Dicas para blogs B2B

BLOG-B2B

Se sua empresa atua no ramo B2B (business to business), uma ótima forma de estabelecer uma presença marcante na internet é ter um blog.

Como empresário você provavelmente gasta muito tempo pesando suas opções antes de tomar alguma decisão ou de investir dinheiro em um determinado produto ou serviço.

Utilizar um blog para mostrar o conhecimento que sua empresa possui em sua área pode torna-la conhecida além de fazer com que os clientes a conheçam melhor.

Para que você possa tirar o máximo de proveito das vantagens de um blog B2B, aqui vão algumas dicas:

Esteja disposto a investir

Um blog B2B não é um blog pessoal, portanto precisa ter uma aparência profissional.

Não utilize templates gratuitas, invista em um blog profissionalmente projetado e que esteja integrado ao seu site.

Diversifique

Não se prenda a assuntos gerais de sua empresa, os clientes gostarão de saber mais sobre os diversos aspectos de seus negócios, então mantenha um profissional que possa pesquisar sobre cada um dos departamentos da empresa para obter boas idéias para posts.

Ou talvez você possa solicitar ao chefe de cada departamento que contribua com um texto regularmente.

Seu público é diversificado

Considere que os leitores do blog estarão em diferentes fases do ciclo de compra e que possuem diferentes níveis de conhecimento sobre sua empresa, produto ou serviço.

Se o conteúdo for muito complexo, com textos técnicos demais, você pode acabar perdendo leitores.

Participe

Tire algum tempo para pesquisar blogs de outras empresas e leia, comente e até mesmo participe, se puder, com alguma postagem como convidado.

Se você se mantiver restrito ao seu próprio blog poderá perder oportunidades de fazer contatos e de expor seu blog.

Varie

O seu blog não precisa necessariamente ter apenas textos, você pode e até deve, utilizar recursos visuais, como infográficos, vídeos, apresentações de slides e até podcasts. E não se esqueça das imagens.

Links

Não se esqueça da importância dos links internos, então a cada post, tire alguns minutos para selecionar e criar uma lista de links relacionados.

Isso não só manterá o leitor mais tempo no blog, como ajuda com os mecanismos de busca.

Não fique parado

Você não pretende depender dos visitantes do seu site e dos mecanismos de busca para atrair novos leitores, certo?

Então não se acanhe, utilize Mídias Sociais e e-mails para divulgar seu material.

Então? Tem mais alguma sugestão? Envie para mim.

Boa sorte!

Carisma, como usá-lo nas Mídias Sociais?

mídias-sociais

Desde que comecei a trabalhar especificamente com Mídias Sociais no início do ano passado, venho observando uma coisa interessante, muitas pessoas que são extremamente carismáticas no dia a dia perdem este carisma nas Mídias Sociais, por quê?

Algumas pessoas, na vida real, possuem esse tipo de energia que cativa, que chama a atenção, são aquelas sem as quais a festa não seria a mesma, aquelas a quem ninguém se esquece de convidar para um evento.

Nas Mídias Sociais também existem pessoas assim e, surpresa, nem sempre são as mesmas que fazem tanto sucesso na vida real. Mas, por quê?

Como fazer para desenvolver ou levar para as Mídias Sociais esse magnetismo pessoal?

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo desenvolver este magnetismo.

  1. A velha história de dar para receber também vale para o mundo virtual, então interaja com as pessoas, converse, compartilhe, convide-os para eventos, etc.;
  2. Imponha limites, você não precisa gostar e compartilhar coisas que não são do seu interesse, existe uma grande diferença entre interagir e agir como o velho “Maria vai com as outras”;
  3. Siga seu ritmo. Só porque algumas pessoas publicam conteúdo todos os dias, passam horas nas Redes Sociais, não significa que você precise fazer isso também, se você tem tempo, ótimo, senão, procure se organizar e fazer apenas aquilo que pode;
  4. Seja você mesmo. Se você quer conquistar novos amigos, clientes ou fãs é preciso antes de qualquer coisa que você seja você, Abraham Lincoln disse: “Você pode enganar as pessoas por certo tempo, pode até mesmo enganar algumas pessoas o tempo todo, mas nunca será capaz de enganar todos o tempo todo”. Então, não tente se passar por algo que não é, se a máscara cair, você perdera a confiança das pessoas;
  5. Ouvir é uma das coisas mais importantes.  Preste a atenção ao que as pessoas têm a dizer, ao que elas querem, ao que esperam, isso pode te beneficiar mais cedo ou mais tarde;
  6. Compartilhar seu material, sejam vídeos, fotos ou textos, vai ajudar as pessoas a te conhecerem melhor.  Atraia seu público através de um bom conteúdo;
  7. Seja ativo socialmente, participe de grupos e movimentos sociais;
  8. Fale com o coração, é a melhor forma de ser sincero e de cativar sua audiência, se não tiver nada de bom para dizer, simplesmente cale-se e ouça;
  9. Tente unir as pessoas em um objetivo comum, inicie um movimento que desperte o interesse delas;
  10. Utilize anúncios das Mídias Sociais se quiser acelerar o desenvolvimento de sua campanha, pessoal ou profissional, o custo não é tão alto e você pode se surpreender com os resultados.

Estas são apenas algumas dicas, você tem mais alguma? Algum ideia sobre como se destacar nas Mídias Sociais? Mande para mim, vou adorar conhecer outras técnicas.

Boa sorte!

Considere incrementar seu conteúdo

Conteúdo

Quando falamos sobre conteúdo de marketing online as pessoas imediatamente pensam em textos, blogs, artigos, comunicados de imprensa, comentários nas Mídias Sociais, e-books, white papers, etc.

E como os mecanismos de busca tendem a rastrear textos, estes são, sem dúvida alguma, os melhores tipos de conteúdo, certo? Se você está pensando em otimização, então, sim, é o melhor.

Mas há muito mais no que se refere a conteúdo do que otimização, não acha?

O principal objetivo de um bom conteúdo é alcançar os usuários e isso muitas vezes não é fácil, a menos que você acredite que escrever 300 palavras vá mantê-los interessados.

Enfim, a variação de conteúdo pode ser a melhor técnica para atrair o interesse dos usuários, além de aumentar a visibilidade e quem sabe até a audiência com um público novo e variado.

Aqui estão três tipos de variação de conteúdo para você tentar:

Vídeos

O sucesso obtido pelo YouTube nos últimos anos é a prova mais concreta de que os vídeos estão entre os conteúdos preferidos dos usuários da internet.

Apesar do que a maioria pensa, os usuários não utilizam o YouTube apenas para assistir a vídeos engraçados, muitos buscam vídeos informativos, tutoriais e até mesmo instruções de montagem.

Os vídeos têm a vantagem de que podem ser compartilhados nas Mídias Sociais e até mesmo serem inseridos em seu site.

E mesmo que os mecanismos de busca não possam detectar os vídeos, existem diversas formas de você otimizá-los para facilitar isso, como já publiquei em Dicas para otimizar seus vídeos.

Infográficos

Usuários da internet gostam de informações rápidas e quando esta informação vem em forma de imagem, eles gostam ainda mais.

É claro que nem toda informação pode ser transformada em infográficos, mas você pode tornar seu texto visualmente mais atraente utilizando imagens.

Podcasts

Os podcasts são arquivos de som, com ou sem imagem que podem conter todo tipo de informação.

Para criar podcasts que agradem o público, lembre-se de que um tom monocórdio se torna chato, procure manter um tom animado e descrever o que for de forma clara.

É isso, espero que tenham aproveitado.

E você, como inova o seu conteúdo?

Boa sorte!

Dicas para otimizar seus vídeos

Vídeos

Embora a maioria das pessoas saiba da grande utilidade dos vídeos no Marketing Online, muitas empresas ainda relutam em aproveitar esta ferramenta.

Antes de mais nada vamos nos lembrar que atualmente o YouTube é o segundo mecanismo de busca mais utilizado no mundo, isso deve ter uma razão, certo?

No entanto, eu reconheço que criar um vídeo não é tão fácil quanto todo mundo faz pensar. Pelo menos não um vídeo de qualidade e conteúdo realmente relevantes.

A primeira coisa a se lembrar é que o YouTube é uma Rede Social e como tal tem grandes possibilidades de atrair clientes e tráfego para o seu site.

Apesar disso alguns empresários pensam duas, três vezes antes de investir na produção de um vídeo.

Alguns por acharem muito complicado, mas a maioria por não verem como este tipo de publicidade pode dar um retorno efetivo ao seu negócio.

Mas, se você está pensando em investir neste tipo de Mídia, aqui vão algumas dicas de otimização para tornar o seu vídeo muito mais visível:

  1. Como eu disse antes, o YouTube é o segundo maior mecanismo de busca atualmente, então, seja qual for a sua preferência, não deixe de utilizar o YouTube para divulgar o seu vídeo.
  2. O título é, sim, muito importante. Faça com ele seja atraente o suficiente para que as pessoas sintam, pelo menos, curiosidade ao lerem o título. Seduza sua audiência logo de primeira. Mas não se esqueça de que o seu título é também sua palavra chave mais importante, então dê atenção especial a esta parte.
  3. Utilize palavras chave em todas as partes possíveis. Onde? No título, na descrição do vídeo, na URL do vídeo e no nome do arquivo, nas Meta Tags, etc.
  4. Torne o vídeo fácil de compartilhar. Esse passo é essencial se você tem esperança de que os usuários que virem o seu vídeo promovam-no. Mais do que os mecanismos de busca, são as Redes Sociais que geram o maior número de tráfego para vídeos, então não se esqueça dos botões do Facebook, Google+ e Twitter, pelo menos.
  5. Permita comentários e avaliações. É claro que você corre o risco de receber críticas também, mas isso é parte do jogo e as avaliações ajudam o YouTube a classificar seu vídeo.
  6. Leve a primeira dica a sério. Você pode compartilhar seu vídeo em todos os sites de compartilhamento de vídeos da internet, mas não deixe, de forma alguma, de hospedá-lo no YouTube. Apenas lembre que o YouTube pertence ao Google, o que já lhe oferece um passo a frente no posicionamento do vídeo nas páginas de pesquisa do Google.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Fique a vontade e deixe um comentário.

Boa Sorte!

A importância da velocidade do seu site – Parte II

ponto-de-exclamação

Você fez o teste de velocidade e não gostou do resultado?

Acredite não é o único, mas aqui vão algumas sugestões para você considerar:

1.       Faca uma análise das páginas

Se uma determinada página do seu site está carregando muito lentamente, que tal pensar em dividir o conteúdo em duas ou três páginas?

O excesso de conteúdo em uma só página não só a torna lenta como às vezes assusta o visitante que está acostumado a encontrar as coisas com facilidade na internet.

Dividindo um conteúdo em mais de uma página você também poderá ser mais objetivo com o conteúdo. Usabilidade é o forte aqui.

2.       Imagens e Vídeos

Uma imagem fala mais do que mil palavras? Pode ser, mas também pesa muito mais, então se você tem imagens em excesso ou que não sejam realmente necessárias ao conteúdo do site, meu conselho é: Retire-as.

Janelinhas Pop-up às vezes além de sobrecarregarem a página, são irritantes também, use-as apenas se for para despertar a atenção do visitante de forma positiva.

Caso não possa retirar a imagem, se ela for importante para o conteúdo, verifique a possibilidade de reduzi-las, isso já será de grande ajuda.

3.       HTML

Muitas vezes um erro ou uma codificação em HTML com excesso de informação pode sobrecarregar a página.

Utilize uma codificação simples e objetiva isso irá acelerar o carregamento do site.

É isso, espero ter ajudado. Se você tem mais alguma dica, deixe nos comentário, vou ficar feliz em aprender mais.

Boa sorte!

Posts relacionados:

A importância da velocidade do seu site

Mídias Sociais… Você sabia? – Parte III

youtube

Continuando a sequência d posts sobre alguns segredos ou coisas que passam despercebidas nas Mídias Sociais, hoje vamos dar uma olhada no YouTube.

O vídeo é um dos melhores e mais utilizados sistemas de marketing desde a invenção da TV, mas você pode estimular ainda mais as pessoas a gostarem dos seus vídeos com pequenos truques.

Extensão do Google Analytics para o YouTube

O YouTube possui diversas formas de o empresário analisar o andamento da campanha, números de exibições, retenção de audiência, dados geográficos, etc.

Isso lhe oferece informações importantes sobre o que em seu vídeo interessou as pessoas, isso você pode conseguir através dos dados de retenção de audiência.

Os dados vão informar até mesmo quantas pessoas assistiram ao vídeo completo e em que momento do vídeo as pessoas começaram a perder o interesse.

Anotações 

Você já deve ter reparado que alguns vídeos apresentam pequenas pop-ups durante a exibição, com um comentário a respeito do assunto.

Utilizando essas anotações você pode destacar ou fornecer uma informação extra no vídeo sem que isso o interrompa.

Os empresários podem aproveitar essas anotações para inserir promoções ou ofertas que não dependam do usuário chegar até o final do vídeo.

Evite fazer uploads de novas versões do mesmo vídeo

É claro que até você fazer o upload do vídeo você já fez milhares de análises e é claro que depois de pronto você vai fazer outras milhares, mas não fique enviando correções e modificações.

Procure se conter e manter a versão original (a menos que você descubra algum erro flagrante ou descubra, através da análise que uma determinada parte do vídeo DEVE ser retirada) pois a cada upload você perde todos os dados do Analytics e neste caso vai ficar difícil utilizar uma das maiores vantagens do YouTube.

Use o editor do YouTube

Uma excelente adição do YouTube  é a ferramenta de edição de vídeo.

Ela permite que você faça pequenas alterações no vídeo como mudança de áudio, redução e etc.

Esta ferramenta é excelente para quem precisa de uma ferramenta simples e gratuita para fazer modificações.

Próximo post: LinkedIn.

O quê, você ainda nem tem um perfil no LinkedIn? Pois você vai descobrir as vantagens de criar um.

Boa sorte!

Postas relacionados:

Mídias Sociais… Você sabia? – Parte I

Mídias Sociais… Você sabia? – Parte II

O tamanho perfeito das imagens nas Redes Sociais

Otimizando o seu vídeo para o YouTube

videos

A cada minuto, mais de 60 horas de vídeo são carregados no YouTube.

Sabendo disso você deve se perguntar o que deve fazer para que o seu vídeo se destaque em meio a tantos outros, certo?

Bem, você pode seguir alguns passos que irão ajudar o seu vídeo a aparecer nos resultados de busca e com isso aumentar as chances das pessoas o visualizarem.

A gente sabe que o Google sempre dá preferencia para conteúdo consistente e bem otimizado e quando se trada de vídeos é muito mais fácil de conseguir uma boa colocação nas páginas de pesquisa.

Porque?

Simples, há muito mais sites competindo com sites do que vídeos com vídeos.

Além disso já foi provado (não sou eu quem está falando, foi uma pesquisa da ComScore) que vídeos prendem a atenção do usuário dois minutos a mais do que um texto comum.

Mas para melhorar ainda mais o posicionamento aqui vão algumas dicas de otimização para vocês.

Crie um Sitemap do seu vídeo

Se o vídeo está no seu site o ideal é que você “mostre” ao Google onde ele se encontra criando um sitemap.

O sitemap é um arquivo XML, que ajuda o Google a indexar o conteúdo do site e isso vale também para o vídeo.

Converse com seu webmaster.

Use o YouTube

Mesmo que o vídeo esteja no seu site, você pode, e deve, coloca-lo no YouTube também.

Essa é, sem dúvida alguma a forma mais eficaz de alcançar o público.

Não se esqueça dos links

Eu gosto de bater nesta tecla (literalmente falando rsrs). Os backlinks ainda são a melhor forma de SEO e neste caso, se o seu vídeo possui um link para o seu site, cada vez que alguém compartilhar você estará ganhando.

Palavras chave

Ah sim, isso também é importante em vídeos.

Tente usar um título (h1) que chame a atenção, mas não se esqueça de que ele também deve conter sua palavra chave principal.

Quando for descrever o vídeo ou o motivo de tê-lo feito, lembre-se sempre de incluir palavras chave relevantes para o SEO do vídeo, mas o título continua sendo o mais importante, então pesquise, pense e decida por um título realmente relevante.

Lembre-se de utilizar no máximo 66 caracteres, caso contrário quando o link aparecer no Google o título não aparecerá completo.

Uma boa idéia é incluir a palavra “vídeo” o máximo de vezes possível pois a maioria dos usuários costuma utilizar esta palavra quando pesquisam.

URL

Se o seu objetivo não é apenas divulgar o vídeo, mas atrair os usuário para o seu site, não se esqueça de incluir a URL no texto de descrição do YouTube.

Texto de descrição do vídeo

É importante que você utilize este espaço para incluir mais palavras chave relacionadas ao vídeo.

Além disso ajuda o Google a entender o conteúdo do vídeo e classifica-lo da melhor forma.

Ok, eu vou repetir, inclua a palavra “vídeo” tantas vezes quanto possível, sem que isso torne o seu texto muito estranho.

Tempo de duração

O tempo de duração de um vídeo influi na opção do usuário de assistir ou não, se o vídeo for longo demais eles podem acabar desistindo de assistir.

Quantos vídeos do YouTube você já assistiu com mais de 5 minutos de duração?

Certo, cinco minutos já é tempo demais, experimente 3 e você irá agradar gregos e troianos.

Caso o conteúdo peça por algo mais extenso, experimente dividir em partes, se a primeira parte for interessante o bastante, o usuário irá procurar a segunda por conta própria.

Boa sorte!

Posts relacionados:

Quando o vídeo é mais do que uma simples opção de Marketing

Dicas de marketing viral – continuação

Guia de Mídias Sociais para pequenas empresas – Parte I

Corrida para as mídias sociais

Dicas de otimização para quem não gosta de atualizar conteúdo

Dicas SEOAlguns empresários acreditam que elaborar um bom conteúdo é fácil, é claro que eles pagam para isso, o que, na verdade não lhes dá muita noção do que é sentar diante do computador e colocar o cérebro para funcionar até que se consiga um conteúdo de qualidade.

Bom o bastante para prender a atenção do leitor.

Mas na maior parte dos casos a questão é bem diferente.

Você já deve ter ouvido falar que o conteúdo é a principal estratégia da otimização.

Acredita que essa atualização constante é fácil?

Não é.

Geralmente isso produz algumas respostas como essas:

  • Não tenho tempo;
  • Não tenho idéia sobre o que escrever;
  • Ninguém vai se interessar pelo que tenho a oferecer.

É interessante imaginar que as mesmas pessoas que dizem: “Ninguém vai se interessar pelo que tenho a oferecer” ou “Não tenho idéia do que escrever” são capazes de descrever o produto/serviço que tem durante duas horas em uma festa e torná-lo muito interessante.

Em alguns casos o problema é “escrever” e isso, acreditem, pode ser um problema passageiro, falta de inspiração, falta de tempo, falta de assunto ou, o que é muito comum, falta de paciência ou jeito para escrever.

Seja qual for o problema, os mecanismos de busca não vão entender, acredite em mim.

Eles não se importam se você está doente, na TPM ou se simplesmente prefere matemática.

Os mecanismos de busca querem movimentação no site, atualização constante, material novo para oferecer a seus usuários.

Se você não produz isso, esqueça qualquer chance de se destacar.

Então o que fazer quando você não tem nada para dizer, mas precisa que o site esteja atualizado?

Como conseguir um bom material para otimizar o seu site?

Eis uma lista de como conseguir um material razoável para começar:

Tenha uma seção de perguntas e respostas

Pode parecer simples demais para ser verdade, mas não é.

Você não imagina a quantidade de pessoas, cliente e futuros clientes, cheios de dúvidas.

Responder a essas dúvidas gera um conteúdo instantâneo.

Experimente usar um formulário no site, estimule as pessoas a enviarem suas perguntas e utilize-as para um excelente post de interesse dos clientes.

Os clientes vão gostar, até mesmo esperar por suas respostas e possivelmente compartilhar as explicações mais interessantes.

E ainda é provável que você consiga algumas vendas.

Aproveitando para otimizar

Quando for responder às questões enviadas pelos clientes, aproveite para colocar links relevantes para páginas dentro do seu site que estejam relacionadas à sua resposta.

Procure aproveitar para utilizar o máximo de palavras chave possíveis.

Especificação de produtos

Se você vende, por exemplo, computadores, procure aproveitar para atualizar as palavras chave nas especificações de produtos.

Mais uma vez use links, experimente criar páginas que contenham maiores detalhes sobre o produto.

Aproveitando para otimizar

Procure utilizar HTML.

É claro que inserir os arquivos em PDF é muito mais fácil e o seu webdesigner pode até torcer o nariz, mas, acredite em mim, você vai preferir HTML.

Só assim você poderá controlar e atualizar tag titles, links e etc.

Em último caso, você pode optar por inserir “também” uma versão em PDF para impressão.

Se você for usar o manual do fabricante, procure reescrevê-lo sempre que possível, utilize suas próprias palavras e, claro, não se esqueça das palavras chave.

Utilize vídeos e Podcasts transcritos

Publique a versão transcrita no seu site em forma de artigos, ou coloque-os na mesma página dos vídeos.

Se você utiliza algum tipo de curso de treinamento, manual de usuário ou de instruções em vídeo a transcrição é uma excelente forma de escrever conteúdo novo, sem ter que quebrar a cabeça.

Edite a transcrição, lembre-se de que muitas vezes a versão falada é mais informal e que em um vídeo algumas expressões faciais não podem ser transcritas.

Ajuste a linguagem escrita de forma a que a transcrição não fique incoerente ou informal demais. Não se esqueça das palavras chave!

Lembre-se também dos links. Se uma transcrição cita algum produto específico do site, insira um link para a página do produto.

Aproveite e utilize links também da sessão de perguntas e respostas para alguns tutoriais.

Por enquanto é isso, espero ter ajudado de alguma forma.

Boa sorte!

Posts relacionados:

Erros na otimização de sites

Perguntas que toda pequena empresa deve fazer sobre Otimização

Otimização: Termos usados e seus significados

A Pirâmide de sucesso da Otimização de Sites 

O que falta em sua campanha?

Eleições 2012

Se o que está faltando são dicas,  selecionei mais algumas para você aproveitar:

Vídeos

É claro que se for profissional, melhor, mas pode ser amador, o importante no vídeo não é a qualidade dele e sim a qualidade do conteúdo. Faça seu candidato falar de maneira informal, sorrir, cativar a audiência e, pronto, você terá o vídeo ideal.

O Youtube não tem limites de quantidade de vídeos por conta, então faça quantos quiser, divulgue em todas as Redes Sociais e aguarde o resultado, você vai ficar surpreso.

Torpedo de Voz

Algumas empresas possuem sistema automatizado de torpedo de voz. Esse sistema é um dos melhores pois se trata de uma comunicação direta entre eleitores e candidatos.
SMS

Não precisa de muito, apenas seu nome e número de candidato
Telemarketing
Quem pensa que não precisa fazer campanha entre os amigos, está enganado, procure montar uma boa agenda de telefones do seu candidato e depois faça uma rápida campanha por telefone.
E-mail-marketing
A velha mala direta também funciona bem, neste caso resuma o plano de governo do candidato, inclua algumas imagens do município.
Procure usar tópicos, para não desestimular o eleitor, o uso de imagens gera interesse, então procure algumas para enfatizar o assunto, mas não coloque imagens aleatórias, nem mais de uma foto do candidato. Não se esqueça o número e o slogan.
Surveys – Pesquisas de opinião
Pesquisas te ajudam a montar estratégias. Não adianta oferecer algo que os eleitores não tem interesse em conseguir. Não vai ajudar em nada se o seu candidato se dispuser a construir uma escola em uma região com sérios problemas de saneamento.
E então, faltou alguma coisa? Comente!
Boa sorte!

Monitoramento das Mídias Sociais em Campanhas Eleitorais

Monitoramento de Mídias Sociais

O monitoramento das Mídias Sociais ajuda você a se manter informado sobre os assuntos de seu interesse que estão sendo discutidos nas Redes Sociais é claro que isso consome certo tempo, mas sua importância é inquestionável.

Através de um bom monitoramento que você vai poder:

  • Estar alerta sobre comentários ou críticas ao seu candidato;
  • Responder a questionamentos dos eleitores com maior rapidez;
  • Evitar quaisquer crises de imagem durante a campanha;
  • Desenvolver e aperfeiçoar novas formas de divulgação do candidato;
  • Aprender mais sobre o eleitor, seus interesses e necessidades;
  • Avaliar mudanças e posicionamentos dos eleitores;
  • Criar engajamento dos eleitores de forma efetiva;
  • Acompanhar a campanha do adversário;

Comentários ou críticas ao seu candidato

Sempre, em qualquer campanha política, surgem comentário e críticas, se o seu candidato já é um político conhecido ou se é marinheiro de primeira viagem, pode ter certeza de que alguém vai encontrar um ponto fraco e divulga-lo aos eleitores.

A melhor forma de combater isso é estando alerta.

Ao responder imediatamente após o comentário surgir, você minimiza o impacto e ainda pode tentar virar o jogo.

Questionamento dos eleitores

Quando um eleitor envia uma pergunta a um político é importante que essa resposta seja respondida o mais rápido possível.

Como ninguém passa 24 horas conectado às Redes Sociais, é possível que, sem o monitoramento, essa pergunta passe despercebida, o que, para o eleitor, pode parecer descaso por parte do candidato.

Crises de imagem

Exatamente como os comentários e críticas, evitar crises de imagem exige que você esteja atento ao que falam sobre o seu candidato.

Muitas vezes textos ou imagens divulgadas pela oposição em uma mídia diferente, ou em um perfil ao qual você não tem acesso, pode demorar para chegar até você e esse tempo pode se tornar fatal para a campanha de seu candidato se for o caso de se tornar um viral.

Monitore as Mídias Sociais utilizadas por você, mas não ignore que o adversário de seu candidato pode estar em outras Mídias Sociais também.

Divulgação do candidato

Você vem trabalhando na divulgação desde o início do ano. Acredita que cobriu todas as Mídias e que está no caminho certo. Ótimo.

Mas qualquer gestor de Mídias Sociais sabe que é observando que se descobre novas formas de se utilizar o mesmo produto.

Observe, por exemplo, o Case Obama e o quanto nós, profissionais de Marketing Político Digital no Brasil, aprendemos com ele.

Idéias novas surgem o tempo todo, detalhes nos quais sequer tínhamos pensado, aparecem nos lugares mais inesperados.

As Mídias Sociais estão aí para divulgar isso, então, neste caso o monitoramento irá ajuda-lo a elaborar melhor sua própria estratégia.

O eleitor

Eles estão ali, conversando, compartilhando imagens, comentários, momentos especiais.

Abertos a um contato muito mais próximo e interativo do que em qualquer outro lugar.

Através das Mídias Sociais a personalidade, os interesses e opiniões do eleitor estão mais acessíveis do que nunca.

É nisso que o monitoramento deve se focar: Conhecimento estratégico do desejo do eleitor.

Se a maioria dos eleitores do seu município está falando sobre o problema da saúde no seu município, não adianta o seu candidato insistir em falar sobre educação.

Embora o tema possa ser também importante, o eleitor que falar sobre o que lhe interessa, sobre o que afeta sua vida no dia a dia.

Mudança de posicionamento do eleitor

Eles não só podem como fazem isso com frequência.

A mudança de opinião, de lado político, de visão, é uma prerrogativa humana.

Somos volúveis porque buscamos o que acreditamos ser o melhor, para nós em primeiro lugar, para a família, amigos, conhecidos e comunidade em geral.

Seu candidato? Ele deve estar interessado no que é melhor para o eleitor, para a família do eleitor, para os amigos do eleitor, os conhecidos do eleitor e para a comunidade em geral.

Sim, exatamente nessa ordem.

É aqui que entra a política não é mesmo?

O eleitor do seu candidato pode mudar de lado por diversas razões, mas a maioria delas pode ser evitada se detectada a tempo.

Da mesma forma, com um pouco de sorte, o adversário estará ocupado demais para monitorar e detectar o descontentamento dos eleitores dele e isso pode se tornar um ponto a favor do seu candidato.

Engajamento

É claro que a mãe do seu candidato irá compartilhar cada foto, cada artigo, cada mensagem dele, provavelmente os amigos também.

Mas a melhor forma de criar uma campanha efetiva nas Mídias Sociais é convencer os eleitores de que a campanha do seu candidato merece ser divulgada por eles.

Imagens, vídeos, comentários de interesse público (lembre-se de que o eleitor não vai compartilhar uma foto do seu candidato jantando em família, mas pode compartilhar uma foto dele jantando com o líder do Green Peace, já que isso interessa a todos).

Uma das dicas para se criar engajamento é monitorar o tema de interesse do eleitor e divulgar fatos e fotos sobre o assunto.

Oposição

Sim, um pouquinho de contra espionagem não faz mal a ninguém.

Dê uma olhada em como está a campanha da oposição, leia sobre o que eles estão falando, pesquise o assunto para saber mais do que eles, então, responda, contra argumente, provoque de forma saudável.

E, caso não encontre nada, se o adversário foi tolo o bastante para não investir em uma campanha online… Saia e comemore.

Boa sorte!