faça uma pesquisa, descubra de onde vêm os clientes deles, como está a campanha deles nas Mídias Sociais, etc.

Através desta análise você poderá montar uma campanha melhor ou maior do que a deles, utilizando técnicas similares ou novas, isso depende de você.

Mídias Sociais

Sim, sempre toco neste assunto.

Mas, sua campanha de marketing não terá o mesmo resultado se você as ignorar.

Os mecanismos de busca são o que há de melhor para trazer novos visitantes ao seu site, mas as Mídias Sociais são o que há de melhor para você construir um relacionamento com esses visitantes, com seus clientes e com a sociedade ao seu redor.

Você precisa desse relacionamento muito mais do que imagina e ao redesenhar o seu site, lembre-se disso. Minha recomendação é que você adicione pelo menos os botões do Facebook, Twitter e G+ em algum lugar de destaque do site.

Mas lembre-se, não adianta você ter a Mídia e não estar atuante, isso não só não vai conquistar novos clientes como possivelmente vai afastá-los.

Não perca

Ao redesenhar o seu site, tenha certeza absoluta de não estar excluindo um conteúdo importante.

Procure descobrir quais os conteúdos foram compartilhados antes de excluí-los, isso pode ser muito prejudicial.

As páginas com maior tráfego podem ser redesenhadas, mas não deve, de forma alguma ser excluídas.

Backlinks também podem ser perdidos se você excluir uma página.

Como eu disse, você precisa de uma análise detalhada antes de começar as modificações.

Lembre-se de que o seu web designer pode não entender nada de SEO, então, procure um profissional ou faça esta análise você mesmo, desde que saiba onde e como procurar.

“Seu site” x “Nosso site”

Por fim, lembre-se de que o seu site não deve ser feito para agradar a você, mas aos clientes, são eles que precisam se sentir bem e querer voltar ao site.

Então renove o seu site sem perder isso de vista, faça-o para os usuários, não para você.

Boa sorte!

Posts relacionados:

A anatomia de uma boa Landing Page (Página de conversão) para campanhas de marketing

Erros na otimização de sites

Dicas de otimização para quem não gosta de atualizar conteúdo

Perguntas que toda pequena empresa deve fazer sobre Otimização

E-mails para marketing, como não ser chato

email

A velha, boa e chata mala direta pode ter caído em desuso mas os e-mails marketing estão por aí, enchendo nossas caixas de entradas (ou caixas de spam) com propagandas, ofertas, promoções, conselhos e dicas de todos os tipos.

Atualmente, para evitar a perseguição a seus tão estimados usuários, e-mails como o G-mail classificam por conta própria o que é e-mail e o que é spam (lixo eletrônico).

É claro que você não quer que o seu e-mail seja classificado como “lixo”, certo?

Então, como evitar que coisas assim aconteçam?

Um e-mail marketing não é apenas o texto que você escreve, mas um conjunto de itens que farão com que ele seja ou não classificado como “lixo”.

Vejamos:

  • Assunto;
  • Opção de cancelamento;
  • Otimização;
  • Texto alternativo;
  • Cópia e copia carbono;
  • Layout

A maioria dos e-mail possuem pelo menos um erro dentre essas opções, o que fatalmente os vai encaminhar direto para a caixa de Spam, o limbo dos e-mails.

Para criar um e-mail marketing bem elaborado você precisa ter em mente uma coisa muito importante:

  • Existem palavras que imediatamente classificam seu e-mail como Spam.

Sério, os mecanismos de e-mail possuem uma lista de palavras chave que identificam o e-mail como publicidade e automaticamente direcionam o e-mail para a caixa de Spam.

Veja uma lista dessas palavras AQUI

Consulte a lista e use seu discernimento para evitar que seus e-mail não sejam sequer visualizados pelos seus clientes.

E-mails que utilizam imagens, na maioria das vezes se não forem para a caixa de Spam, as imagens são bloqueadas, o que significa que o usuário terá que desbloqueá-las caso queira visualizá-las.

Cabe a você decidir se vale a pena arriscar.

Caso espere que o seu cliente clique em algum lugar, sugiro que evite imagens como botões “Clique Aqui” eles podem ser bloqueados e a pessoa acaba ficando sem saber onde tem que clicar.

Utilize sentenças curtas na caixa de “assunto”, com não mais de 70 caracteres. Isso ajuda a passar pelo filtro de Spam.

Caso sua intenção seja que o e-mail seja visualizado em dispositivos móveis, o “assunto” deve ser ainda menor, no máximo 20 caracteres.

Outro detalhe importante é saber a partir de onde você está enviando o e-mail, se pelo e-mail de sua empresa ou seu e-mail pessoal, sim, faz diferença, mas se você decidir que prefere enviar pelo seu e-mail pessoal, certifique-se de que o destinatário saiba quem é você, para não confundi-lo.

Alguns e-mail de empresas são realmente interessantes e fazem você querer entrar em contato com eles, esse é o seu objetivo, certo? Você quer que o seu destinatário sinta que você pode fazer algo por ele, mas, se no momento em que ele clicar em “responder” o seu e-mail aparece como cristinatopatodas@somosmelhores.com.br, toda a seriedade do assunto, toda a confiança que você conquistou, vai por água abaixo.

Mais uma coisa: Quando for elaborar sua mensagem de e-mail utilize parágrafos curtos, sentenças fortes e evite se estender demais no assunto. Use tópicos se for o caso, facilita a leitura dinâmica e as pessoas não tem muita paciência para ler na internet.

Por fim e mais importante: Use a opção “CCO – Cópia Carbono Oculta”, não existe nada pior do que abrir um e-mail e ver uma lista de centenas de outras pessoas que receberam as mesmas mensagens, sem contar que isso ajudar a aumentar o risco de vírus E Spams.

Boa sorte!

Posts Relacionados:

Dicas para promover o seu site

Pequenas Empresas… Não cometam estes erros.

Empresas / prestadores de serviço e as Mídias Sociais

Promova sua pequena empresa

Otimização: Termos usados e seus significados

DICIONÁRIO DE OTIMIZAÇÃO

Temos o péssimo hábito de sempre achar que as pessoas sabem do que estamos falando não importa o quão técnico sejam os termos que usamos.

Nos últimos tempos tenho ouvido várias perguntas sobre o que é otimização de site e uma dessas perguntas, a mais frequente, me fez decidir escrever este post.

O que significa Otimização? O que são Palavras-chave? O que são Backlinks?

Minha mão costuma dizer que a melhor forma de responder perguntas é usando um dicionário, então, aqui está um Dicionário de Otimização com os termos mais usados. Espero que gostem.

Algoritmo

Quando se trata de otimização o termo algoritmo se refere a uma fórmula matemática, usada pelos mecanismos de busca, que classifica as páginas da web e analisa sua importância. Estes algoritmos são atualizados constantemente de forma a poderem acompanhar as mudanças e manter resultados relevantes para os usuários. Estas atualizações também servem para evitar que os profissionais de SEO descubram a forma como eles funcionam e tentem explorar isso.

ALT Tag

A Tag de Texto Alternativo é aquela que aparece no lugar da imagem quando o site está carregando ou que aparece quando a imagem não pode ser carregada por algum motivo ou ainda, quando você posiciona o mouse sobre a imagem.

Este texto é importante para a otimização pois é como os mecanismos de busca leem as imagens.

Texto Âncora

O texto âncora é o texto do link ou seja a parte “clicável” do texto que está ligada a outra página da web.

Backlink / Inbound Link

Os backlinks são os links de um site que apontam para outro. São usados na otimização para aumentar a importância do site junto aos mecanismos de busca.

Os dois valores mais importantes dos backlinks são o Texto Âncora utilizado e a relevância do site para o qual o link aponta e do qual o link se origina.

Alguns profissionais de SEO compram backlinks, mas essa tática não é garantida, além do fato de que é, se não ilegal, desonesto.

Conteúdo

Texto, imagens, vídeos u quaisquer outros tipos de mídia visíveis para o visitante.

A informação encontrada no site.

Conversão

A conversão é o número de visitantes que completam a meta fixada pelo proprietário do site. Seja comprar um produto, assinar um boletim, preencher um formulário, ou qualquer outro objetivo.

Esta é uma boa forma de medir o sucesso da otimização do seu site.

Domínio

Domínio é o nome que você registra para o seu site.

Header Text / Texto do cabeçalho

Partes do código HTML que indicam a importância de algumas partes do texto e que podem variar entre h1 e h6.

“h1” indica que um texto é muito importante.

Palavras chave / Keyword

A otimização é baseada principalmente na força das palavras chave. É quando um usuário digita uma palavra chave na caixa de pesquisa do mecanismo de busca que a importância das palavras chave surge.

Quando mais otimizadas as palavras chave do seu site, maiores as possibilidades de um bom posicionamento dele nos mecanismos de busca.

Densidade das palavras chave

A densidade se refere à quantidade de vezes que a palavra chave aparece no texto do site em comparação ao número total de palavras.

Landing Page

A Landing Page ou página de conversão é uma página que o usuário acessa depois de clicar em um link de outra página, banners de propaganda, anúncios, etc.

Link Building

Pratica comum na otimização utilizada para aumentar o valor de seu site e a classificação dele nos mecanismos de busca.

Meta Description

A meta description é um resumo do site codificado em HTML e visível apenas para os mecanismos de busca. Ela é usada para descrever de forma breve o conteúdo do site.

Otimização / SEO

É o uso de técnicas específicas para melhorar o posicionamento do site nos mecanismos de busca e aumentar o tráfego de visitantes.

Page Rank

Um dos termos mais comuns na otimização, refere-se à classificação numérica de um site projetada pelo Google e varia entre 0 e 10.

Esta classificação mostra a importância que o Google dá a uma determinada página.

PPC (Pay Per Click)

Pagamento por clique é um sistema de publicidade no qual o proprietário de um site só paga quando alguém clica no anúncio.

Atualmente uma das formas mais populares de direcionar o tráfego para o seu site.

Robots.txt

Arquivo de texto que informa aos mecanismos de busca o que deve e o que não deve ser incluído nas páginas de pesquisa.

Search Engine Marketing – SEM

O SEM é um SEO em larga escala que inclui métodos de publicidade pagos.

URL

Endereço da web. URL significa Uniform Resource Locator e cada site tem uma URL própria: www.suacampanha.com

Estes foram alguns termos utilizados pelos profissionais de SEO, não são todos, mas acredito que sejam os que mais despertam curiosidade.

Se tiver algum termo que não conste aqui, mas que você queira saber o que significa, é só perguntar.

Quando o vídeo é mais do que uma simples opção de Marketing

Youtube no alvo

Algumas imagens falam mais do que mil palavras… Quem nunca ouviu esta frase? E quem discordaria disso?

Se você tivesse que optar entre rádios, jornais ou TV, para divulgar sua campanha de marketing, qual seria a sua escolha?

No livro “Não me faça pensar” de Steve Krug, ele fala sobre a falta de hábito dos consumidores em ler tudo o que está diante deles. Fala sobre o fato de estarmos acostumados a passar os olhos nas manchetes de jornais e selecionar apenas o que nos interessa, descartando todo o resto.

Mas isso não acontece com as propagandas da TV, certo?

Bem, algumas realmente são irritantes, mas em sua maioria (a publicidade brasileira é reconhecidamente uma das melhores do mundo) as propagandas na TV são divertidas e marcantes.

Não é que você não possa criar campanhas de marketing maravilhosas para a imprensa escrita, mas a verdade é que mesmo as campanhas em revistas e jornais exigem algo que prenda a atenção.

De preferência uma imagem.

Então a propaganda ideal é aquela que o consumidor pode acompanhar sem ter que fazer nenhum esforço.

Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim lançaram um site de compartilhamento de vídeo, eles acreditavam que este tipo de site poderia fazer sucesso entre os usuários da internet.

Hoje, cinco anos depois, o Youtube é o terceiro site mais visitado do mundo.

Por quê?

Se você tem um negócio online, precisa conhecer sua área. Onde você está divulgando seu produto? Que ferramentas você está usando? Que tipo de consumidor você quer alcançar?

Este tipo de pergunta já deve ter passado por sua mente diversas vezes, (ou pela mente de sua equipe de marketing).

Como gestora de Mídias Sociais, não posso deixar de ficar encantada com as possibilidades oferecidas pelo Youtube, é não só por ele ser o terceiro site mais visitado do mundo.

A verdade é que as pessoas, consumidores, gostam de imagens e se essa imagem for mais que uma simples foto, melhor ainda.

As pessoas gostam de vídeos, é por isso que a propaganda na TV é a mais cara de todas.

O consumidor pode até detestar a publicidade, mas uma vez que tenha visualizado o vídeo, ele vai se lembrar, nem que seja para citar como um dos piores que já viu.

No Youtube, quando você procura por um vídeo, um clipe ou tutorial, algo para distrair ou algo recomendado por amigos. Você assiste ao vídeo e então vê, do lado direito da tela, mas uma série de vídeos relacionados. Isso pode te levar a gastar muito mais tempo do que o previsto.

Para um comerciante online isso é o mais desejado.

E quando este vídeo se torna um viral? Como no caso da Luiza? É uma chance única de conseguir alcançar uma quantidade enorme de usuários.

E o que tudo isso tem a ver com a otimização?

Tudo.

Estar na base de dados do Youtube é uma forma certeira de conseguir destaque nas páginas de pesquisa.

Fazer um vídeo otimizado é mais uma forma de ser encontrado pelos mecanismos de busca. Interessante, não é?

Além da vantagem de conseguir atingir consumidores que não tem paciência para ler longos artigos (como este), você ainda pode melhorar sua posição nas SERPs.

A união entre o marketing em Redes Sociais e o marketing em vídeo pode ser considerada uma das melhores formas de você melhorar seu posicionamento nos mecanismos de busca, além, é claro, da publicidade em si.

Muitos profissionais de SEO ainda não se deram conta das possibilidades oferecidas pelo Youtube. Aproveite este mercado ainda novo e crie alguns vídeos de seus produtos!

Boa sorte!