Mídias Sociais… Você sabia? – Parte I

 Mídias-Sociais

Apesar da resistência dos micro e pequenos empresários a se adaptarem às novas formas de Marketing, muitos já estão nas Mídias Sociais e estão aproveitando para darem alguns passos à frente de seus concorrentes de forma, como poderia dizer isso? Sem retorno.

Mas mesmo os que já estão nas Mídias Sociais perdem muitas oportunidades, apenas por não conhecerem ou não pesquisarem algumas preciosidades.

Para conhecer esses tesouros é preciso gastar algum tempo nas Mídias Sociais e muitos empresário ou gestores de Mídias fazem o estritamente necessário e saem.

Este post vai ajudar vocês a descobrir algumas características que vão ajudá-lo a melhorar ainda mais sua participação nas Mídias Sociais.

Twitter

Comentários, respostas, menções e retweets… O que mais há para se saber?

1 – Pesquisa avançada

Você sabia que o Twitter possui um sistema de pesquisa avançada? Não? Pois é, com esse recurso você pode fazer pesquisas com múltiplas palavras, hastags, tweets de pessoas específicas e até mesmo tweets por região específica.

Busca-avançada-Twitter

Você pode acessar: https://twitter.com/#!/search-home caso não encontre o link da busca avançada sob a “busca” na página inicial do Twitter.

Isso, para uma empresa, é muito importante, ajuda a obter dados sobre seus consumidores, por área geográfica e tópicos.

Respostas

As respostas que você dá as pessoas e que começam com @ não aparecem para os seus seguidores, assim elas não serão vistos por todos.

Respostas no Twitter

Como empresa você talvez queira que algumas destas respostasganhem mais visibilidade, certo?

Essa é fácil, basta que você coloque um ponto antes da @, por exemplo:

Respostas no Twitter

Desta forma todos os seus seguidores verão sua resposta.

Listas

É incrível a quantidade de gente que não faz idéia da utilidade das listas no Twitter.

Como nos círculos do Google Plus, as listas do Twitter são excelentes para organizar os usuários.

Desta forma é mais fácil diferenciar clientes atuais, futuros clientes, fornecedores, parceiros e etc.

Você também pode utilizar as listas para de forma privada para que ninguém saiba a forma como as organiza.

No próximo post iremos falar sobre coisas que você talvez não saiba sobre o Facebook.

Boa sorte.

Posts relacionados:

Escolhendo as melhores Mídias Sociais

Qual a vantagem em se usar uma mascote nas Mídias Sociais?

Otimização x Mídias Sociais, a questão não é um OU outro

Algumas regrinhas básicas para pequenas empresas no uso de Mídias Sociais 

Usando memes para criar engajamento nas Mídias Sociais

Anúncios

Otimizando o seu vídeo para o YouTube

videos

A cada minuto, mais de 60 horas de vídeo são carregados no YouTube.

Sabendo disso você deve se perguntar o que deve fazer para que o seu vídeo se destaque em meio a tantos outros, certo?

Bem, você pode seguir alguns passos que irão ajudar o seu vídeo a aparecer nos resultados de busca e com isso aumentar as chances das pessoas o visualizarem.

A gente sabe que o Google sempre dá preferencia para conteúdo consistente e bem otimizado e quando se trada de vídeos é muito mais fácil de conseguir uma boa colocação nas páginas de pesquisa.

Porque?

Simples, há muito mais sites competindo com sites do que vídeos com vídeos.

Além disso já foi provado (não sou eu quem está falando, foi uma pesquisa da ComScore) que vídeos prendem a atenção do usuário dois minutos a mais do que um texto comum.

Mas para melhorar ainda mais o posicionamento aqui vão algumas dicas de otimização para vocês.

Crie um Sitemap do seu vídeo

Se o vídeo está no seu site o ideal é que você “mostre” ao Google onde ele se encontra criando um sitemap.

O sitemap é um arquivo XML, que ajuda o Google a indexar o conteúdo do site e isso vale também para o vídeo.

Converse com seu webmaster.

Use o YouTube

Mesmo que o vídeo esteja no seu site, você pode, e deve, coloca-lo no YouTube também.

Essa é, sem dúvida alguma a forma mais eficaz de alcançar o público.

Não se esqueça dos links

Eu gosto de bater nesta tecla (literalmente falando rsrs). Os backlinks ainda são a melhor forma de SEO e neste caso, se o seu vídeo possui um link para o seu site, cada vez que alguém compartilhar você estará ganhando.

Palavras chave

Ah sim, isso também é importante em vídeos.

Tente usar um título (h1) que chame a atenção, mas não se esqueça de que ele também deve conter sua palavra chave principal.

Quando for descrever o vídeo ou o motivo de tê-lo feito, lembre-se sempre de incluir palavras chave relevantes para o SEO do vídeo, mas o título continua sendo o mais importante, então pesquise, pense e decida por um título realmente relevante.

Lembre-se de utilizar no máximo 66 caracteres, caso contrário quando o link aparecer no Google o título não aparecerá completo.

Uma boa idéia é incluir a palavra “vídeo” o máximo de vezes possível pois a maioria dos usuários costuma utilizar esta palavra quando pesquisam.

URL

Se o seu objetivo não é apenas divulgar o vídeo, mas atrair os usuário para o seu site, não se esqueça de incluir a URL no texto de descrição do YouTube.

Texto de descrição do vídeo

É importante que você utilize este espaço para incluir mais palavras chave relacionadas ao vídeo.

Além disso ajuda o Google a entender o conteúdo do vídeo e classifica-lo da melhor forma.

Ok, eu vou repetir, inclua a palavra “vídeo” tantas vezes quanto possível, sem que isso torne o seu texto muito estranho.

Tempo de duração

O tempo de duração de um vídeo influi na opção do usuário de assistir ou não, se o vídeo for longo demais eles podem acabar desistindo de assistir.

Quantos vídeos do YouTube você já assistiu com mais de 5 minutos de duração?

Certo, cinco minutos já é tempo demais, experimente 3 e você irá agradar gregos e troianos.

Caso o conteúdo peça por algo mais extenso, experimente dividir em partes, se a primeira parte for interessante o bastante, o usuário irá procurar a segunda por conta própria.

Boa sorte!

Posts relacionados:

Quando o vídeo é mais do que uma simples opção de Marketing

Dicas de marketing viral – continuação

Guia de Mídias Sociais para pequenas empresas – Parte I

Corrida para as mídias sociais

SEO em e-commerce começa da base

Postado por SEO em E-commerce

SEO em e-commerce começa da base

É comum as pessoas deixarem o SEO em e-commerce como uma das últimas ações de um projeto de e-commerce, como se fosse apenas um ajuste fino na conclusão do projeto. Esse é um erro que pode comprometer todo o desempenho da estratégia de SEO. Para se conseguir um sistema que consiga atingir boas posições nas páginas de respostas do Google é preciso pensar no trabalho de otimização para ferramentas de busca desde a etapa de planejamento da loja virtual.

Muitas vezes em nossa consultoria recebemos lojas virtuais que simplesmente parecem casos perdidos de SEO, principalmente nas plataformas de e-commerce mais antigas, simplesmente porque não houve um trabalho de Arquitetura de SEO na etapa de planejamento. Em nosso roteiro para criação de lojas virtuais que fornecemos aos participantes do nosso curso Como Montar Uma Loja Virtual, chamamos atenção para esse aspecto do projeto, pois sabemos o que pode ocasionar no processo de SEO em e-commerce.

As dificuldades do SEO no e-commerce

Fazer SEO para e-commerce é um desafio para qualquer profissional de marketing de busca, pois sabemos que a própria estrutura de uma loja virtual não nos permite lançar mão de alguns recursos. Não é como em um blog que podemos fazer diversas variações para aplicarmos o maior número de técnicas de SEO possível. As lojas virtuais são mais rígidas em suas formatações e por isso mesmo temos que aproveitar qualquer chance para tentar melhorar o desempenho do SEO em e-commerce.

A própria estrutura da loja virtual pode funcionar como uma das melhores ferramentas de SEO nessa hora. Como um dos fatores de rankeamento é a estrutura das URLs, porque não utilizar elas a nosso favor?

Um dos primeiros passos para isso é a própria estrutura de navegação da loja e o relacionamento entre departamentos e páginas de produtos. É o planejamento dos Links Internos, uma das mais importantes partes de um projeto de SEO.

 

Planeje departamentos e seções para ajudar o SEO em e-commerce

Na etapa de planejamento da loja, vamos inserir logo no início a orientação para construção da arquitetura de informação de forma a facilitar o trabalho de SEO das páginas de detalhes de produtos. Esse planejamento já começa na estrutura dos departamentos da loja, que sempre que possível, trabalham como um “caminho” para a palavra-chave principal da página de detalhe de produtos. O SEO em e-commerce começa por ai, na base do planejamento, transformando a própria árvore de departamentos em um canal de SEO.

Em nosso curso de SEO comento que otimização de sites é arte e estratégia. O planejamento das ações é peça fundamental para o sucesso nessa área.  Deixar os aspectos técnicos do SEO para serem discutidos no final do projeto, é desperdiçar ferramentas poderosas para a batalha de conquista das primeiras posições do Google.

Além do planejamento da árvore de departamentos da loja, é preciso estabelecer um padrão de redação para produtos, regras para estrutura de URLs e planejamento dos links internos para evitar o desperdício de Link Juice. É, um projeto de SEO para e-commerce dá realmente muito trabalho desde o início.

O trabalho de SEO não é nada fácil, mas quando de fala em SEO para comércio eletrônico, a questão fica um pouco pior. Por isso, lembre-se que SEO no e-commerce se faz da base.

Como delegar a responsabilidade das Mídias Sociais de sua empresa?

Você deve ter em mente que precisa de uma pessoa que goste de trabalhar online, que se sinta confortável navegando pelas Mídias Sociais e que seja tão entusiasta e comunicativa online quanto off-line.

As outras opções são: ficar sentado na frente do computador, torcendo para que alguém fale com você, enquanto procura algum assunto para tentar iniciar ou contratar um profissional.

A primeira coisa que você deve lembrar, é que as Mídias Sociais foram criadas para todos e se você tem jeito com esse tipo de mídias esta pode ser a melhor e mais fácil forma de alcançar o mercado, rede de clientes e outras empresas.

É a chance de sua empresa realmente se comunicar com os clientes e construir uma relação que gere fidelidade.

Não se esqueça porém que a pessoa que for assumir o gerenciamento de suas Redes Sociais deverá possuir autonomia para promoção de produtos e relacionamento com o cliente.

Isso significa que você deverá confiar na capacidade de discernimento e, principalmente (não se esqueça disso) na eficiência da pessoa em escrever português.

Então, tente seguir os seguintes passos:

  1. Pergunte – Se você não tem certeza, pesquise dentro de sua empresa se existe alguém que seja expert em Redes Sociais. Pode ser que algumas pessoas usem Redes Sociais informalmente, mas pode haver alguém interessado em aprender a fazer isso com mais seriedade. Você pode investir nesta pessoa, se ela for de confiança e tiver acesso aos outros departamentos.
  2. Terceirizando – Se você acha que o gerenciamento das Mídias Sociais é um bicho de sete cabeças e que você nunca vai entender nada sobre isso e não tem certeza de que algum de seus funcionários seriam capazes de assumir esta tarefa, você pode contratar uma empresa terceirizada. Esta empresa poderá lhe fornecer dois tipos de serviços: Fornecer um treinamento a alguém de sua confiança e preparar essa pessoa para assumir a função ou apenas assumir o gerenciamento de suas Redes Sociais de forma profissional.
  3. Colabore – Mesmo delegando esta tarefa, você deve acompanhar, mesmo que vagamente, o andamento das coisas. Um profissional de gerenciamento de Mídias Sociais, com certeza apresentará mensalmente um relatório de análise e desenvolvimento dos serviços prestados. Caso esta pessoa seja alguém de sua empresa, você pode solicitar o mesmo tipo de relatório. Este processo é importante para sua empresa, não se esqueça.
  4. Combinação – Todas as opções acima podem ser utilizadas em conjunto, dessa forma a pessoa que quiser aprender o gerenciamento de redes sociais poderá acompanhar os procedimentos e estratégias do profissional, até que você tenha alguém experiente o bastante dentro do seu quadro de funcionários para assumir esta tarefa. Procure também aprender o máximo possível. Lembre-se de que tudo o que se refere às Mídias Sociais se move em uma velocidade assustadora e se você não se mantiver atualizado, não há como manter o controle de uma importante parte de Marketing da sua empresa.