Dicas para melhorar seu desempenho nas Mídias Sociais – LinkedIn

LinkedIn

No post anterior falei sobre como incrementar sua presença no Twitter, agora vamos ver como fazer isso no LinkedIn.

Preencha todos os itens do seu perfil

Quanto mais completo estiver seu perfil, mais as pessoas poderão saber sobre você, além disso, também será mais fácil encontrá-lo nos mecanismos de busca.

Liste todas as suas habilidade, cursos, prêmios e etc. Não se preocupe se forem muitos ou poucos, apenas tenha certeza de que todos os detalhes constam em seu currículo, acredite, quem se der o trabalho de ler todos os detalhes é porque está interessado “em todos os detalhes”.

Inclua uma fotografia clara e profissional para aumentar a credibilidade do seu perfil.

Promova-se

Adicione o link de seu perfil no LinkedIn em seus e-mail e no seu cartão de visitas.

Adicione pessoas

Talvez alguns de seus contatos de e-mail também estejam no LinkedIn, então importe suas listas de e-mail e conecte-se com eles e amplie sua rede de contatos.

Faça novos contatos

Uma ótima forma de aumentar o número de contatos é ingressando em grupos de interesse comum, no LinkedIn você pode se juntar a até 50 grupo.

Procure grupos relacionados à sua área de trabalho ou relacionadas ao ramo de sua empresa.

Inclua recomendações

Uma ótima forma de conquistar confiança são as recomendações do LinkedIn, este é um dos recursos mais procurados pelas pessoas que querem saber mais sobre você ou sua empresa.

Não se acanhe, solicite recomendações do LinkedIn a seus clientes, se eles estiverem satisfeitos com seus serviços, com certeza darão a recomendação com prazer.

Vincule seu blog

Sincronize o seu LinkedIn e o Feed RSS do seu blog para que as pessoas tenham acesso ao todos os seus posts.

Próximo post: Dicas para melhorar seu desempenho nas Mídias Sociais – Facebook

Boa sorte!

Marketing gratuito na internet

marketing-gratuito-na-internet

Hoje decidi fornecer um lista de sites que publicam anúncios gratuitos na internet, existem centenas (senão milhares) deles, alguns mais conhecidos outros especializados em uma determinada área de serviços.

A verdade é que só não anuncia gratuitamente na internet quem não tem tempo para pesquisar e encontrar os sites certos, por isso decidi facilitar para os meus leitores e publicar essa lista.

http://www.axafacil.com.br

http://www.segundamao.com.br

http://www.1gratis.com.br

http://www.adspaceadclicks.com

http://www.all-easy.com.mx

http://www.alugamania.com.br

http://www.anunciedegraca.net.br

http://www.anuncielivre.com.br

http://www.anunciosdeimovel.com.br

http://www.anunciostuga.com

http://www.arenacomercial.com.br

http://www.azclassificadosgratis.com.br

http://www.balcão.com

http://www.br.kejsa.com

http://www.brasificados.com.br

http://www.buscarportal.com

http://www.buscarportal.com

http://www.cadastraki.com.br

http://www.capixabao.com

http://www.clasiba.com

http://www.clasificados-gratis.com.ar

http://www.classifacilclassificados.com.br

http://www.classificados.biz

http://www.classificados.com.br

http://www.classificados.esquillo.com

http://www.classificadosafiliados.com.br

http://www.classify.com.br

http://www.clicouachou.net

http://www.divulgatudo.com.br

http://www.elgratis.es

http://www.elgratis.es

http://www.feiradocarro.com

http://www.fitness-sp.com.br

http://www.fitness-sp.com.br

http://www.forotopia.com

http://www.freeworldfleamarket.com

http://www.gluux.com.br

http://www.guiadecompra.com

http://www.guianet.com

http://www.guiasoesp.com.br

http://www.guis.com.br

http://www.hiperclassificados.com

http://www.hotanuncios.com

http://www.icarioca.com.br

http://www.imovelweb.com.br

http://www.internacionalweb.com

http://www.interofertas.com.br

http://www.ioiogratis.com

http://www.jornalindependente.com.br

http://www.kogog.com

http://www.livreanuncio.com.br

http://www.maisanuncios.com.br

http://www.martfer.com.br

http://www.martfer.com.br

http://www.meginformatica.com.br

http://www.mercadoideal.com.br

http://www.mercadoreal.com.br

http://www.oxl.com.br

http://www.revezo.com.br

http://www.livrenegocio.com.br

http://www.permutalivre.com.br

http://www.milclassificados.com.br

http://www.mercadoreal.com.br

http://www.azofertas.com.br

http://www.mundo-anuncio.es

http://www.mundobrasileiro.com

http://www.nasko.com.br

http://www.novosanuncios.com

http://www.online-anuncios.com

http://www.opportunidade.com.br

http://www.permutalivre.com.br

http://www.pesquisatel.com.br

http://www.portalcariocarj.com

http://www.precosweb.com.br

http://www.promositios.com

http://www.redeparede.com.br

http://www.bembolado.com.br

http://www.classificadosbrasil.com.br

http://www.negociao.com.br

http://www.brasilviaweb.com.br

http://www.superclassificados.com.br

http://www.supercatalogo.com.br

http://www.alvodireto.com.br

http://www.evisos.com.br

http://www.floy.com.br

http://www.comprajaclassificados.com

http://www.rolovirtual.com.br

http://www.seclassificados.com

http://www.segundamao.com.br

http://www.superclassificados.net

http://www.supermoleza.com.br

http://www.suw.com.br

http://www.tudoplastico.com.br

http://www.visaoclassificados.com.br

http://www.visto.com

http://www.vivastreet.com.br

http://www.webficados.com

http://www.wjclass.com

http://www.zeebuk.com.br

 

Espero que vocês aproveitem esta dica.

Boa sorte!

Posts relacionados:

Promova sua pequena empresa

Algumas idéias de promoções

Pequenas Empresas… Não cometam estes erros

Dicas para promover o seu site

Empresas / prestadores de serviço e as Mídias Sociais

Mídias Sociais para empresas

É impressionante a quantidade de empresas e prestadores de serviços que ainda relutam em apostar nas Mídias Sociais.

Alguns até possuem perfis em algumas Redes Sociais, , provavelmente por insistência da equipe de Marketing, da filha do proprietário ou, no caso de profissionais liberais, apenas para uso pessoal.

A maioria dos perfis está inativa, páginas abandonadas, inúteis.

Alguns empresários não acreditam no potencial das Mídias Sociais e a página fica lá, à vista dos clientes, mas absolutamente estática. Péssimo marketing.

Talvez você imagine que por ser o seu negócio direcionado apenas à empresas, não vale a pena investir em atualizações nas Mídias Sociais.

Está errado, você só precisa saber aproveitar o que elas tem a oferecer para empresas do tipo B2B (Business to Business).

Existem algumas formas de tornar as Mídias Sociais um instrumento útil para as B2B

 Você pode usá-las para reforçar o seu marketing tradicional

Todos sabemos que no caso de empresas B2B o marketing é mais do que importante. Em alguns casos chega a consumir uma boa parte do orçamento da empresa.  As Mídias Sociais  auxiliam esse marketing, e de graça. Se você não está levando a sério essa forma de divulgar sua empresa, pense novamente.

O Twitter oferece uma enorme gama de possibilidades de negócios entre empresas, além da possibilidade de divulgação gratuita para um público alvo no qual talvez nem você tenha pensado.

Se você pretende promover seu produto/serviço em uma feira ou evento em sua cidade, ou até mesmo fora dela, utilize o Twitter para convidar seu público a conhecer o que você tem a oferecer, a participar do evento.

Desenvolvendo relacionamentos

Um negócio entre empresas é muito mais delicado e complexo do que um negócio entre empresa e consumidor.

As empresas tendem a ser muito mais cuidadosas na hora de fechar um contrato, além de, normalmente, terem toda uma equipe para pesquisar e encontrar o melhor fornecedor.

As Mídias Sociais possibilitam a sua empresa criar um tipo de referência de negócios, um currículo empresarial disponível para pesquisas e acessível a qualquer futuro cliente.

Mantendo um bom e aberto relacionamento com seus atuais clientes você demonstra a competência dos serviços de sua empresa, além de poder, pouco a pouco, conquistar novos.

Conteúdo é a chave do momento

O conteúdo é sempre importante, mas no caso de empresas o conteúdo é o que atrai não só os clientes, mas os mecanismos de busca.

Mecanismos de busca levam as equipes de pesquisa até você.

Seu publico alvo está por aí, online, pesquisando informações sobre o produto que você tem a oferecer, não deixe que a concorrência o atraia primeiro.

Qualquer nova informação sobre sua empresa, postagem nova no blog, vídeo, e-book… Deve ser imediatamente compartilhada com seu público alvo nas Mídias Sociais.

Conteúdo é importante, mas apenas se as pessoas tem acesso a ele.

Aproveite para compartilhar conteúdo de outras empresas também, desde que o material seja relevante.

Compartilhar conteúdo de outras empresas?!

Isso mesmo, se a sua empresa fornece serviços de construção, você pode, sem nenhum prejuízo para você, compartilhar idéias de decoração, móveis ou até mesmo dicas de cores de tinta, por que não?

Seu cliente vai gostar e talvez até compartilhem o conteúdo também.

Nas Mídias Sociais, se você quer que as pessoas compartilhem seu conteúdo, se quer aproveitar essa incrível mina de publicidade gratuita, é preciso que retribua o favor.

Agora que tal compartilhar esse post?

Boa sorte!

Analise o seu site você mesmo.

Como saber se o seu site precisa de otimização? Uma análise profunda por ser feita através de programas e sites específicos, mas você pode seguir alguns procedimentos e ter uma noção de como anda o seu site.

Comece abrindo a página inicial de seu site, experimente fazer isso em todos os navegadores mais utilizados pelos usuários (Google Chrome, Mozilla Firefox e Internet Explorer), em seguida responda às questões abaixo e descubra por si mesmo o quanto o seu site precisa de otimização.



Ainda na página principal, tente pensar como um cliente e pense em algo que queira encontrar no site.

Verifique se o caminho até o que você deseja é fácil ou se existem dificuldades para encontrar o que o usuário busca.

Agora siga para a página de produtos/serviços.



Página de informações sobre a empresa:

As perguntas comuns a todas as páginas são:

Finalmente, feche o site e pergunte a si mesmo:

“Você voltaria a este site?”

Não responda a mim, responda a si mesmo e seja honesto. Nem sempre é fácil assumir que estamos errando em algo, mas a questão aqui é dar o primeiro passo para corrigir estes erros.

Depois de fazer sua própria analise, sugiro que deixe seu comentário sobre este sistema.

Se quiser uma análise mais profissional e gratuita, entre em contato comigo:

www.suacampanha.com

25 palavras para fazer os visitantes do seu site agirem.

Os visitantes do teu site estão fazendo o que você gostaria que eles fizessem?

Eles estão fazendo download de livros, comprando, clicando nos links que você quer que eles cliquem?

Se a resposta é não, você está perdendo tempo em não corrigir isso.

O que fazer neste caso? Diga a eles o que fazer.

Não eu não estou brincando, você pode orientá-los a fazerem o que você quer. Esse é um truque que vem sendo usado com certa facilidade.

É engraçado, mas a maioria dos sites não se utiliza dessa técnica tão simples. Talvez por ser tão simples, as pessoas acreditem que não funcione, mas acredite, estão erradas.

Pesquisadores afirmam que quando os visitantes encontram determinadas parlavras, elas possuem um poder especifico que as levam a agir. São palavras que sugerem ação e que são bem sucedidas em estimular os visitante a agir em 72% dos casos; caso não haja nada que estimule o usuário a agir, esta mesma ação cai para 6% dos casos.

Isso lhe dá o que pensar, certo? É claro que você gostaria de aumentar o número de ações em seu site, então faça isso.

Aqui você vai encontrar algumas palavras com grande poder de ação, escolha as que mais convém ao seu site.

  1. Clique aqui
  2. Clique aqui para ver mais detalhes
  3. Baixe agora
  4. Download imediato
  5. Experimente agora
  6. Faça uma experiência gratuita
  7. Versão de teste gratuita
  8. Registre-se e receba sua versão de teste
  9. Cadastre-se agora
  10. Comece agora
  11. Nós te convidamos….
  12. Gostaríamos de saber sua opinião
  13. Peça agora enquanto ainda há tempo
  14. Peça agora antes que o estoque acabe
  15. Aguardamos seu pedido
  16. Com pressa? Ligue para _______
  17. Faça sua compra agora!
  18. Solicite nosso catálogo gratuito
  19. Estamos esperando sua ligação!
  20. Cadastre seu e-mail e receba cupons de desconto
  21. Está oferta é valida até…
  22. Satisfação garantida
  23. Peça agora
  24. Aproveite enquanto você ainda pode!
  25. Por pouco tempo!

Ai está, apenas algumas palavras para ajudar você a rever as ações do seu site.

Aproveite, corrija o que estiver errado, comece uma nova campanha.

Boa sorte.

E-book: Pequenas empresas, o que fazer online?


Muitas pequenas empresas estão perdidas na internet, algumas têm sites que nos fazem suspirar de tristeza (e algumas pessoas realmente se autodenominam “web designer”). Algumas têm bons sites, visualmente dinâmicos, agradáveis e com uma quantidade de informações que variam de quase nada a uma enciclopédia de coisas inúteis.

Ter um negócio que funcione também na internet é mais do que colocar um site online e esquecer dele, é mais do que ter em seu cartão de visitas um endereço eletrônico, é mais do que “estar na internet”.

Fazer um negócio funcionar na internet pede participação, atividade e atualizações constantes, interação com os clientes, estratégias de Marketing Digital, participação nas Mídias Sociais entre outros fatores importantes.

Enquanto analisava alguns sites fiquei imaginando se os proprietários dos sites, e das respectivas empresas, teriam alguma noção de quanto dinheiro estariam perdendo, ou se estes empresários utilizariam algum tipo de marketing não virtual para divulgar seus produtos e serviços. Claro, a propaganda é a alma do negócio, mas será que eles fazem alguma idéia da grande oportunidade que estão perdendo? Acho que não.

Então decidi escrever este livro para oferecer, a quem se interessar, a oportunidade de entender essa nova forma de divulgação e quais os benefícios ela pode trazer para os seus negócios.

Espero que goste, é minha primeira experiência e gostaria muito de oferecer um livro que realmente ajudasse você.

Clique no link e baixe o livro. Pequenas empresas, o que fazer online?

O que é o Marketing Viral?

O guaraná Antártica é uma das marcas que melhor utiliza o sistema de Marketing Viral, a marca, que utiliza as Redes Sociais desde 2005; no carnaval deste ano lançou sua maior promoção “Carona que contagia”, apostando no Marketing Viral, o que funcionou melhor do que o previsto. Na promoção a empresa colocou três amigos em um carro que era movido por comentários e “curtições” no Facebook, a cada interação dos usuários o carro se movia uma determinada quantidade de metros.

Os usuários do Facebook gostaram tanto da novidade que a promoção aumentou em mais de 200 mil o número de fãs da página que atualmente conta com 4,6 milhões de fãs.

Este tipo de campanha tem uma vantagem inestimável, ao contrario de uma campanha bem sucedida (neste caso deveria dizer muito bem sucedida)  na TV, por exemplo, o custo desta foi irrisório, o alcance enorme e a interação divertiu, agradou e comoveu o público.

Esse é um exemplo perfeito de Marketing Viral, eu soube da promoção no Twitter e, é claro, entrei na página do Guaraná Antártica e dei minha “curtida” para ajudar os rapazes a chegarem em Salvador e curtir o carnaval com a Cláudia Leite.

Este tipo de Marketing também foi um dos grandes responsáveis pela vitória de Barack Obama nas eleições para presidente dos Estados Unidos.

O Marketing Viral exige, principalmente, uma boa estratégia de divulgação de um produto, marca ou serviço que leve o público a compartilhar a informação por conta própria, seja por acreditar no produto, seja por algum tipo de oferta de prêmios…

Qual é a vantagem deste tipo de Marketing?

É gratuito ou pelo menos muito mais barato que qualquer outro tipo de Marketing.

É claro que a coisa não é tão fácil quanto lançar uma promoção em uma Rede Social e esquecer que ela existe, é necessário uma certa dedicação para que tudo funcione a contento, mas no geral o custo é baixo.

Com a divulgação de um produto ou seja á o que for que você queira promover, vêm também o aumento na quantidade de visitantes em seu site, por isso a maioria dos profissionais recomendam um casamento entre o Marketing Viral e uma boa Landing Page.

Os Mecanismos de busca e o Marketing Viral

Os mecanismos de busca dão uma importância muito grande à influência de um site. No caso de uma campanha bem sucedida, com um grande número de pessoas recomendando ou comentando, os mecanismos de busca entendem que o seu site é uma referência sobre aquele assunto e isso melhora consideravelmente o posicionamento do seu site na busca orgânica.

Mas como saber se o produto da minha empresa serve para criar uma campanha de Marketing Viral?

Na verdade qualquer produto que possa ser usado em uma campanha de Marketing pode ser usado no Marketing Viral, é claro que alguns são melhor aceitos que outros, mas geralmente isso acontece também nas campanhas publicitárias off-line.

No caso da internet alguns materiais são, se não mais fáceis de divulgar, pelo menos mais procurados que outros.

É o caso de tutoriais, whitepapers, e-books e todo o tipo de material didático gratuito.

No caso de produtos específicos, como computadores, geladeiras, Tvs, recomendo que você pense em um tipo de promoção que atraia as pessoas.

Você pode dizer, mas meu produto é dos melhores, ele se vende sozinho. Sério? Então que tal pensarmos na quantidade de lojas virtuais que existem atualmente, todas vendendo a preços super atraentes, com facilidades de pagamento, fretes gratuitos e etc.

A concorrência online é grande e as grandes empresas tendem, como off-line, a engolir as pequenas, a menos que estas consigam criar um atrativo especial.

Oferecer brindes, instigar interações, chamar a atenção do público para o seu site, pode ser um diferencial. Lembre-se de que uma vez que o usuário esteja dentro do seu site, caberá a você estar preparado para transformar esse visitante em um cliente e os clientes ocasionais em clientes cativos.

Então, se for fazer uma campanha de Marketing Viral, planeje cuidadosamente a estratégia, interaja com os usuários e tenha em mente que nem todo mundo consegue da primeira vez. E tenha o seguinte fator em mente: Não faça uma campanha morna, ela não vai ajudar em nada. Está provado que os usuários apenas reagem a fortes emoções, amor ou ódio, se eles ficarem neutros à sua campanha, esqueça e tente outra vez.

Boa sorte!

Cores, como elas influenciam as vendas?

Para a maior parte dos lojistas, vender é a arte da persuasão.

Embora existam diversos fatores que influenciam como e o que o consumidor vai comprar, uma das maiores influências vem, sem dúvida alguma, das cores.

Desde bebês as cores influenciam nossa vida, começando pelo fato de nossos pais acharem que meninos não vestem rosa e meninas não usam azul, seguindo pela atração das crianças por coisas de cores vivas, uma fase gótica na adolescência, o branco do vestido de noiva, enfim as cores estão no nosso dia a dia.

Nos Estados Unidos, uma pesquisa teve um resultado impressionante:

O pessoal do marketing reuniu 100 pessoas em uma sala, a cada um foi entregue papel e caneta e foi pedido que, ao final da apresentação, cada um escrevesse a primeira coisa que lhe viesse à mente.

Em um telão foi apresentada uma seqüência de imagens, durante 3 minutos, sem ordem ou tema específico, mas com predominância nas cores vermelho e branco.

Ao final 78% dos participantes tinham escrito a mesma coisa: Coca-cola.

Assustador, não é? Mas também muito real pois todos nós sempre associamos um cor a alguma coisa, seja o vermelho da paixão, o amarelo do ouro, o branco da paz ou o verde da esperança, seja uma determinada cor que nos faz lembrar um pessoa em especial…

Não importa. As cores são, definitivamente, um fator de influência na hora da compra. Tudo tem influência, mas como vemos no gráfico abaixo a aparência é primordial.

As cores e o marketing

No lançamento de um novo produto é preciso considerar que os consumidores colocam cor e aparência acima de qualquer coisa:

Importância para o consumidor na hora da escolha:

Cor e Marca

A cor, como no caso da Coca-Cola é o primeiro fator no reconhecimento de uma marca:

As cores e os consumidores

As cores são vistas como o mais poderoso fator na hora do design de um produto. Mesmo que isso não seja universal.

As cores que seduzem os consumidores no continente Americano são diferentes das cores que atraem, por exemplo, os consumidores da Índia.

Como as cores afetam nossos consumidores:

As cores também estão relacionadas aos locais para atrair um determinado tipo de consumidor:

Outras influências

As cores não são a única coisa que influenciam o comportamento de um consumidor. Em uma compra online aparência, palavras estratégicas e a conveniência afeta a necessidade de comprar.

O fator tempo

Velocidade, eficiência e conveniências são algumas outras razões, pelas quais os consumidores estão optando cada vez mais pelas compras online.

E neste caso, ter um site que rode alguns segundos mais lento do que o de seu concorrente por afetar consideravelmente a conquista de clientes.

O poder das palavras

Vendedores contam com a habilidade das palavras para provocar nos clientes algum tipo de emoção.

A palavra correta pode ser a diferença entre o consumidor comprar um produto idêntico em uma ou outra loja.

No caso da internet, na ausência de pequenos apoios como expressão corporal ou um sorriso mais simpático, palavras são tudo o que você tem para convencer o cliente.

É aí que entram as Landing Pages, mas isso a gente vê em um outro post.

Comentem o que acham dessa pesquisa e da influência das cores no Marketing Online.

O blog da minha empresa não funciona…

Vamos ser objetivos aqui:

Um blog é o melhor e mais barato meio de marketing na internet.

Um estudo de mais de 3.000 profissionais de Marketing feito por Mídias Sociais no último ano mostrou que 68% das pequenas empresas usam blogs como parte de suas estratégias de Marketing Online.

Afinal, se você usa todas as outras Mídias Sociais, porque não o blog?

O blog torna tudo mais fácil. Mas… Então porque o seu não está dando o retorno que você esperava?

Eis 10 razões práticas e de fácil solução para que o seu blog não dê os resultados esperados:

  1. Ninguém tem tempo.  Seja honesto consigo mesmo e pense se você terá pelo menos duas ou três horas por semana para se dedicar a escrever em seu blog. Se alguém em sua empresa poderá fazer isso, ou considere contratar um profissional para gerenciar os textos do Blog – uma pesquisa revelou que 10% dos proprietários de pequenas empresas contratam profissionais para esta tarefa. Sem alguém que faça este serviço de forma constante, sua empresa acabará com um blog estático, e sem atualizações, ou com textos sem muito nexo, o que é pior. Escrever um texto que cative o leitor (cliente) exige criatividade, bom humor e, mais do que qualquer coisa, capacidade e conhecimento do idioma. Os corretores ortográficos ajudam, mas não fazem o serviço completo.
  2.  Você não sabe o que dizer. Desenvolver no mínimo quatro idéias de post por mês é o mínimo que se pode fazer, mês após mês… E não estamos falando de lançamento de produtos ou promoções, mas de textos que interessem o leitor.
  3. Você precisa de uma meta objetiva. O que você espera do blog? O que quer que ele faça por você? Provavelmente não irá impulsionar suas vendas como menos da metade dos blogueiros de negócios dizem que acontece. Em compensação, cerca de 80 % afirma ter conseguido uma grande exposição de sua marca.
  4. Se você não tiver cuidado. Nada corrói mais e mais rápido a credibilidade de uma empresa do que um blog desleixado.
  5. Você não tem um estilo estabelecido. Empresas que têm um blog bem sucedido possuem um estilo de escrita online que é consistente e faz com que os visitantes se sintam confortáveis. Outra vantagem de estabelecer um estilo de escrita é que qualquer pessoa pode postar, desde a pessoa que consiga seguir este estilo.
  6. Você não usa Mídias Sociais. Muitas pessoas pensam que escrever um post no blog é o suficiente, que após isso milhares de pessoas surgirão para ler o texto. Mas os blogs não funcionam assim. Após escrever o post, alguém precisa promover o post. É aí que entram as Mídias Sociais.
  7. Você acha que é sobre você. Os blogs são uma ferramenta poderosa para conhecer seus clientes e construir relacionamentos profissionais.
  8. Você não confia nos seus blogs.  Se você está delegando os textos do blog para um funcionário ou de sua empresa ou para um profissional da área de Marketing, você precisa dar a essa pessoa autoridade suficiente para representar sua marca online. Caso contrário, será uma consulta a cada postagem e isso é uma perda de tempo, seu e do profissional.
  9. Você não deixa os comentários do blog acessíveis. Muitas empresas têm medo do que seus clientes poderiam postar na área de comentários do blog. Mas blogs são um compromisso e neste caso você precisa estar preparado para aceitar críticas e respondê-las de forma satisfatória.
  10. Você não está disposto a investir em design. Seu blog precisa ser limpo e convidativo, para que os leitores queiram permanecer o suficiente para que ele cumpra seu objetivo (seja de divulgar sua marca, seja de informar novidades) ler o post e, é claro, comentar, curtir e compartilhar.

Ainda tem alguma dúvida? Me mande sua pergunta, vou ficar feliz em responder.

Se tiver mais alguma idéia sobre como melhorar blogs de pequenas empresas, deixe seu comentário.

Monitore seu site já

Monitore o seu site

Monitoração é a chave para o sucesso, não só do seu site e de seu blog como de toda a sua empresa. É monitorando que você percebe, a tempo de mudar, qualquer falha, seja em um produto, um serviço ou em uma campanha de marketing.

Quem mantém em sua empresa um SGI (Sistema de Gestão Integrada) entende do que estou falando. Existe um Sistema chamado FMEA (Failure Mode and Effect Analysis) – Análise do Tipo e Efeito de Falha, isso ajuda a evitar empresas e principalmente grandes indústrias a controlar possíveis falhas ou acidentes, físicos e ambientais.

Se você está pensando: “Minha empresa não precisa disso”. Saiba que isso vale também para uma campanha de Marketing, talvez devamos entender que um “acidente” em Marketing pode talvez não significar risco de vida ou ambiental, mas com certeza é um risco de perda de clientes, credibilidade e dinheiro.

Então, este post é uma parte do livro do Cláudio Torres (Eu já tinha citado este livro antes) Guia Prático de Marketing na Internet para Pequenas Empresas. Se quiser, e devo dizer que vale a pena, ler o livro na integra, é só clicar no nome do autor.

Monitore seu site já

Use uma ferramenta de monitoramento de sites. Se não tiver uma, use o Google Analytics, que é gratuito. Esta ferramenta deve permitir monitorar todas as páginas de seu site, e gerar relatórios individuais de cada página e compilados, incluindo dados diários, semanais, mensais e de períodos determinados.

Sempre que necessário crie uma página de entrada, onde o consumidor vai para após o clique, para cada nova ação. Assim você pode monitorar ações específicas.
Mantenha o monitoramento geral do site com relatórios e análises semanais ou quinzenais.

Monitore cada uma das ações

Em cada nova ação ou campanha, crie uma página de entrada voltada para a ação. Uma página específica, com um endereço para cada ação de marketing digital, como http://www.seusite.com/promonatal.php, permitirá que você analise cada uma das ações individualmente.

Defina que informações serão monitoradas na campanha.

Em geral, são aquelas que afetam o desempenho ou estão relacionadas aos objetivos. Defina, a partir do objetivo da campanha, qual será a conversão esperada e crie uma página de conversão.

• No marketing de conteúdo monitore cada post do blog.

• No marketing de mídias sociais monitore a origem das visitas, separando de onde vêm as visitas, por exemplo do Twitter ou do
Facebook, e para onde vão, ou seja, se permanecem algum tempo no site, ou se saem pela mesma página que entraram.

• Em campanhas de email marketing, implemente um ponto de monitoramento para saber quais emails foram abertos. Para isso, use
uma imagem, carregada no seu site, e links, com detalhes das informações presentes no email.

• Em campanhas de marketing viral, implemente no widget ou vídeo viral um ponto de monitoramento de downloads, exibições ou cliques, conforme o caso.

• Em campanhas de banners, monitore os cliques e o tempo de permanência no site usando uma página de entrada, ou um código,
para cada um dos e formatos publicados.

• Nas campanhas em vídeo, use as ferramentas presente no YouTube ou Vimeo. Monitore o tempo de permanência, para ter certeza que os visitantes de fato assistem a todo o vídeo, e não somente os primeiros segundos.

Analise periodicamente

Crie uma reunião mensal de marketing digital, e analise todas as informações monitoradas, sua evolução em relação ao mês anterior, e o que foi melhor e pior.
Durante uma campanha, defina uma periodicidade de análise das informações de monitoramento e de tomada de decisão de correção de rumos.
Ela deve garantir no mínimo quatro análises ao longo de toda a campanha.
Ao final da campanha, faça uma análise geral dos resultados buscando aprender com os erros, os acertos e o comportamento de seu consumidor durante a campanha.